Meteorologia

  • 12 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 27º

Satélite da Coreia do Norte? "Violação flagrante" de resoluções da ONU

Os países do grupo G7 condenaram hoje a tentativa da Coreia do Norte de lançar um satélite com tecnologia de mísseis balísticos, classificando-a como "violação flagrante" de resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Satélite da Coreia do Norte? "Violação flagrante" de resoluções da ONU
Notícias ao Minuto

16:42 - 24/08/23 por Lusa

Mundo G7

Num comunicado, os países do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, a que se junta a União Europeia) dizem que, "apesar dos repetidos apelos da comunidade internacional", a Coreia do Norte continua a sua escalada com "um número recorde de lançamentos de mísseis balísticos".

A Coreia do Norte anunciou hoje que a sua segunda tentativa em três meses de colocar um satélite espião em órbita falhou e prometeu tentar novamente em outubro.

Para o G7, esse gesto demonstra a determinação da Coreia do Norte em "avançar e diversificar as suas capacidades nucleares e balísticas ilegais".

"Reiteramos mais uma vez a nossa exigência de que a Coreia do Norte abandone as suas armas nucleares, os programas nucleares existentes e todas as outras armas de destruição maciça e programas de mísseis balísticos de uma forma completa, verificável e irreversível", diz o comunicado, divulgado a partir de Bruxelas.

Os países exigem também que Pyongyang "cumpra integralmente todas as obrigações decorrentes das resoluções relevantes do Conselho de Segurança das Nações Unidas".

"A Coreia do Norte não pode e nunca terá o estatuto de Estado com armas nucleares na aceção do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares", conclui o documento hoje divulgado.

Leia Também: Coreia do Norte anuncia que falhou lançamento de satélite espião

Recomendados para si

;
Campo obrigatório