Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Cuba. Ossadas de 4 corpos encontrados após fogo em depósito de petróleo

O Ministério da Saúde Pública cubano anunciou o resgate dos restos mortais de quatro bombeiros numa grande instalação de armazenamento de petróleo no oeste de Cuba, atingida por um incêndio.

Cuba. Ossadas de 4 corpos encontrados após fogo em depósito de petróleo
Notícias ao Minuto

06:24 - 13/08/22 por Lusa

Mundo Cuba

"Sete equipas de medicina legal e outras especialidades relacionadas entraram no local do incêndio e foram encontrados os primeiros restos ósseos pertencentes a quatro pessoas diferentes", detalhou o ministro da Saúde cubano, José Ángel Portal, na sexta-feira.

O número oficial de mortos sobe assim para seis, com dez bombeiros ainda desaparecidos.

O total de feridos ascende a 132, dos quais 23 permanecem internados, conforme detalhado pela pasta da Saúde num comunicado.

O fogo foi extinto pelo Corpo de Bombeiros de Matanzas na quinta-feira, cinco dias após o início das chamas que destruíram quatro dos oito tanques e obrigaram à retirada de mais de 4.900 pessoas que viviam nas imediações da instalação.

O incêndio deflagrou por volta das 19:00 de sexta-feira (meia-noite em Lisboa), quando um raio atingiu um depósito de combustível, de acordo com relatos dos meios de comunicação locais.

Nessa mesma noite, o primeiro tanque, contendo cerca de 25 mil metros cúbicos de petróleo, explodiu, e por volta das 7:00 de sábado (meio-dia em Lisboa) o segundo, contendo uma quantidade indeterminada de fuelóleo, incendiou-se.

Por volta das 23:30 de domingo (4:30 de segunda-feira em Lisboa), o segundo tanque ruiu, causando uma enorme explosão.

O incêndio também forçou as autoridades a fechar uma importante central termoelétrica após ter ficado sem água, agravando a crise energética que Cuba atravessa.

As quedas de energia - devido a falhas e quebras nas centrais termoelétricas, falta de combustível e manutenção programada - afetam diferentes áreas de Cuba há meses, incluindo, desde agosto, a capital, Havana.

'Apagões', que por vezes duraram mais de 10 horas consecutivas, foram registados em 29 dos 31 dias de julho, segundo dados recolhidos pela agência noticiosa Efe.

Da capacidade total de geração do país de 3.000 megawatts, apenas 1.824 estão atualmente em funcionamento, pelo que se espera um défice de potência de 1.176 megawatts.

Uma manifestação esporádica foi realizada na semana passada em Santiago de Cuba, uma das maiores cidades da ilha, em protesto contra os contínuos 'apagões' e a difícil situação económica que a cidade enfrenta.

Leia Também: 15 ONG pedem a Barém que liberte ativista após 12 anos de detenção

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório