Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 17º

Cortam cabelo e queimam hijab em revolta pela morte de jovem iraniana

Mahsa Amini foi detida pela polícia do Irão por causa do hijab. Morreu, segundo a polícia, vítima de ataque cardíaco.

Várias mulheres iranianas mostram a sua raiva perante a morte de Mahsa Amini, a jovem iraniana, de 22 anos, que morreu após ter sido presa pela chamada 'polícia da moralidade', depois de ter sido encontrada uma falha no seu lenço de cabeça ou hijab.

Em vídeos partilhados nas redes sociais pode ver-se mulheres a cortar o cabelo e a queimar o seu hijab como forma de descontentamento e revolta após a morte da jovem que tem vindo a gerar protestos, tal como no domingo no seu funeral, onde a polícia disparou gás lacrimogéneo.

Não só as mulheres manifestaram publicamente a sua opinião sobre o uso do hijab, como muitos homens também saíram à rua em protesto.

No Twitter, foram também partilhados vídeos onde grupos de mulheres tiram o hijab em público em manifestações nas ruas do Irão. Casos como o de Mahsa Amini servem de coragem e dão força a muitas mulheres, ao acompanhar o vídeo abaixo pode ler-se: "Muitas perderam o medo de o remover [o hijab] e é cada vez mais comum vê-las [às mulheres] a tirá-lo em público".

O corpo de Amini foi transportado, no sábado, para a sua cidade natal Saghez, a 460 quilómetros de Teerão, na província do noroeste do Curdistão.

As autoridades lançaram investigações sobre a sua morte após ordem do presidente Ebrahim Raisi, informou o meio de comunicação estatal. 

Segundo a lei sharia do Irão, imposta após a revolução de 1979, as mulheres são obrigadas a cobrir os cabelos e usar roupas largas para disfarçar as suas curvas.

A 'polícia da moralidade' do Irão tem sido criticada nos últimos anos pelo seu tratamento às mulheres.

Leia Também: Morte de iraniana após prisão pela 'polícia da moralidade' gera protestos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório