Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

EUA "condenam veementemente" ataque do Irão contra Curdistão iraquiano

O Governo norte-americano condenou hoje veementemente o uso de mísseis balísticos e ataques de 'drones' do Irão contra a região do Curdistão iraquiano, considerando tratar-se de uma "violação injustificada da soberania e da integridade territorial iraquiana".

EUA "condenam veementemente" ataque do Irão contra Curdistão iraquiano
Notícias ao Minuto

17:51 - 28/09/22 por Lusa

Mundo Ataque

Em comunicado, o Departamento de Estado norte-americano disse ainda estar ciente dos relatos de vítimas civis, deplorando "qualquer perda de vidas causada" pelo ataque de hoje.

"Além disso, condenamos ainda os comentários do governo do Irão ameaçando ataques adicionais contra o Iraque. Estamos com o povo e o Governo do Iraque diante desses ataques descarados à sua soberania", refere-se na nota do porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

Pelo menos nove pessoas foram mortas e 32 ficaram feridas num ataque com mísseis e 'drones' efetuado hoje pelo Irão no Curdistão iraquiano contra grupos da oposição iraniana curda, indicou o Ministério da Saúde do Governo regional curdo.

O ataque iraniano atingiu Koya, 65 quilómetros a leste de Irbil, indicou Soran Nuri, membro do Partido Democrático do Curdistão iraniano.

O grupo, conhecido pelo acrónimo KDPI, é uma força da oposição armada de esquerda ilegalizada no Irão.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Iraque e o Governo regional do Curdistão condenaram os ataques.

A agência estatal iraniana IRNA indicou que a Guarda Revolucionária atingiu bases no norte do Iraque do grupo separatista com "mísseis de precisão" e "drones" aeronaves não tripuladas].

Os 'drones' iranianos atingiram uma base militar, edifícios, escritórios e outras áreas em redor de Koya, indicou Soran Nuri, membros do KDPI, que também se referiu ao prosseguimento dos ataques.

Na sequência da primeira série de ataques, o Irão bombardeou de seguida sete posições em Qala, um bastião do grupo e onde está sediada a liderança do partido, indicou à agência noticiosa norte-americana Associated Press (AP) um responsável do KDPI.

Na capital iraquiana, Bagdad, o Ministério dos Negócios Estrangeiros indicou que vai convocar o embaixador do Irão para protestar contra estes ataques, segundo informou um porta-voz.

"O embaixador do Irão será convocado com urgência para lhe ser entregue uma carta de protesto com conteúdo muito duro e relacionado com os bombardeamentos" efetuados por Teerão, indicou o porta-voz da diplomacia iraquiana, Ahmed al-Sahaf, num curto comunicado.

Leia Também: Pelo menos 9 mortos e 32 feridos em ataque iraniano no Curdistão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório