Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 21º

Cinco pessoas morreram após serem atingidas por ajuda aérea em Gaza

Outras dez pessoas ficaram feridas no incidente, algumas das quais com gravidade.

Cinco pessoas morreram após serem atingidas por ajuda aérea em Gaza
Notícias ao Minuto

15:31 - 08/03/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Israel/Palestina

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras dez ficaram feridas, esta sexta-feira, após serem atingidas por pacotes de ajuda aérea que caíram no campo de Al Shati, na cidade de Gaza. 

O jornalista local Khader Al Zaanoun testemunhou o incidente, que relatou à CNN Internacional, no entanto, não conseguiu confirmar qual o país responsável pelo lançamento aéreo.

Já Muhammad Al-Sheikh, diretor do Departamento de Cuidados de Urgência do Complexo Médico Al Shifa, na cidade de Gaza, confirmou que cinco pessoas morreram no incidente e que, do total de dez feridos, alguns estão em estado grave. 

Os Estados Unidos e a Jordânia começaram, no passado fim de semana, a enviar ajuda humanitária por via aérea para a Faixa de Gaza. Na terça-feira, a operação conjunta dos dois países permitiu o envio de mais de 36 mil refeições. 

Já na quarta-feira, o porta-voz do executivo comunitário para a Gestão de Crises da Comissão Europeia, Balazs Ujvari, referiu que Bruxelas está a "analisar muito atentamente a possibilidade" de fazer chegar a assistência por via aérea.

O conflito entre o Hamas e Israel escalou a 7 de outubro de 2023, quando combatentes do movimento islamita palestiniano - desde 2007 no poder na Faixa de Gaza e classificado como organização terrorista pela UE, Estados Unidos e Israel -- realizaram em território israelita um ataque de proporções sem precedentes desde a criação do Estado de Israel, em 1948, fazendo 1.163 mortos, na maioria civis, e cerca de 250 reféns, 130 dos quais permanecem em cativeiro, segundo o mais recente balanço das autoridades israelitas.

Em retaliação, Israel declarou uma guerra para "erradicar" o Hamas, que começou por cortes ao abastecimento de comida, água, eletricidade e combustível na Faixa de Gaza e bombardeamentos diários, seguidos de uma ofensiva terrestre ao norte do território, que depois se estendeu ao sul.

O conflito fez até agora na Faixa de Gaza mais de 30 mil mortos, mais de 71.000 feridos e cerca de 8.000 desaparecidos soterrados nos escombros, na maioria civis, de acordo com o último balanço das autoridades locais.

Leia Também: Israel congratula-se com abertura de corredor humanitário marítimo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório