Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 21º

Costa e ministra da Defesa visitam hoje missão portuguesa em Bangui

O primeiro-ministro visita hoje, pela terceira vez, os militares portugueses na República Centro-Africana (RCA) - uma missão externa das Forças Armadas nacionais, no âmbito das Nações Unidas, considerada muito complexa no plano da segurança.

Costa e ministra da Defesa visitam hoje missão portuguesa em Bangui
Notícias ao Minuto

06:14 - 03/02/23 por Lusa

Mundo República Centro-Africana

António Costa esteve pela primeira vez na capital da RCA, em Bangui, em 2017, e regressou em dezembro de 2021, antes do Natal, depois de uma visita que efetuou a São Tomé e Príncipe. Desta vez, António Costa saiu de Lisboa na quinta-feira, ao fim da tarde, acompanhado pela ministra da Defesa, Helena Carreiras.

Em Bangui, onde deverá permanecer cerca de seis horas, o líder do executivo português é recebido no aeroporto pelo primeiro-ministro da RCA, Félix Moloua, tendo depois no Palácio Presidencial uma reunião com o chefe de Estado, Faustin-Archange Touadéra, antes de se encontrar com os militares portugueses em missão neste país.

António Costa tem também prevista uma reunião com a representante especial do secretário-geral das Nações Unidas, Valentine Sendanyoye Rugwabiza, do Ruanda.

De acordo com informação divulgada pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), Portugal tem na República Centro-Africana a 12ª Força Nacional Destacada, que é composta por 215 militares.

Esta força, constituída sua maioria por tropas especiais paraquedistas do Exército, faz parte da Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA), na qual Portugal participa desde 2017.

O contingente português Inclui, também, militares de outras unidades do Exército, que têm como missão reforçar a capacidade operacional dos paraquedistas, um militar da Marinha Portuguesa e três militares da Força Aérea Portuguesa, que constituem uma equipa de controlo aéreo tático.

Segundo o Governo, Portugal tem mantido de forma continuada presença RCA, sendo este o maior contingente de Forças Nacionais Destacadas.

"Atualmente, Portugal participa com elementos nas duas missões da UE e na MINUSCA (ONU), contando as três missões na RCA com nacionais portugueses em posições de comando. A União Europeia tem duas missões a atuar na RCA: Uma missão militar de treino (EUTM RCA) e uma missão civil de aconselhamento e monitorização (EUAM RCA), com a participação e chefia de Portugal em ambas. Trata-se do mais importante envolvimento nacional em Operações de Paz", salienta o executivo de Lisboa.

De acordo com dados do EMGFA, as Forças Armadas empenharam 2.427 militares em 29 missões internacionais no ano de 2022, sendo que a maior parte decorreu no âmbito da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

No ano passado, com militares e meios da Marinha, Exército e Força Aérea, "sob comando operacional do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Portugal esteve presente em 29 missões em países do continente africano, americano, asiático e europeu, nas quais foram empenhados 2.427 militares, 89 viaturas táticas, nove navios e oito aeronaves".

Leia Também: Ministra da Defesa lamenta morte de militar e aguarda averiguações

Recomendados para si

;
Campo obrigatório