Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Bulgária expulsa chefe da igreja ortodoxa russa em Sófia

A Bulgária expulsou hoje o chefe da Igreja Ortodoxa Russa em Sófia e dois padres bielorrussos, acusando-os de servirem os interesses geopolíticos de Moscovo, numa medida descrita como "diabólica" pela embaixada russa.

Bulgária expulsa chefe da igreja ortodoxa russa em Sófia
Notícias ao Minuto

19:23 - 21/09/23 por Lusa

Mundo Bulgária

A Agência de Segurança Nacional da Bulgária anunciou a expulsão dos três homens, designando-os apenas pelas suas iniciais e nacionalidade, dizendo que ficaram proibidos de entrar no país por um período de cinco anos.

Os três homens são acusados de terem ajudado "a estratégia híbrida da Rússia destinada a influenciar os processos sociopolíticos na Bulgária em favor dos interesses" do Kremlin, segundo um comunicado.

Numa mensagem publicada na rede social Facebook, a embaixada russa esclareceu que neste grupo se inclui o representante da Igreja Ortodoxa Russa em Sófia, o arquimandrita Vassian.

Para as autoridades russas, o Governo pró-europeu que atualmente governa a Bulgária "deu-se obviamente a missão de colocar os povos russo e búlgaro um contra o outro", mostrando-se indignados com esta decisão "brutal".

"Este caso não tem precedentes" e são fruto de um "espírito maligno", acrescentou a embaixadora Eleonora Mitrofanova num vídeo transmitido pela agência oficial de notícias TASS.

Membro da União Europeia e da NATO, país eslavo e ortodoxo, a Bulgária está histórica e culturalmente próxima de Moscovo, mas as relações ficaram tensas desde o início da invasão russa da Ucrânia.

Em junho de 2022, Sófia anunciou a expulsão de 70 membros do pessoal diplomático russo.

Leia Também: Bulgária restringirá importação de sementes de girassol da Ucrânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório