Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 16º

China promete ações "determinadas" para evitar interferências em Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, afirmou hoje na ONU que o seu país vai decidir ações "determinadas" para se opor às "interferências externas" sobre Taiwan.

China promete ações "determinadas" para evitar interferências em Taiwan
Notícias ao Minuto

19:10 - 24/09/22 por Lusa

Mundo Taiwan

"Devemos combater vigorosamente as atividades separatistas de Taiwan e tomar ações determinadas em oposição às interferências externas", declarou na Assembleia Geral da ONU.

"Qualquer tentativa de impedir a reunificação da China será esmagada pela roda da história", acrescentou.

O ministro reuniu-se na sexta-feira, à margem da Assembleia Geral, com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, no seu primeiro encontro desde as conversações de julho, em Bali, onde foi manifestada a vontade de renovar o diálogo.

No início de agosto, a presidente da Câmara dos Representantes norte-americana, Nancy Pelosi, visitou Taiwan, uma deslocação que causou a ira de Pequim e reavivou a tensão entre os dois países.

Mais recentemente, numa entrevista no domingo passado, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou estar preparado para intervir militarmente se a China invadisse Taiwan.

No encontro com Blinken, Wang acusou os Estados Unidos de "enviarem sinais muito maus e perigosos" encorajando a independência de Taiwan, segundo um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

Por sua vez, Blinken defendeu a necessidade de preservar "a paz e a estabilidade" no estreito de Taiwan, de acordo com um porta-voz do Departamento de Estado.

Leia Também: Nova lei nos EUA para Taiwan ameaça "fundação" das relações com China

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório