Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

AO MINUTO: Ucrânia? "Situação trágica" com "diálogo difícil", diz Papa

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Ucrânia? "Situação trágica" com "diálogo difícil", diz Papa
Notícias ao Minuto

07:42 - 04/09/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

E ao 193.º dia de guerra na Ucrânia, a Rússia continua a manter a sua posição de não reativar o gasoduto Nord Stream que garante o fornecimento de gás russo à Europa. A decisão levou a que vários líderes europeus se manifestassem ontem, assegurando que estavam "preparados" para estes corte. 

Volodymyr Zelensky não se coibiu de afirmar, este sábado à noite, que a Rússia quer “intimidar” a Europa e “destruir a vida normal de todos os europeus” ao encerrar o principal gasoduto que faz a ligação entre a Rússia e a Alemanha. 

Outro motivo de preocupação este domingo é a Central Nuclear de Zaporíjia (Zaporizhzhia) que foi novamente desligada da rede elétrica. A central encontra-se a funcionar através de uma rede de reserva. 

Nota ainda para as 1,68 milhões de toneladas de cereais exportadas da Ucrânia graças a acordo para desbloquear os portos, fechados por causa da invasão russa do país.

Fim de cobertura

Daniela Filipe | há 1 mês

Boa noite. Damos como terminado este acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Regressaremos na manhã de segunda-feira, num novo registo. Obrigada, desde já, por estar desse lado.

"Vamos fazer da Crimeia um dos mais confortáveis lugares da Europa"

Daniela Filipe | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinalou, este domingo, o primeiro aniversário da detenção de Nariman Celâl, vice-presidente do Congresso do Povo Tártaro da Crimeia, e afirmou que a bandeira ucraniana voltará a ser hasteada na península, ocupada pela Rússia. “Vamos fazer da Crimeia um dos melhores e mais confortáveis lugares da Europa”, prometeu.

O político e jornalista foi detido pelo FSB [Serviço Federal de Segurança da Federação Russa], juntamente com outros 50 ativistas tártaros da Crimeia. Este domingo, Zelensky frisou que Celâl “não cometeu quaisquer crimes” e que “a única coisa com que irritou os ocupantes foi a defesa do seu povo e do seu país - a Ucrânia”.

Leia o artigo na íntegra aqui.

Papa diz que "diálogo é difícil" face a "situação trágica"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Papa Francisco considerou hoje que a guerra na Ucrânia é "uma situação trágica" e confessou desconhecer o que é possível fazer num "diálogo difícil" com os presidentes russo e ucraniano. Em entrevista à TVI/CNN Portugal, o Papa foi questionado sobre o que é possível dizer aos presidentes da Rússia e da Ucrânia, ao que respondeu: "Não sei. Não sei".

Leia o artigo na íntegra aqui.

Embaixador dos Estados Unidos na Rússia deixou hoje Moscovo

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O embaixador dos Estados Unidos na Rússia deixou hoje Moscovo depois de concluir a sua missão de quase três anos no país, num momento de grande tensão entre as duas nações, devido à intervenção militar russa na Ucrânia.

"O embaixador dos EUA na Federação Russa, John J. Sullivan, completou a sua permanência como enviado dos EUA e deixou Moscovo hoje", afirmou a embaixada norte-americana na Rússia, num breve comunicado.

Diáspora russa na Alemanha manifesta-se contra apoio à Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Cerca de duas mil pessoas, a maioria russas, manifestaram-se, este domingo, na cidade alemã de Colónia contra o apoio da Alemanha à Ucrânia e instaram o governo a eliminar as sanções impostas à Rússia no âmbito da invasão.

Veja as imagens aqui.

Medvedev acusa Alemanha de "declarar uma guerra híbrida" à Rússia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O antigo presidente russo e atual vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, acusou, este domingo, a Alemanha de “declarar uma guerra híbrida” a Moscovo.

Leia o artigo na íntegra aqui.

Ucrânia recupera controlo de Vysokopillia, na região de Kherson

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As Forças Armadas ucranianas recuperam o controlo da cidade de Vysokopillia, na região de Kherson. O anúncio foi feito este domingo por Yuriy Sobolevksyi, chefe-adjunto do Conselho Regional de Kherson, que escreveu na plataforma Telegram: “Vysokopillia é Ucrânia”.

Já segundo o jornal ucraniano The Kyiv Independent, a bandeira da Ucrânia já foi hasteada na cidade, que se encontrava controlada por tropas russas desde março.

Itália. Salvini diz ser "fundamental repensar" sanções contra a Rússia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder do partido da extrema-direita italiana Liga, Matteo Salvini, questionou, no sábado, a eficácia das sanções contra a Rússia - implementadas no âmbito da invasão da Ucrânia - e defendeu que as medidas deixaram o Ocidente a “pagar o dobro ou quádruplo nas contas”, enquanto “os cofres da Federação Russa estão cheios de dinheiro”.

“Vários meses se passaram e as pessoas pagam o dobro ou quádruplo nas contas (...). A guerra continua e os cofres da Federação Russa estão cheios de dinheiro", disse à rádio italiana RTL.

Mais 450 soldados russos mortos nas últimas 24h, diz Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As Forças Armadas da Ucrânia revelaram, este domingo, que foram mortos 450 soldados nas últimas 24 horas, aumentando o total para 49.500 desde o início da invasão. No mais recente balanço, as Forças Armadas ucranianas dizem ainda ter destruído um total de 2.049 tanques (+15) e 4.430 veículos armados (+27).

 

Primeiro-ministro ucraniano quer Alemanha a liderar apoio da UE

Marta Ferreira | há 1 mês

O primeiro-ministro ucraniano, Denys Schmyhal, agradeceu hoje a ajuda prestada pela Alemanha ao seu país, mas exortou Berlim a assumir uma maior liderança na União Europeia (UE) para a reconstrução da Ucrânia.

"Agradeci ao Presidente germânico a solidariedade e o apoio recebido da Alemanha", disse Schmyhalna sua conta no Twitter, após realizar uma reunião, que durou uma hora, com o chefe de Estado alemão, Frank-Walter Steinmeier, no âmbito da visita uma Berlim.

Primeiro-ministro ucraniano quer Alemanha a liderar apoio da UE

O primeiro-ministro ucraniano, Denys Schmyhal, agradeceu hoje a ajuda prestada pela Alemanha ao seu país, mas exortou Berlim a assumir uma maior liderança na União Europeia (UE) para a reconstrução da Ucrânia.

Lusa | 15:12 - 04/09/2022

Equipa de chef norte-americano atacada com mísseis

Marta Ferreira | há 1 mês

A equipa do célebre chef dos Estados Unidos, Jose Andres, foi este sábado alvo de um ataque com mísseis no leste da Ucrânia. Numa publicação feita hoje no Twitter, Andres afirma que três camiões foram danificados assim como foi destruída comida que tinha como fim alimentar os mais carenciados da região. 

O chef afirma que, apesar do susto, a sua equipa não sofreu ferimentos e continuará a alimentar as famílias mais necessitadas. 

"Esta é a horrível realidade diária para ucranianos inocentes em todo o país", apontou. 

Jose dirige a World Central Kitchen, uma organização sem fins lucrativos dedicada a fornecer refeições após desastres naturais. 

13 navios partem do porto de Odessa com mais de 282 toneladas de produtos

Marta Ferreira | há 1 mês

Os acordos entre as Nações Unidas, Turquia, Rússia e Ucrânia, permitiram que mais 13 navios possam sair do porto de Odessa, na Ucrânia, para aliviar a crise alimentar criada pela guerra.

Centenas de milhares de toneladas de produtos exportados estão a sair este domingo de Odessa.

Os navios deixaram o porto carregados com 282.500 toneladas de cereais e produtos agrícolas, com destino a oito países, avançou a Sky News.

O ministério disse que este foi o maior carregamento individual de produtos a deixar a Ucrânia desde que o país negociou um acordo de exportação no dia 22 de julho.  
 
 

Rússia defende-se das críticas da UE pelo corte de gás à Europa

Marta Ferreira | há 1 mês

A Rússia defendeu-se hoje das críticas da União Europeia por cortar o fornecimento através do gasoduto Nord Stream afirmando ser o resultado das sanções e ações ocidentais e alertou que os preços do gás podem subir ainda mais.

No programa "Moscovo.Kremlin.Putin" do canal de televisão público Rossía-1, tanto o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, como o vice-primeiro-ministro Alexander Novak, responsável pelas questões energéticas, asseguraram que a suspensão indefinida do fornecimento de gás através do Nord Stream não é responsabilidade da Gazprom.

Rússia defende-se das críticas da UE pelo corte de gás à Europa

A Rússia defendeu-se hoje das críticas da União Europeia por cortar o fornecimento através do gasoduto Nord Stream afirmando ser o resultado das sanções e ações ocidentais e alertou que os preços do gás podem subir ainda mais.

Lusa | 14:42 - 04/09/2022

Rússia acusa Ucrânia de atacar com 'drones' central de Zaporíjia

Marta Ferreira | há 1 mês

A Rússia acusou hoje a Ucrânia de ter tentado atacar, no sábado, com oito 'drones' o território da central nuclear ucraniana de Zaporijia, controlada pelas forças russas desde o início de março.

Rússia acusa Ucrânia de atacar com 'drones' central de Zaporíjia

A Rússia acusou hoje a Ucrânia de ter tentado atacar, no sábado, com oito 'drones' o território da central nuclear ucraniana de Zaporijia, controlada pelas forças russas desde o início de março.

Lusa | 14:06 - 04/09/2022

Bombardeamento russo destruiu milhares de toneladas de cereais

Marta Ferreira | há 1 mês

Os bombardeamentos russos em Mykolaiv, durante esta noite, destruíram milhares de toneladas de cereais, segundo avança o jornal The Kyiv Independent.

Segundo o jornal, um elevador de cereais na região Mykolaiv foi atingido. 

A informação não pôde ser confirmada de forma independente. 

Energia. Novo pacote alemão de 65 mil milhões para famílias e empresas

Marta Ferreira | há 1 mês

O governo alemão apresentou hoje um novo pacote de ajuda às famílias e empresas, perante o aumento do custo de vida e da energia, no valor global de 65 mil milhões de euros.

Os partidos que integram o governo de coligação na Alemanha chegaram hoje a acordo sobre este terceiro pacote de apoios, apresentado durante uma conferência de imprensa conjunta do chanceler alemão, Olaf Scholz, e dos líderes dos partidos da coligação, nomeadamente Saskia Esken, pelos sociais-democratas, Omid Nouripour, pelos Verdes, e o ministro das Finanças, Christian Lindner, pelo liberais.

Novo pacote alemão de 65 mil milhões para ajudar famílias e empresas

O governo alemão apresentou hoje um novo pacote de ajuda às famílias e empresas, perante o aumento do custo de vida e da energia, no valor global de 65 mil milhões de euros.

Lusa | 11:01 - 04/09/2022

Zelensky insta Von der Leyen a acelerar mais sanções e ajuda financeira

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, instou hoje a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, a preparar um novo pacote de sanções contra a Rússia, que, a concretizar-se, será o 8.º desde o início da invasão russa há mais de seis meses. 

Num tweet publicado ao final da manhã deste domingo, Zelensky diz ter falado ao telefone com Von der Leyn tendo discutido a ajuda financeira ao seu país e sanções que incluíssem a proibição de emissão de vistos para cidadãos russos para pressionar a Rússia.

Zelensky disse que também coordenou medidas para limitar o lucro russo excessivo com a energia. 

 

 

Imagens mostram destruição de clínica após bombardeamento em Mykolaiv

Marta Ferreira | há 1 mês

As imagens são claras. O bombardeamento russo sobre Mykolaiv, controlada pela Ucrânia, deixou um rasto de destruição nomeadamente numa clínica médica.

Nas fotografias da agência France-Presse (AFP) é possível ver uma equipa médica a limpar os destroços no centro de cuidados primários e na clínica familiar após um ataque com mísseis.  

Svitlana Dmtrieva, médica e chefe do departamento pediátrico deste centro, foi vista a inspecionar os destroços do seu consultório e do seu departamento após o ataque, indica a Sky News.

Notícias ao Minuto© Getty Images  

Scholz: "Rússia não é um fornecedor de energia fiável"

Marta Ferreira | há 1 mês

O chanceler alemão, Olaf Scholz, assegurou hoje que a Alemanha "será capaz de lidar com este inverno" e garantir o fornecimento de energia, apesar da redução das entregas do gás russo, de que é bastante dependente.

"A Rússia não é um fornecedor de energia fiável (...) O governo federal preparou-se para esta eventualidade desde o início do ano", referiu o chefe do governo alemão.

Olaf Scholz disse ainda que, devido à diversificação das fontes de abastecimento e ao aprovisionamento dos 'stocks' de gás, o país está em condições de enfrentar uma paralisação prolongada do fornecimento através do gasoduto Nord Stream 1.

Olaf Scholz diz que Alemanha "será capaz de lidar com este inverno"

O chanceler alemão, Olaf Scholz, assegurou hoje que a Alemanha "será capaz de lidar com este inverno" e garantir o fornecimento de energia, apesar da redução das entregas do gás russo, de que é bastante dependente.

Lusa | 11:02 - 04/09/2022

Zelensky elogiou coragem dos "defensores do céu" na Ucrânia

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, elogiou ontem à noite a força aérea da Ucrânia por continuarem nos céus apesar das suposições iniciais de que a Rússia estabeleceria imediatamente a superioridade aérea nos primeiros dias da invasão em fevereiro.

"Os pilotos ucranianos continuaram a voar, para alegria e moral de seu povo", frisou Zelensky.

Num discurso no Telegram, o chefe de Estado elogiou os "defensores do céu". "Cada resultado é uma vida ucraniana salva, uma oportunidade para não ter medo", apontou. 

Zelensky elogia "verdadeiro amigo" Boris Johnson

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, manifestou hoje a esperança de ter "relações estreitas" com o primeiro-ministro britânico que, na terça-feira, substituirá Boris Johnson e agradeceu-lhe o apoio dado face à guerra no seu país.

Em declarações ao 'The Sunday Times', Zelensky disse que seria uma prioridade endereçar um convite ao próximo primeiro-ministro britânico - Liz Truss ou Rishi Sunak - e admitiu que ficou preocupado quando soube que Johnson ia renunciar.

 

Perto de 50 mil soldados russos foram mortos desde a invasão russa

Marta Ferreira | há 1 mês

Perto de 50 mil soldados russos foram mortos desde a invasão russa iniciada no dia 24 de fevereiro, afirma a Ucrânia.

No último balanço, o Ministério da Defesa da Ucrânia diz que mais 450 funcionários do Kremlin foram mortos, enquanto os combates continuam no sul do país.

Os números são superiores a algumas estimativas. A informação não pôde ser confirmada de forma independente e a Rússia não avança o número de perdas que já teve.

Hospitais e escolas bombardeados em Mykolaiv

Marta Ferreira | há 1 mês

Durante a noite, vários hospitais, escolas e prédios residenciais foram bombardeados em Mykolaiv, afirmou o presidente da câmara.

Segundo Oleksandr Sienkovych, as equipas de emergência estão a trabalhar no terreno e não há danos na rede elétrica ou de abastecimento de água. 

Líder do principal órgão legislativo chinês de visita à Rússia

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente do principal órgão legislativo da República Popular da China, Li Zhanshu, prepara-se para participar no sétimo Fórum Económico do Leste em Vladivostok, Rússia, esta semana, avançou a agência de notícias Xinhua este domingo. 

Zhanshu será o mais alto funcionário chinês a visitar a Rússia desde o início da guerra na Ucrânia.

Recorde-se que o presidente da China, Xi Jinping, e o presidente Vladimir Putin anunciaram uma parceria estratégica "sem limite" em fevereiro, semanas antes de a Rússia invadir a Ucrânia.

Erdogan diz que Turquia está disponível para mediar conflito em Zporíjia

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente turco, Tayyip Erdogan, afirmou que a Turquia está disponível para mediar as negociações sobre a Central Nuclear de Zaporíjia (Zaporizhzhia) que foi novamente desligada da rede elétrica. 

Numa chamada com o presidente russo, Vladimir Putin, Erdogan afirmou que poderá desenpenhar um papel de "facilitador" na situação crítica, avançou a Sky News.
 

Soldados russos sem condições garantidas ou pagamento

Marta Ferreira | há 1 mês

O Ministério da Defesa do Reino Unido divulgou este domingo, com base no trabalho dos Serviços de Informação, que a moral dos soldados russos continua em baixo devido às escassas condições e benefícios que lhes são garantidos.

Segundo o novo relatório, além do cansaço e elevadas perdas humanas, as tropas russas também não recebem um pagamento apropriado, ou devido às "burocracias" ou pela "corrupção direta entre os comandantes".

"Os militares russos falharam consistentemente em fornecer direitos básicos às tropas destacadas na Ucrânia, incluindo uniforme apropriado, armas e rações [alimentação], bem como remuneração. Isso quase certamente contribuiu para a continuidade do moral frágil de grande parte da força", detalham os serviços de informação britânicos.

Central Nuclear de Zaporíjia desligada. Reserva mantém eletricidade

Marta Ferreira | há 1 mês

A central nuclear de Zaporíjia, ocupada pelas forças russas, "perdeu novamente a ligação" com a rede elétrica, anunciou hoje, em comunicado, a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), cujos especialistas estão no local. 

A última linha ainda em operação "foi danificada", explicou a AIEA, recordando que as outras três haviam sido "perdidas anteriormente durante o conflito".

Neste momento, é uma linha de reserva que garante a circulação de eletricidade necessária para manter a segurança da planta nuclear. 

 

Bom dia!

Marta Ferreira | há 1 mês

Bom dia! Arranca aqui mais um acompanhamento ao MINUTO da invasão russa à Ucrânia que já conta com 193 dias. 

Recorde alguns dos últimos desenvolvimentos da guerra que não parede ter fim à vista. 

AO MINUTO: "Rússia quer destruir vida dos europeus"; Kadyrov admite pausa

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:33 - 03/09/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório