Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 17º

AO MINUTO: Anexações? "Direito na Carta da ONU"; Reservistas em Lugansk

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Anexações? "Direito na Carta da ONU"; Reservistas em Lugansk
Notícias ao Minuto

07:39 - 03/10/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Este domingo ficou marcado pelas reações à libertação de Lyman, a chave para "desocupação" de Lugansk, como referiu o governador local, Serhiy Gaidai. 

O avanço nesta região, cuja anexação foi anunciada pelo presidente russo, Vladimir Putin, na passada sexta-feira (30 de setembro), é também um ponto positivo no ânimo das tropas ucranianas que já acreditam poder recuperar também a Crimeia, anexada em 2014.

"Este é o momento X", acredita Tamila Tasheva, principal representante de Volodymyr Zelensky. 

Nota ainda para a garantia de resposta "firme e unida" por parte da NATO contra a Rússia devido à alegada sabotagem nos gasodutos do Mar Báltico. 

Fim de cobertura

Daniela Filipe | há 1 mês

Boa noite. Chegámos ao fim de mais um acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Regressaremos na manhã de terça-feira, num novo registo. Até lá, obrigada por ter estado desse lado.

AIE. UE enfrenta "riscos inéditos" no fornecimento de gás este inverno

Daniela Filipe | há 1 mês

A Europa vai enfrentar "riscos inéditos" nos seus fornecimentos de gás este inverno, depois de a Federação Russa ter cortado as suas exportações por gasoduto, disse hoje a Agência Internacional de Energia (AIE).

A estes riscos junta-se uma potencial concorrência com a Ásia pelo gás transportado por navio, já escasso e caro.

A agência, baseada em Paris, adiantou no seu relatório trimestral que os membros da União Europeia poderiam ter de reduzir o seu consumo em até 13%, no caso de uma suspensão total do fornecimento proveniente da Federação Russa.

Musk debaixo de fogo após plano para "paz" entre a Ucrânia e a Rússia

Daniela Filipe | há 1 mês

Elon Musk, fundador da Tesla e da Space X, é conhecido por partilhar as suas opiniões na rede social Twitter – que até tencionava comprar. Esta segunda-feira, o ‘alvo’ do magnata foi o conflito entre a Ucrânia e a Rússia, propondo uma ‘solução’ para encontrar a “paz” entre os dois países. Contudo, o seu plano valeu-lhe críticas de várias figuras, incluindo o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

O empresário começou por sugerir que os referendos quanto à anexação de Donetsk, Luhansk, Zaporíjia (Zaporizhzhia) e Kherson fossem refeitos com a supervisão da Organização das Nações Unidas (ONU), mediante a garantia de que a Rússia se retiraria, caso fosse essa a vontade da população.

Leia o artigo na íntegra aqui.

Ucrânia pode juntar-se à candidatura ibérica ao Mundial'2030

Daniela Filipe | há 1 mês

O jornal inglês The Times adiantou na noite desta segunda-feira que a Ucrânia pode juntar-se à candidatura ibérica de Portugal e Espanha para organizar o Mundial 2030.

A mesma publicação indica que a proposta terá sido feita pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e acolhida com agrado pelos governos duas nações ibéricas. A decisão deverá ser tornada pública esta quarta-feira.

Rússia substitui comandante-chefe do distrito militar ocidental

Tomásia Sousa | há 1 mês

A Rússia substituiu o comandante-chefe do distrito militar ocidental (DMO), general-coronel Alexandr Zhuravlev, no decorrer do oitavo mês da campanha militar russa na Ucrânia, foi hoje anunciado.

Ucrânia. Rússia substitui comandante-chefe do distrito militar ocidental

A Rússia substituiu o comandante-chefe do distrito militar ocidental (DMO), general-coronel Alexandr Zhuravlev, no decorrer do oitavo mês da campanha militar russa na Ucrânia, foi hoje anunciado.

Lusa | 21:37 - 03/10/2022

Anexações são "direito consagrado na Carta da ONU", diz embaixador russo

Daniela Filipe | há 1 mês

O embaixador russo em Lisboa, Mikhail Kamynin, transmitiu hoje ao Governo português que a realização de referendos nas regiões ucranianas anexadas pela Rússia corresponde a "um direito consagrado na Carta das Nações Unidas".

"[Com] a realização dos referidos referendos tornou-se [possível] a concretização do direito inalienável dos habitantes das repúblicas das regiões do Donbass [Donetsk e Lugansk], Zaporijia e Kherson, consagrado na Carta da ONU, que afirma diretamente o princípio da igualdade e autodeterminação dos povos", realçou a Embaixada da Rússia em Lisboa, em comunicado, após o seu embaixador ter sido convocado pelo Governo português.

Após meses em cativeiro, comandantes de Azovstal reúnem-se com famílias

Daniela Filipe | há 1 mês

Depois de meses enquanto prisioneiros de guerra às mãos de Moscovo, os comandantes responsáveis pela defesa da siderúrgica de Azovstal, em Mariupol, reuniram-se com as suas famílias. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, partilhou um vídeo do momento nas redes sociais, assegurando que a Ucrânia "não parará" até que "toda gente esteja em casa".

"Todos são importantes. Porque somos ucranianos. E uma pessoa tem o maior valor para a Ucrânia", rematou.

Ministério dos Negócios Estrangeiros convoca embaixador russo em Portugal

Daniela Filipe | há 1 mês

O embaixador russo em Portugal, Mikhail Kamynin, foi chamado para comparecer esta segunda-feira no Ministério dos Negócios Estrangeiros, informa uma nota da referida tutela a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Tudo terá acontecido, segundo pode ler-se no comunicado, com o intuito de de comunicar ao diplomata a "firme rejeição e a inequívoca condenação do Governo português quanto à recente anexação pela Rússia dos territórios ucranianos de Donetsk, Luhansk, Zaporizhzhia (Zaporíjia) e Kherson".

Saiba mais aqui.

Anexações? Roma e Madrid convocam embaixadores da Rússia

Daniela Filipe | há 1 mês

Espanha e Itália convocaram hoje os embaixadores da Rússia nos respetivos países para lhes transmitirem que não reconhecem a anexação de territórios ucranianos por Moscovo e reiterarem o apoio a Kyiv.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, União Europeia e Cooperação de Espanha convocou o embaixador da Rússia em Madrid, Yuri Korchagin, em protesto contra a anexação de quatro regiões ucranianas por Moscovo.

UE pede que Israel continue a evitar que Rússia contorne sanções

Daniela Filipe | há 1 mês

A União Europeia (UE) saudou hoje o compromisso de Israel para evitar que a Rússia contorne as sanções europeias, apelando a mais "trabalho em conjunto" nesta matéria, na primeira reunião em 10 anos entre Bruxelas e Jerusalém.

"A UE congratula-se com o compromisso de Israel de evitar a evasão das sanções através do seu território e continuará a trabalhar em conjunto com Israel sobre esta questão", indica a diplomacia comunitária, numa posição divulgada no final daquela que foi a 12ª reunião do Conselho de Associação UE-Israel, que teve lugar em Bruxelas 10 anos após a 11ª reunião.

Primeiros reservistas russos chegam a Lugansk para proteger território

Daniela Filipe | há 1 mês

Os primeiros reservistas russos mobilizados por ordem do presidente Vladimir Putin chegaram hoje à região de Lugansk, recentemente anexada, para proteger o território, maioritariamente dominado por Moscovo.

O Ministério da Defesa russo anunciou, na rede social Telegram, que moradores de Lugansk saíram à rua para receber esses reservistas mobilizados, que foram treinados pelo Exército russo.

"Trataram-nos como animais". Dianov recorda tortura às mãos da Rússia

Daniela Filipe | há 1 mês

Quando foi libertado, Mykhailo Dianov, de 42 anos, estava irreconhecível. A fotografia do soldado ucraniano correu o mundo, evidenciando as consequências de quatro meses em cativeiro às mãos da Rússia. Em entrevista à Sky News, aquele que foi um dos últimos soldados a defender Mariupol, na siderúrgica de Azovstal, recordou a detenção, pautada por tortura e por condições desumanas.

“Em Azovstal, pensávamos que era o fim”, começou por revelar Dianov, descrito pela jornalista Sally Lockwood como tendo um rosto envelhecido, e roupas que lhe caíam do corpo.

Leia o artigo na íntegra aqui.

Zelensky denuncia ataque russo a hospital em Kupiansk

Daniela Filipe | há 1 mês

Um ataque russo a um hospital em Kupiansk, na região de Kharkiv, terá vitimado um médico e ferido uma enfermeira, segundo avançou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Através da sua página do Telegram, o chefe de Estado acusou o "inimigo" de "aterrorizar a população civil sem misericórdia".

"Mas cada invasor deve lembrar-se claramente: a retaliação por cada ataque nas nossas cidades e contra o nosso povo é inevitável. O dia do julgamento para os racistas certamente chegará”, apontou.

Pelo menos 6 recrutas russos morreram desde o anúncio de mobilização

Daniela Filipe | há 1 mês

Pelo menos seis recrutas russos morreram desde o anúncio de mobilização parcial naquele país, segundo o advogado de direitos humanos Pavel Chikov, citado pelo The Moscow Times.

Três das vítimas terão perdido a vida no centro de treinos da região de Sverdlovsk.

“Sim, confirmo que três pessoas morreram. Um dos homens morreu de ataque cardíaco, outro cometeu suicídio. O terceiro foi dispensado do serviço e enviado para casa, onde morreu de cirrose”, disse o deputado da Duma Maxim Ivanov, em declarações ao jornal russo EAN.

O The Moscow Times adianta ainda que, na região de Vladivostok, Sergei Fedoseenko, de 39 anos, morreu de ataque cardíaco, depois de ter sido detido num centro de recrutamento. Já Boris Shavaev, da República da Cabárdia-Balcária, morreu numa base militar. Por fim, na Sibéria, os meios de comunicação locais relataram que um soldado foi encontrado morto num centro de recrutamento, em Tyumen.

Kyiv rompe novas defesas russas na região de Kherson

Daniela Filipe | há 1 mês

As forças ucranianas romperam as defesas de Moscovo na região de Kherson, admitiram hoje militares russos, uma conquista que desfere um duro golpe numa das quatro regiões anexadas pela Rússia em pleno conflito.

O porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, reconheceu que "com unidades de tanques superiores na direção de Zolotaya Balka, Aleksandrovka, o inimigo conseguiu penetrar na nossa defesa", acrescentando que as tropas russas continuam a tentar resistir à contra-ofensiva de Kyiv na região de Kherson.

Rússia demite comandante do Distrito Militar Ocidental por "derrotas"

Daniela Filipe | há 1 mês

Após uma série de perdas territoriais na Ucrânia, Moscovo demitiu o líder do Distrito Militar Ocidental, o coronel-general Alexander Zhuravlyov.

Segundo a televisão russa RBC, citada pela agência Reuters, o responsável deverá ser substituído pelo tenente-general Roman Berdnikov, ainda que não haja confirmação oficial.

Rússia procura jornalista que invadiu emissão da TV estatal

Daniela Filipe | há 1 mês

A Rússia anunciou hoje que está à procura da jornalista Marina Ovsyannikova, conhecida por ter aparecido na televisão com um cartaz contra a ofensiva russa na Ucrânia, alegando que esta violou os termos da prisão domiciliária e será detida.

O nome de Ovsyannikova foi inserido no banco de dados de pessoas procuradas, de acordo com o 'site' do Ministério do Interior russo.

Marina Ovsyannikova tornou-se um símbolo do movimento antiguerra na Rússia quando em março passado apareceu num telejornal do canal pró-Kremlin em que trabalhava com um cartaz que denunciava a ofensiva na Ucrânia, iniciada em fevereiro, e a "propaganda" da imprensa controlada pelo Governo.

Diretor da central de Zaporíjia terá sido libertado

Daniela Filipe | há 1 mês

Ihor Murashov, diretor da central nuclear de Zaporíjia (Zaporizhzhia), terá sido libertado esta segunda-feira, de acordo com o diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi.

A Sky News detalha que o responsável foi detido por uma patrulha russa, na sexta-feira.

 

Investigação diz que Rússia estará a contrabandear cereais ucranianos

Marta Ferreira | há 1 mês

A agência de notícias Associated Press (AP) e o programa "Frontline" do canal PBS acusam numa investigação conjunta a Rússia de contrabandear cereais ucranianos para ajudar os russos na guerra na Ucrânia, publicou hoje a AP.

Segundo a AP, quando o navio de carga Laodicea atracou no Líbano no verão passado, diplomatas ucranianos disseram que o navio estava a transportar cereais roubados pela Rússia e instaram as autoridades libanesas a apreender o navio.

Investigação diz que Rússia estará a contrabandear cereais ucranianos

A agência de notícias Associated Press (AP) e o programa "Frontline" do canal PBS acusam numa investigação conjunta a Rússia de contrabandear cereais ucranianos para ajudar os russos na guerra na Ucrânia, publicou hoje a AP.

Lusa | 15:23 - 03/10/2022

  

UE assina novo pacote de apoio à Ucrânia no valor de cinco mil milhões

Marta Ferreira | há 1 mês

A União Europeia assinou, esta segunda-feira, um novo pacote de apoio à Ucrânia no valor de cinco mil milhões de euros. O anúncio deste pacote de apoio financeiro foi feito pelo Comissário de Comércio da União Europeia, Valdis Dombrovskis.

Lavrov acusa Ocidente de imitar Hitler ao fornecer armas a Kyiv

Marta Ferreira | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, acusou hoje o Ocidente de imitar Hitler, ao usar a Ucrânia como "instrumento de guerra" contra a Rússia, como a Alemanha fez contra a URSS na Segunda Guerra Mundial.

"Até hoje, os Estados Unidos subordinaram praticamente todo o Ocidente, mobilizando-o para transformar a Ucrânia num instrumento de guerra contra a Rússia, assim como [o líder da Alemanha nazi, Adolf] Hitler armou a maioria dos países europeus para atacar a União Soviética", disse Lavrov no Parlamento russo, antes da ratificação dos tratados de anexação de quatro regiões ucranianas.

Ucrânia. Lavrov acusa Ocidente de imitar Hitler ao fornecer armas a Kyiv

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, acusou hoje o Ocidente de imitar Hitler, ao usar a Ucrânia como "instrumento de guerra" contra a Rússia, como a Alemanha fez contra a URSS na Segunda Guerra Mundial.

Lusa | 15:02 - 03/10/2022

Ucranianos já levantam bandeira ucraniana em Myrolyubivka

Marta Ferreira | há 1 mês

No pequeno povoamento de Myrolyubivk, na região de Kherson, os soldados já levantaram a bandeira ucraniana mostrando a retomada do controlo naquele local. 

Veja as imagens:

Mantém-se pequena fuga de gás no Báltico, mas Nord Stream 1 já sem sinais

Marta Ferreira | há 1 mês

A guarda costeira da Suécia disse hoje que já não há sinais de fuga de gás do gasoduto Nord Stream 1 no Mar Báltico, apesar de ainda existir uma fuga menor do Nord Stream 2 visível durante as observações desta manhã.

A fuga existente tem 30 metros de diâmetro.

Lituânia declara diplomata russo no país 'persona non grata'

Marta Ferreira | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Lituânia declarou hoje que o diplomata russo Sergey Ryabokon é uma “persona non grata” no país. 

Ryabokon tem “cinco dias para abandonar o país”, de acordo com o comunicado do ministério lituano. 

República Checa adverte contra viagens à Rússia e aconselha checos

Marta Ferreira | há 1 mês

A República Checa emitiu hoje um comunicado em que apela a que os cidadãos da União Europeia ou de países da NATO abandonem a Rússia mediante o agravamento das condições de segurança naquele país.  

"No que diz respeito à invasão militar em curso pela Federação Russa na Ucrânia e à possível ameaça de agravamento da segurança no país, especialmente para os cidadãos da UE e da NATO, o Ministério dos Negócios Estrangeiros checo apela fortemente contra as viagens aos territórios da Federação Russa", lê-se em comunicado.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do país pede ainda aos cidadãos da República Checa que deixem o país. Refira-se que a Polónia, Roménia e Bulgária já fizeram as mesmas considerações. 

 

Oficial de alistamento suspenso após engano na mobilização de russos

Marta Ferreira | há 1 mês

Um oficial de alistamento foi suspenso após cerca de 300 russos terem sido mobilizados por engano para a guerra na Ucrânia. A informação é avançada pelo governador de Khabarovsk, Mikhail Degtyaryov. 

Numa declaração feita no Twitter, o governador russo diz que o "comissário militar da região de Khabarovsk, Yuri Laiko, foi suspenso" e que isso "não terá impacto no cumprimento das tarefas [mobilização] que o presidente nos estabeleceu".

Oficial de alistamento suspenso após engano na mobilização de russos

Sem especificar que erros levaram à suspensão, o governador mencionou erros no processo de recrutamento que não podiam continuar. 

Notícias ao Minuto | 15:30 - 03/10/2022

Parlamento russo ratifica tratados de anexação de regiões ucranianas

Marta Ferreira | há 1 mês

A Duma, câmara baixa do parlamento russo, ratificou hoje os tratados de anexação das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk e das regiões de Kherson e Zaporijia, todas em território ucraniano, assinados na sexta-feira pelo Presidente Vladimir Putin.

As leis de ratificação foram votadas uma a uma e receberam o apoio unânime dos deputados russos, que aplaudiram o resultado da votação, realizada de modo eletrónico.

Parlamento russo ratifica tratados de anexação de regiões ucranianas

A Duma, câmara baixa do parlamento russo, ratificou hoje os tratados de anexação das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk e das regiões de Kherson e Zaporijia, todas em território ucraniano, assinados na sexta-feira pelo Presidente Vladimir Putin.

Lusa | 13:55 - 03/10/2022


  

Kyiv diz manter ofensiva na região de Kherson, no sul do país

Marta Ferreira | há 1 mês

As tropas ucranianas mantinham hoje a ofensiva contra as forças russas, disseram à Associated Press fontes do governo de Kyiv e observadores internacionais que referem novas conquistas na região de Kherson, que o Kremlin pretende anexar. 

Em Kherson, no sul, de acordo com as fontes da Associated Press (AP), têm-se travado as batalhas "mais duras" e com avanços mais lentos, comparando com a contra-ofensiva de Kyiv na zona de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, em setembro.

Ucrânia. Kyiv diz manter ofensiva na região de Kherson, no sul do país

As tropas ucranianas mantinham hoje a ofensiva contra as forças russas, disseram à Associated Press fontes do governo de Kyiv e observadores internacionais que referem novas conquistas na região de Kherson, que o Kremlin pretende anexar. 

Lusa | 13:19 - 03/10/2022

  

Kremlin consulta civis sobre fronteiras de regiões anexadas ilegalmente

Marta Ferreira | há 1 mês

A presidência russa vai consultar a população das regiões ucranianas de Kharkiv e Zaporijia, anexadas na semana passada após um referendo condenado pela comunidade internacional, para definir as suas fronteiras, anunciou hoje o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Segundo o representante do Kremlin, a Rússia reconhece as fronteiras das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk - também anexadas na sexta-feira passada - com base nas estabelecidas em 2014, mas em Kharkiv e Zaporijia "será consultada a população".

Kremlin consulta civis sobre fronteiras de regiões anexadas ilegalmente

A presidência russa vai consultar a população das regiões ucranianas de Kharkiv e Zaporijia, anexadas na semana passada após um referendo condenado pela comunidade internacional, para definir as suas fronteiras, anunciou hoje o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Lusa | 11:47 - 03/10/2022

Uso de armas nucleares? Moscovo prefere "abordagem equilibrada"

Marta Ferreira | há 1 mês

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, reagiu, esta segunda-feira, às declarações do líder da República russa da Chechénia, Ramzan Kadyrov, que defendeu que o país deveria recorrer ao uso de armas nucleares. 

A isto, Peskov responde que Moscovo prefere "abordagem equilibrada" que não seja baseada na emoção. 

Kremlin diz que EUA subiram preços e vendas do gás após fugas no Báltico

Marta Ferreira | há 1 mês

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse hoje que há países com capacidades militares que permitem incidentes como as fugas de gás dos gasodutos Nord Stream no Mar Báltico, dando a entender que a alegada sabotagem trouxe lucros a países como por exemplo os Estados Unidos. 

Na sua declaração, Peskov acusou os EUA de terem aumentado preços e vendas de gás após os incidentes no Mar Báltico, em setembro. 

A Rússia diz que as declarações dos EUA e Reino Unido de que os incidentes foram 'sabotagem' eram "previsíveis" e "estúpidas"

Peskov lembrou que os gasodutos precisam de ser reparados, mas as avaliações ao fundo do mar tinham de ser feitas primeiro.

Líder checheno anuncia que vai enviar os filhos menores para a guerra

Marta Ferreira | há 1 mês

Ramzan Kadyrov, líder checheno e aliado de Vladimir Putin, anunciou, através da rede social Telegram, que vai enviar os filhos menores Akhmat, Eli e Adam de 16, 15 e 14 anos para a guerra na Ucrânia.  

"Serem menores não deve interferir na formação dos defensores de nossa Pátria", começou por apontar Kadyrov acrescentando que o treino militar dos filhos "começou há muito tempo, quase desde tenra idade". 4

"Chegou a hora de se mostrarem numa batalha real, e eu apenas acolho o desejo deles. Em breve eles irão para a linha de frente e estarão nas seções mais difíceis da linha de contato", acrescentou. 

 

"[A situação] é tensa": Chefe russo em Kherson admite avanço ucraniano

Marta Ferreira | há 1 mês

O vice-chefe do governo local indicado pela Rússia, Kirill Stremousov, indicou hoje que "está tudo sob controlo" na região de Kherson, apesar dos relatos de que a Ucrânia estava a avançar naquela área. 

No entanto, Vladimir Saldo, chefe da administração de ocupação de Kherson, admitiu que os ucranianos estão a ganhar terreno. 

"[A situação] é tensa, vamos colocar desta forma", assumiu.

"[A situação] é tensa": Chefe russo em Kherson admite avanço ucraniano

Vice-chefe do governo local indicado pela Rússia, Kirill Stremousov, disse que "está tudo sob controlo", mas avanço é notado pelo chefe da administração de ocupação de Kherson

Notícias ao Minuto | 10:45 - 03/10/2022

 

E se Putin lançar bomba nuclear? Ex-diretor da CIA revela reposta dos EUA

Marta Ferreira | há 1 mês

A ameaça de que o presidente russo, Vladimir Putin, possa lançar uma bomba nuclear perante uma possível derrota na Ucrânia é cada vez mais evidente e, perante isso, o que fariam os Estados Unidos da América caso a ameaça se concretizasse? 

O ex-diretor da CIA (Agência Central de Inteligência), general aposentado David Petraeus, expressou qual seria a posição dos EUA, ainda que não tenha sido revelada pelo governo de Joe Biden qual seria a resposta perante esse cenário.  

E se Putin lançar bomba nuclear? Ex-diretor da CIA revela resposta

David Petraeus diz que EUA responderiam numa ação conjunta com a NATO.

Notícias ao Minuto | 10:43 - 03/10/2022

 

Especialista russo deixa escapar que não deveria falar sobre Lyman

Marta Ferreira | há 1 mês

Um especialista deixou escapar, em declarações na televisão estatal russa, que não deveria mencionar a reconquista de Lyman por parte dos ucranianos, ainda que o apresentador desse mesmo programa negue tal proibição. 

Maxim Yusin manifestou que os russos começam a acreditar que a guerra não está a correr bem para a Rússia. "Qualquer um [a quem pergunte] vai admitir honestamente que não sabe se a mobilização vai ajudar-nos, ou não, a mudar o rumo das ações militares", apontou o especialista em política estrangeira.

O general reformado de quatro estrelas do Exército dos EUA, Barry R McCaffrey, comentou, numa publicação no Twitter, a derrota russa com a libertação de Lyman. 

"Lyman é um desastre para os russos. Kherson pode perder 15.000 prisioneiros russos. A mobilização é um desastre. Todas as pressões sobre a ação criminosa de Putin podem gerar uma reação desesperada. Ele está a desfazer-se", considera McCaffrey. 

Russos lançam 10 mísseis em Zaporíjia e destroem centro de reabilitação

Marta Ferreira | há 1 mês

Os russos lançaram esta noite em Zaporíjia (Zaporizhzhia) cerca de 10 mísseis que destruíram o centro de reabilitação, onde estudavam crianças com necessidades especiais, da cidade. 

Segundo Oleksandr Starukh, governador de Zaporíjia, houve apenas uma vítima que já foi tratada.

Mais um avanço em Donetsk: Ucranianos libertam Torske

Marta Ferreira | há 1 mês

As forças ucranianas libertaram a vila de Torske, perto de Lyman, na região de Donetsk no domingo. Este avanço é mais um passo em direção à região de Lugansk.  

Russos preparam recruta de ucranianos 'porta a porta' em zonas ocupadas

Marta Ferreira | há 1 mês

A Ucrânia denunciou que as forças russas estarão a tentar recrutar homens ucranianos 'porta a porta' em zonas ocupadas. De acordo com o Exército ucraniano, os russos estão à procura de homens jovens para integrar as suas forças.

Além disto, estão também a desenvolver listas com os dados destes homens e respectivas idades. As verificações de documentos nos postos de controlo também foram intensificadas, tornando "o mais difícil possível" deixar as áreas ocupadas, acrescentou o comunicado da Ucrânia.

As autoridades ucranianas acreditam que a Rússia planeia usar as alegadas anexações como pretexto para recrutar ucranianos em áreas ocupadas para usar como “carne para canhão”.

300 russos mobilizados por engano já regressaram a casa

Marta Ferreira | há 1 mês

Cerca de 300 moradores da república russa de Yakutia, convocados por engano durante a mobilização parcial, já regressaram a casa.

A notícia é avançada pela agência de notícias russa TASS que indicou que o anúncio foi feito pelo autarca de Yakutia, Nikolay Bugaev.

Recorde-se que, na semana passada, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou o envio para casa de todos os homens convocados por engano. "Há que estudar caso a caso. Se um erro foi cometido, tem de ser corrigido e enviar para casa aqueles mobilizados por engano", disse Putin durante uma reunião do Conselho de Segurança russo.

O chefe de Estado russo aludiu ainda à mobilização dos cidadãos isentos, como é o caso dos pais de famílias numerosas, maiores de 65 anos ou doentes crónicos. 

"Temos de corrigir e não repetir": Putin reconhece erros da mobilização

Marta Ferreira | há 1 mês

O novo relatório da Inteligência do Ministério da Defesa do Reino Unido destaca o reconhecimento de Vladimir Putin de erros cometidos com o anúncio da mobilização parcial, o que denota "a disfunção da mobilização em sua primeira semana". 

De acordo com a Inteligência britânica, o presidente russo dirigiu-se ao Conselho Nacional de Segurança russo no dia 29 de setembro, uma semana depois do anúncio que levou milhares a fugir do país, e assumiu "erros". 

"Temos de corrigir e não repetir": Putin reconhece erros da mobilização

Relatório da Inteligência do Ministério da Defesa do Reino Unido destaca que o reconhecimento de falhas por parte da presidência russa denota "a disfunção da mobilização em sua primeira semana".

Notícias ao Minuto | 08:51 - 03/10/2022

Parlamento russo prepara aprovação de decreto para regiões anexadas

Marta Ferreira | há 1 mês

O parlamento da Rússia deverá aprovar hoje novos decretos para a absorção das quatro regiões ucranianas que foram a referendo.

Lugansk, Donetsk, partes de Zaporíjia e Kherson passarão a ser consideradas território russo.

Refira-se que, no entanto, os governos ocidentais e Kyiv rejeitam a validade destes referendos e, por isso, continuam a considerar as regiões da Ucrânia como território ucraniano. O Ocidente e a Ucrânia consideram que os votos violaram a lei internacional e não são representativos.
 
 

 

Duas novas povoações recuperadas em Kherson, revelou Zelensky

Marta Ferreira | há 1 mês

Depois da vitória significativa em Lyman, as tropas ucranianas continuam a avançar gradualmente e já recuperaram duas pequenas povoações em Kherson. 

A informação foi revelada no discurso diário de domingo do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, que mencionou a 'libertação' de Arkhanhelske e Myrolyubivka para agradecer às forças militares do seu país. 

Duas novas povoações recuperadas em Kherson, revelou Zelensky

Zelensky anunciou a 'libertação' de Arkhanhelske e Myrolyubivka para agradecer às forças militares do seu país. 

Notícias ao Minuto | 08:16 - 03/10/2022

Tropas ucranianas já "cheiram vitória", diz Sky News

Marta Ferreira | há 1 mês

A moral das tropas ucranianas tem vindo a subir com a reconquista da cidade de Lyman, um ponto estratégico cuja importância pode perceber neste link, e, de acordo com a correspondente da Sky News, os militares já "cheiram vitória". 

Em declarações à jornalista, os soldados mostraram-se confiantes "a 100%" na vitória e na reconquista de Severodonetsk e Lysychansk. "Isto é Ucrânia", frisaram os ucranianos. 

 

Para recordar

Marta Ferreira | há 1 mês
  • O secretário-geral da Organização do Tratado Atlântico Norte (NATO, na sigla inglesa), Jens Stoltenberg, alertou, este domingo, o presidente da Rússia que haverá uma resposta "firme e unida" em caso de um ataque a infraestruturas críticas dos países-membros.

  • O secretário da Defesa dos Estados Unidos disse, este domingo, que acredita que a Ucrânia está "fazer progressos" na guerra. "Aquilo a que estamos a assistir agora é uma mudança de dinâmica no campo de batalha. Eles estiveram muito bem na região de Kharkiv, e avançaram para novas oportunidades. O combate em Kherson está mais lento, mas eles estão a fazer progressos", afirmou Lloyd Austin numa entrevista à CNN.

  • A reconquista da cidade de Lyman trata-se de um fator chave para uma "maior desocupação" da região vizinha de Lugansk, considerou este domingo o governador local, Serhiy Gaidai, aqui citado pela Reuters.
  • A Ucrânia começa a acreditar que tem condições militares para recuperar o território da Crimeia, segundo a informação avançada pela principal representante do presidente do país, Volodymyr Zelensky, na região, reporta o The Guardian.

Início da cobertura

Marta Ferreira | há 1 mês

Bom dia! Recomeçamos hoje mais uma cobertura AO MINUTO de todos os acontecimentos mais relevantes da guerra na Ucrânia que já dura há mais de sete meses. 

Recorde neste link os últimos acontecimentos de domingo, dia 2 de outubro. 

AO MINUTO: Reconquista da Crimeia "inevitável"; Cidade de Zelensky visada

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:21 - 02/10/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório