Meteorologia

  • 29 MARçO 2023
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 23º

"Desligue". Capitão da polícia de Oklahoma detido ao conduzir alcoolizado

Ao falhar vários testes de sobriedade, French apelou para que o agente desligasse a bodycam.

Notícias ao Minuto

23:25 - 17/03/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

O capitão do Departamento da Polícia de Oklahoma, nos Estados Unidos, foi detido na madrugada de domingo, depois de ter sido apanhado a conduzir embriagado. Antes disso, o responsável terá pedido de forma discreta ao agente que o intercetou para que desligasse a sua ‘bodycam’, apelo que foi rejeitado.

Nas imagens divulgadas na quinta-feira por aquela força de segurança, às quais poderá aceder na galeria acima, o capitão James ‘Matt’ French pode ser visto a ser intercetado pelos agentes, depois de estacionar em frente à residência onde, segundo disse, vive com a mãe. Além de ter ultrapassado o limite de velocidade, o homem estaria a conduzir aos ziguezagues, de acordo com a Fox 25.

"Sou capitão do Departamento da Polícia", disse, quando questionado se tinha estado a beber.

French é visto a hesitar e a encostar-se no banco do condutor, ao ser questionado novamente, gesticulando para que o agente desligasse a sua 'bodycam'.

"Não vou desligar a câmara. Só pode estar a brincar comigo", replicou o polícia.

O homem saiu, então, do veículo, informando que tinha estado num jogo de poker, onde tinha bebido três ou quatro cervejas, a última das quais cerca de duas horas antes daquele encontro com as autoridades.

Ao falhar vários testes de sobriedade, French apelou para que o agente desligasse a 'bodycam' novamente, justificando querer apenas conversar. Apesar das súplicas, o polícia manteve-se firme.

"Sou um sargento neste departamento e prometi cumprir a lei. Não mostro favoritismo a ninguém. Não quero saber se é membro de um gangue ou o presidente dos Estados Unidos", reforçou.

French foi, depois, detido, já não se encontrando em custódia policial. Contudo, a conduta do agente foi elogiada pelo chefe Wade Gourley, que salientou que o sargento "lidou com a situação de forma muito profissional".

French, que integra aquele departamento há 32 anos, encontra-se em licença administrativa, cujo pagamento será determinado pelas conclusões da investigação.

Leia Também: EUA investigam TikTok por espionagem a jornalistas norte-americanos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório