Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Zelensky promete reforma do serviço militar obrigatório na Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou hoje que pretende realizar uma reforma das leis de recrutamento militar de forma a criar condições para a possível desmobilização de alguns combatentes na guerra contra a Rússia.

Zelensky promete reforma do serviço militar obrigatório na Ucrânia
Notícias ao Minuto

22:32 - 01/12/23 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

"Todos na Ucrânia compreendem que são necessárias mudanças nesta área", disse o líder ucraniano numa publicação no canal Telegram, citado pela agência de notícias espanhola EuropaPress.

Zelensky referia-se aos combatentes que foram destacados para a linha da frente no início da invasão russa, em fevereiro de 2022, e ainda não foram substituídos.

O anúncio de Zelenski é visto como uma concessão a certos círculos militares que, nos últimos tempos, têm exigido uma maior rotação das tropas para permitir um período de descanso e recuperação dos combatentes.

A lei marcial decretada em resposta à ofensiva russa impede que os militares, alguns dos quais estão na linha da frente há 21 meses, sejam desmobilizados.

Segundo dados oficiais, cerca de 820 mil ucranianos servem atualmente nas Forças Armadas do país.

Caso a Ucrânia venha a permitir a rotação de tropas ou o regresso de alguns militares a casa, as Forças Armadas terão de recrutar tropas adicionais, uma situação que o próprio Zelensky reconheceu ser "o foco" da reforma militar que prometeu.

Leia Também: Putin ordena aumento de 15% do número de soldados do Exército russo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório