Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 21º

"Sons subaquáticos" detetados poderão ter sido "ruído de fundo do oceano"

Ainda assim, o responsável pelas operações de busca ressalvou que a entidade continuará a investigação, indicando que ainda não ocorreram quaisquer conversações sobre o fim das buscas.

"Sons subaquáticos" detetados poderão ter sido "ruído de fundo do oceano"
Notícias ao Minuto

15:36 - 22/06/23 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Submarino desaparecido

O contra-almirante John Mauger, chefe de operações de busca pelo submarino Titan, revelou à Sky News que os sons subaquáticos detetados na quarta-feira perto do local do naufrágio do Titanic poderão ter sido apenas "ruído de fundo do oceano", segundo a avaliação preliminar da Marinha norte-americana.

Ainda assim, o responsável ressalvou que a entidade continuará a investigação, indicando que ainda não ocorreram quaisquer conversações sobre o fim das buscas. Na verdade, de acordo com Mauger, essa decisão será tomada "após uma consulta minuciosa com as famílias".

"O que é importante para mim [...] é que continuemos as buscas nas áreas onde os ruídos foram detetados com os ROV que temos", disse.

As 96 horas estimadas de oxigénio disponível chegaram ao fim pelas 12h08 mas, segundo especialistas, este valor é vago e impreciso, uma vez que o tempo de oxigénio pode variar em função de diversos fatores.

As autoridades esperam que os sons subaquáticos, que continuam a ser monitorizados, possam ajudar a restringir as operações de busca, cuja área de cobertura foi expandida para vários milhares de quilómetros.

Contudo, os especialistas salientam diversos obstáculos, desde identificar a localização da embarcação, até alcançá-la com equipamentos de resgate e trazê-la à superfície - supondo que ainda esteja intacta.

O submersível transportava o empresário e explorador Hamish Harding, o empresário paquistanês Shahzada Dawood e o filho, Suleman Dawood, além do CEO da OceanGate, Stockton Rush, bem como o especialista no Titanic Paul-Henri Nargeolet.

Na quarta-feira, um avião canadiano detetou sons subaquáticos durante as operações de busca do submersível, o que fez com que esforços de busca fossem reorientados.

Além de um conjunto internacional de navios e aviões, um robô subaquático começou a fazer buscas nas imediações do Titanic e há um esforço para enviar equipamento de salvamento para o local, no caso de o submarino ser encontrado.

Três aviões de transporte C-17 das forças armadas norte-americanas foram utilizados para transportar submersíveis comerciais e equipamento de apoio. As forças armadas canadianas disponibilizaram um avião de patrulha e dois navios, tendo ainda lançado boias de sonar para detetar quaisquer sons do Titan.

Os restos do Titanic - que afundou após colidir com um iceberg, em 1912 - estão a uma profundidade de cerca de 3.800 metros e a uma distância de aproximadamente 640 quilómetros a sul da ilha canadiana de Terra Nova.

A comunicação perdeu-se quando a embarcação estava a cerca de 700 quilómetros a sul de São João da Terra Nova, segundo o Centro de Coordenação de Salvamento Conjunto do Canadá.

Leia Também: Buscas por submarino vão prosseguir mesmo após hora limite de oxigénio

Recomendados para si

;
Campo obrigatório