Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 14º

Trabalho? Liz Truss acusa britânicos de falta de "habilidade e empenho"

Em causa estão declarações que constam de uma gravação áudio a que o The Guardian teve acesso e que foram proferidas por Truss há cinco anos.

Trabalho? Liz Truss acusa britânicos de falta de "habilidade e empenho"

Liz Truss, uma das candidatas à liderança do Partido Conservador britânico e, consequentemente, ao cargo de primeira-ministra do país, considerou que os trabalhadores nacionais deviam ser "mais manhosos" e que não tinham a "habilidade e empenho" dos rivais estrangeiros.

Em causa estão declarações que constam de uma gravação áudio a que o The Guardian teve acesso e que foram proferidas por Truss há cinco anos, quando era secretária-chefe do Tesouro britânico. 

Nesse momento, viria ainda a dizer que aqueles que residiam fora de Londres eram, regra geral, trabalhadores menos empenhados do que os londrinos. "Se olharmos para a produtividade, vemos que é muito, muito diferente em Londres face ao resto do país", destacou. 

Isto pese embora, na sua ótica, nenhum britânico consiga ter a "habilidade e empenho" dos rivais estrangeiros, especialmente os chineses.

Em causa está um fenómeno que, para a atual candidata à liderança do governo britânico, pode ser "em parte" descrito como uma "questão de mentalidade ou atitude". E, na perspetiva de Liz Truss, parece existir pouco interesse em mudar a cultura de trabalho vigente, para que o Reino Unido pudesse tornar-se mais próspero.

Durante essa mesma gravação, a atual secretária das Relações Exteriores do Reino Unido viria ainda a fazer referência ao livro de que foi coautora em 2012, intitulado 'Britannia Unchained', e onde referia já que os trabalhadores britânicos estavam entre os "piores ociosos do mundo".

Porém, neste áudio que aqui citamos, a política conservadora salientou que tal passagem foi "descaracterizada". No mês passado, Truss tinha também referido que não tinha sido a responsável pela escrita desse capítulo - culpando o também autor e atual vice-primeiro-ministro Dominic Raab por tais afirmações.

Inquirida acerca destas declarações, na terça-feira à noite, Liz Truss tentou fugir ao tema, embora tenha dito que o país precisa de "mais produtividade e mais crescimento económico".

As declarações mereceram, entretanto, resposta por parte de Jonathan Ashworth, deputado do Partido Trabalhista, da oposição. Na sua perspetiva, veiculada também pelo The Guardian, tais comentários foram "grosseiramente ofensivos".

"Trabalhadores de todo o país estão a trabalhar constantemente para manter um teto sobre as suas cabeças, pôr comida na mesa e sustentar as suas famílias. Liz Truss deveria estar a ajudar os trabalhadores a lidarem com esta crise do custo de vida, como os Trabalhadores esta semana sublinharam, não a vender este disparate ofensivo", considerou o parlamentar trabalhista.

Leia Também: Truss e Sunak com visões opostas para lidar com aumentos na energia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório