Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 16º MÁX 29º

Aliado de Trump diz que haverá "motins nas ruas" se ex-líder for acusado

Investigação decorre após a apreensão de documentos classificado numa das residências do ex-presidente dos Estados Unidos.

Aliado de Trump diz que haverá "motins nas ruas" se ex-líder for acusado
Notícias ao Minuto

19:01 - 29/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Donald Trump

O senador Lindsey Graham avisou, no domingo, que, se Donald Trump for acusado na sequência da apreensão de documento classificados que tinha na sua residência em Mar-a-Lago, no estado da Flórida, haverá desacatos nas ruas.

"Se houver um processo contra Donald Trump por manipulação incorreta de informações confidenciais, após o desastre de [Hillary] Clinton… haverá motins nas ruas", afirmou  no programa 'Domingo à noite na América', emitido na Fox News.

Graham referia-se ao momento em que Hillary Clinton usou um servidor de e-mail privado enquanto secretária de Estado, entre 2009 e 2013. Na altura o erro foi assumido pela democrata, mas a ação foi muito criticada pelo partido republicano. Mais de 30 mil mensagens foram trocadas, mas a investigação concluiu que não havia provas de "mau uso de informação classificada".

No programa, o senador disse ainda que o ex-presidente dos Estados Unidos eram tratados com padrões diferentes. "A maioria dos republicanos, incluindo-me, acredita que não há lei quando o assunto diz respeito a Trump".

A entrevista está a gerar polémica nas redes sociais, com muitos a acusarem o senador de incitar à violência, entre os quais o comentador Keith Olbermann.

"Lindsey Graham deve ser expulso do Senado após prometer "motins nas ruas" se Trump for acusado por mau uso dos documentos classificados - especialmente dado que as provas mostram que ele vai ser acusado por muito pior", escreve no Twitter na publicação na qual partilha o seu comentário.

Leia Também: Mais de 25.000 crianças estão desaparecidas em África devido a conflitos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório