Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2022
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 24º

"Quaisquer armas russas, incluindo nucleares, podem ser utilizadas"

O ex-presidente russo garantiu que a “proteção” dos territórios anexados pela Rússia será "significativamente reforçada pelas Forças Armadas russas".

"Quaisquer armas russas, incluindo nucleares, podem ser utilizadas"
Notícias ao Minuto

10:48 - 22/09/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Dmitry Medvedev

O antigo presidente russo e atual vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, afirmou, esta quinta-feira, que as decisões anunciadas ontem pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, ditam que “quaisquer armas russas, incluindo armas nucleares estratégicas, podem ser usadas” para proteger o país.

Na plataforma Telegram, o aliado de Putin começou por referir que “serão realizados referendos, e as repúblicas do Donbass e outros territórios serão admitidos na Rússia”, como tal a “proteção” desses territórios “será significativamente reforçada pelas Forças Armadas russas”.

“A Rússia anunciou que não só as capacidades de mobilização, mas também quaisquer armas russas, incluindo armas nucleares estratégicas, podem ser utilizadas para tal proteção”, destacou.

Medvedev deixou ainda um aviso aos “vários idiotas reformados com listas de generais”. “Não precisam de nos assustar com a conversa sobre um ataque da NATO na Crimeia”, afirmou, garantido que a Rússia tem armas para “atingir alvos na Europa e nos Estados Unidos da América muito mais rápido”.

“Todos os cidadãos dos países da NATO precisam de entender que a Rússia escolheu o seu próprio caminho. Não há caminho de volta”, asseverou.

A posição de Medvedev surge na véspera da realização de referendos em Donetsk, Lugansk, Zaporíjia e Kherson sobre a anexação por parte da Rússia e após Vladimir Putin ter anunciado uma “mobilização militar parcial”. No primeiro discurso à nação desde a invasão da Ucrânia, Putin afirmou que "apenas os cidadãos que se encontram atualmente na reserva e, sobretudo, aqueles que serviram nas Forças Armadas, têm certas especialidades militares e experiência relevante, serão sujeitos a alistamento".

Leia Também: Porque é que a mobilização é "um novo sinal de fraqueza da Rússia?"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório