Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Oito detidos após morte de guardas espanhóis em Cádis

Entre os detidos está o condutor da lancha que abalroou o barco-patrulha.

Oito detidos após morte de guardas espanhóis em Cádis
Notícias ao Minuto

09:56 - 11/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

A Guardia Civil espanhola deteve um total de oito pessoas envolvidas na morte de dois dos seus guardas,  no porto de Barbate, em Cádis, Espanha. 

Um dos detidos, segundo o El Mundo, é o condutor da lancha onde seguiam os traficantes de drogas e que abalroou o barco-patrulha no qual estava os militares que morreram. Este homem tem antecedentes criminais e é conhecido como 'Kiko el Kabra'. 

De notar que o incidente deixou ainda outros dois guardas feridos. 

Segundo o diário espanhol, o condutor da lancha fugiu a grande velocidade com outro tripulante, já depois de ter deixado três pessoas no porto de Sotogrande - as primeiras a ser detidas.

Dois outros membros do clã que se tinham deslocado para ir buscar estes três suspeitos foram também eles capturados no mesmo local. 

Muitos deles são conhecidos das forças de segurança, por um elevado número de crimes, nomeadamente tráfico de droga, branqueamento de capitais, agressões a agentes da polícia, ferimentos e delitos contra a segurança rodoviária.

Recorde-se que à Efe fontes policiais tinham adiantado que, além da morte de dois miliares, um estava gravemente ferido e outro foi considerado ferido leve. 

Segundo fontes próximas da Guarda Civil, cerca de seis barcos de traficantes refugiaram-se no porto de Barbate devido à tempestade em plena luz do dia.

À noite, um barco patrulha do Grupo Especial de Atividades Subaquáticas (GEAS) da Guarda Civil, com luzes indicativas e seis agentes a bordo, aproximou-se para identificá-los, momento em que uma das lanchas os atingiu, passando por cima.

As mesmas fontes detalharam que as vítimas mortais são um agente do GEAS e outro do Grupo de Ação Rápida (GAR).

A Polícia de Segurança Pública (PSP) e a Guarda Nacional Republicana (GNR) endereçaram através das redes sociais as condolências e pesar à Guarda Civil espanhola e família e amigos dos dois militares que morreram durante a missão de serviço.

Leia Também: "Sinceras condolências". GNR lamenta morte de militares da Guardia Civil

Recomendados para si

;
Campo obrigatório