Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 28º

PM timorense lança "Programa Futuros Líderes de Timor-Leste para a ASEAN"

O primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, lançou hoje o "Programa Futuros Líderes de Timor-Leste para a Associação das Nações do Sudeste Asiático", que considerou como um "investimento no futuro" e "crucial para o país".

PM timorense lança "Programa Futuros Líderes de Timor-Leste para a ASEAN"
Notícias ao Minuto

06:38 - 03/04/24 por Lusa

Mundo Xanana Gusmão

"Gostaria de felicitar o primeiro grupo de participantes no programa Futuros Líderes de Timor-Leste para a ASEAN. A vossa seleção para este programa é um investimento no vosso futuro e no futuro da nossa nação. Desenvolver a próxima geração de líderes é crucial para qualquer país", afirmou Xanana Gusmão.

O chefe do executivo timorense disse também que o programa é "particularmente importante" para o país, que está a fazer os "preparativos finais" para aderir aquela associação do sudeste asiático.

"Este programa é um sinal do nosso compromisso com a integração e cooperação regional e marca um passo significativo na nossa jornada rumo ao desenvolvimento nacional", salientou Xanana Gusmão.

O primeiro-ministro disse também que o desenvolvimento do país "depende mais do que nunca dos recursos humanos e da capacitação do potencial humano".

"É por isso que estamos investindo na próxima geração de líderes", afirmou, lembrando que o Governo identificou o desenvolvimento humano como uma das áreas prioritárias.

"Acreditamos que investir em futuros líderes ajudará o nosso país a enfrentar melhor os desafios globais, bem como a promover a inovação e a contribuir para um futuro sustentável e próspero", acrescentou.

Na cerimónia de lançamento do programa, que vai formar 100 jovens, esteve também presente o secretário-geral da ASEAN, Kao Kim Hourn, que destacou o papel que os jovens desempenham na definição da trajetória e potencial da organização.

Kao Kim Hourn, que iniciou segunda-feira uma visita oficial ao país, disse também que o programa hoje lançado poderá ter um grande impacto na difusão e internalização da identidade da ASEAN em Timor-Leste.

A ASEAN foi fundada em 1967 para promover a cooperação económica, política, social e cultural e garantir a estabilidade e o desenvolvimento da região.

Os estados-membros são o Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Myanmar, Filipinas, Singapura, Tailândia e Vietname, o último país a juntar-se à ASEAN em 1995.

Timor-Leste, que solicitou a adesão em 2011, foi admitido por unanimidade pelos 10 estados-membros em novembro de 2022, mas ainda com estatuto de observador e sem poder de veto.

Em maio de 2023, a ASEAN aprovou um roteiro, com conjunto com Timor-Leste, para a adesão total, prevista para o próximo ano, que inclui a preparação de recursos humanos, construção de infraestruturas e a adoção de acordos da organização.

Leia Também: Timor reitera posição de ligar gasoduto do Greater Sunrise à costa sul

Recomendados para si

;
Campo obrigatório