Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Receitas de Macau sobem a dois dígitos e permitem saldo positivo

As receitas de Macau até maio estavam a subir quase 15%, enquanto as despesas cresciam apenas 5% e permitiam encerrar as contas dos primeiros cinco meses com um saldo positivo de 56.004,6 milhões de patacas (5.155,5 milhões de euros).

Receitas de Macau sobem a dois dígitos e permitem saldo positivo
Notícias ao Minuto

12:13 - 13/06/14 por Lusa

Mundo Milhões

De acordo com dados provisórios publicados no portal da Direção dos Serviços de Finanças (DSF), as receitas globais totalizaram 70.160,4 milhões de patacas (6.474,7 milhões de euros), mais 14,8% do que no mesmo período de 2013, e representavam 49,7% do previsto para o corrente ano.

Por outro lado, as receitas correntes estavam a subir 17,3% para 69.942,3 milhões de patacas (6.454,6 milhões de euros), estando cumpridas em 49,9%.

Os impostos diretos permitiram um encaixe de 60.822,8 milhões de patacas (5.613 milhões de euros) - mais 17,7% do que nos primeiros cinco meses de 2013 - representando 49,2% do orçamentado para todo o ano, sendo que os impostos diretos sobre o jogo estavam executados em 50,5% do total, com 59.530,9 milhões de patacas (5.493,8 milhões de euros), mais 17,4% do que em igual período do ano passado.

Os impostos diretos sobre o jogo, no valor de 35% sobre as receitas brutas do setor, refletem-se de maneira particular nas contas públicas, já que são contabilizados no mês seguinte ao mês de referência, ou seja, de dezembro de um ano até novembro do ano seguinte.

Os 59.530,9 milhões de patacas recolhidos em impostos diretos sobre o jogo traduzem um peso de 84,8% das receitas totais da administração, 85,1% das receitas correntes e 97,8% do total de impostos diretos cobrados.

No campo da despesa, a Administração de Macau apresenta um total de 14.155,8 milhões de patacas (1.306,3 milhões de euros), mais 5,1% do que entre janeiro e maio de 2013 e 18,2% do previsto para este ano.

As despesas correntes totalizaram 13.419 milhões de patacas (1.238,3 milhões de euros), uma subida homóloga de 6,1% e a representar 21,7% do total previsto para 2014.

O Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração (PIDDA) estava executado em 2% face ao orçamentado, equivalendo a uma despesa de 401,9 milhões de euros (37 milhões de euros), menos 22% do que nos primeiros cinco meses de 2013.

Entre receitas de despesas, o orçamento de Macau registou um saldo positivo de 56.004,6 milhões de patacas (5.155,5 milhões de euros) até maio.

O saldo positivo tem um peso de 79,8% do total da receita da administração de Macau.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório