Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 19º MÁX 27º

Mulher descreve o momento em que encontrou o corpo do marido no armário

Jennifer Maedge encontrou o corpo do marido dentro de um armário em casa oito meses após o homem ter sido dado como desaparecido.

Mulher descreve o momento em que encontrou o corpo do marido no armário
Notícias ao Minuto

15:27 - 15/03/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Jennifer Maedge, a mulher que encontrou o corpo do marido dentro de um armário oito meses após o seu desaparecimento, descreveu como foi o momento em que se deparou com o cadáver.

O caso remonta a 11 de dezembro, em Illinois, nos Estados Unidos da América (EUA), quando a mulher estava à procura de decorações de natal e a tentar "descobrir a melhor maneira de celebrar as férias sem saber do paradeiro" do homem. Richard Maedge, de 53 anos, estava desaparecido desde 27 de abril.

"Sei que pode parecer estranho. Estava apenas a tentar descobrir a melhor maneira de celebrar as férias sem saber o paradeiro do meu marido", contou a mulher, de 49 anos, em entrevista à revista People. "Há semanas que estava a pensar nisso, antes de decidir colocar algumas decorações de Natal, para me colocar num espírito natalício e para honrar o meu marido, de certa forma". 

Jennifer decidiu então fazer a árvore de natal e decorar a casa com alguns acessórios. Foi enquanto procurava os artigos natalícios com uma lanterna no armário que se deparou com o corpo do marido já mumificado. "Foi bastante chocante", confessou.

Segundo as autoridades, o homem colocou termo à própria vida e não houve sinais de crime.

No dia do seu desaparecimento, Richard disse à mulher que tinha saído mais cedo de casa para o trabalho. No entanto, quando Jennifer regressou a casa, deparou-se com o carro do marido à porta e com as chaves e a carteira do marido no interior.

Após não o encontrar, decidiu alertar as autoridades, que se deslocaram ao local para recolher provas para começar a procurar o homem. Meses mais tarde, Jennifer chamou novamente a polícia devido ao cheiro desagradável que não desaparecia de dentro de casa.

Se estiver a sofrer com alguma doença mental, tiver pensamentos auto-destrutivos ou simplesmente necessitar de falar com alguém, deverá consultar um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral. Poderá ainda contactar uma destas entidades:

SOS Voz Amiga (entre as 16h e as 24h) -  213 544 545 (Número gratuito)
 - 912 802 669 - 963 524 660 

Conversa Amiga (entre as 15h e as 22h) - 808 237 327 (Número gratuito) e 210 027 159

SOS Estudante (entre as 20h e a 1h) - 239 484 020 - 915246060 - 969554545

Telefone da Esperança (entre as 20h e as 23h) - 222 080 707 

Telefone da Amizade (entre as 16h e as 23h) – 228 323 535

Todos estes contactos garantem anonimato tanto a quem liga como a quem atende. No SNS24 (808 24 24 24 - depois deve selecionar a opção 4), o contacto é assumido por profissionais de saúde. A linha do SNS24 funciona 24 horas por dia.

Leia Também: Mulher raptada pelo namorado. Ficou dois meses presa dentro de armário

Recomendados para si

;
Campo obrigatório