Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 26º

AO MINUTO: Rússia "não atinge civis"; 20 desaparecidos em Kremenchuk

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Rússia "não atinge civis"; 20 desaparecidos em Kremenchuk
Notícias ao Minuto

08:24 - 29/06/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Assinala-se, esta quarta-feira, o 126.º da invasão russa da Ucrânia. Os últimos dias têm sido marcados pela cimeira da G7 e da NATO. Na terça-feira, o secretário-geral da aliança transatlântica, Jens Stoltenberg, anunciou que a Turquia levantou o seu veto à adesão da Finlândia e da Suécia.

Os ataques russos contra a Ucrânia continuam e, segundo o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, o exército russo já disparou mais de 2.800 mísseis contra cidades ucranianas. Um dos mais recentes ataques ocorreu na segunda-feira, quando um míssil russo atingiu um centro comercial em Kremenchuk, onde se encontravam mais de mil pessoas. Pelo menos 20 pessoas morreram.

Fim de cobertura

Ema Gil Pires | há 1 mês

Boa noite. Terminamos aqui o acompanhamento AO MINUTO dos principais acontecimentos relacionados com a invasão das tropas russas na Ucrânia. Continuaremos o acompanhamento na manhã de quinta-feira. Fique connosco.

Tribunal russo manda deter advogado crítico da invasão da Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

Um tribunal de Moscovo ordenou esta quarta-feira a detenção durante dois meses de um advogado acusado de "difusão de informações mentirosas" sobre as ações dos militares russos na Ucrânia, acusações que o podem enviar dez anos para a prisão. Dmitri Talantov foi interpelado na terça-feira e ao seu domicílio revistado, em Ijevsk, na região de Oudmourtie, a 1.300 quilómetros de Moscovo.

Saiba mais aqui.

Londres aumenta significativamente apoio militar a Kyiv

Ema Gil Pires | há 1 mês

O governo britânico anunciou hoje na cimeira da NATO em Madrid que concederá mil milhões de libras (1,16 mil milhões de euros) em ajuda adicional à Ucrânia para responder à invasão russa, incluindo sistemas de defesa aérea e 'drones'.

Os novos fundos elevarão a ajuda militar britânica a Kyiv para 2,3 mil milhões de libras, anunciou Downing Street em comunicado, classificando o aumento significativo de "nova fase" no apoio ocidental que deve permitir ao exército ucraniano lançar contraofensivas.

Saiba mais aqui.

Noruega alega direito de bloquear carregamento russo para Svalbard

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Noruega garantiu hoje ter o direito de bloquear a entrada no seu solo de um carregamento destinado a russos no arquipélago norueguês de Svalbard, após ameaças de represálias de Moscovo.

Oslo "não está a tentar levantar obstáculos" ao abastecimento de uma comunidade de mineiros russos instalados nessas vastas ilhas norueguesas próximas ao Polo Norte, assegurou a ministra dos Negócios Estrangeiros Anniken Huitfeldt numa declaração à AFP, após acusações de "ação hostil" pela diplomacia russa.

Saiba mais aqui.

Boris Johnson considera que o que Putin tem feito na Ucrânia é "maléfico"

Ema Gil Pires | há 1 mês

O que o presidente russo, Vladimir Putin, tem vindo a fazer em território ucraniano é "maléfico", disse esta quarta-feira o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, aqui citado pela Reuters.

No âmbito de uma entrevista com a GB News no contexto da Cimeira da NATO que está atualmente a decorrer em Madrid, Boris Johnson foi questionado se acha que Putin é uma pessoa má. "Penso que o que ele fez é maléfico. E penso que, seguindo o princípio de que cada um é aquilo que faz, então certamente", respondeu.

Saiba mais aqui.

Kyiv corta laços com a Síria após reconhecimento de Donetsk e Lugansk

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, anunciou esta quarta-feira o fim dos laços diplomáticos entre o país que lidera e a Síria, após este Estado ter reconhecido a independência das duas repúblicas separatistas da Ucrânia, Donetsk e Lugansk.

"Não haverá mais relações entre a Ucrânia e a Síria", garantiu o chefe de Estado ucraniano, num vídeo publicado na rede social Telegram - onde acrescentou que a pressão das sanções contra a Síria "será ainda maior" a partir de agora.

Na perspetiva de Zelensky, esta atitude da Síria trata-se de uma "história sem valor".

Rússia e países do Mar Cáspio rejeitam presença de tropas estrangeiras

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Rússia, o Irão e outros países banhados pelo Mar Cáspio excluíram esta quarta-feira a presença militar estrangeira, numa clara alusão à NATO, nessa área, que é usada pelo exército russo para lançar mísseis contra a Ucrânia.

Tais países acordaram a "não presença no Mar Cáspio de forças armadas que não pertencem aos países limítrofes (Rússia, Irão, Cazaquistão, Azerbaijão e Turquemenistão)", lê-se no comunicado divulgado no final da reunião celebrada em Asjabad, a capital do Turquemenistão, e citado pela agência espanhola de notícias, a Efe.

"Não disparei um único tiro", diz soldado norte-americano detido

Ema Gil Pires | há 1 mês

O soldado norte-americano Alexander Drueke, que se voluntariou para lutar do lado ucraniano e acabou detido pelos russos, reafirmou esta quarta-feira a sua inocência e garantiu que a única missão da que fez parte foi a que culminou na sua prisão.

Numa entrevista à agência estatal russa RIA, citada pela Reuters, Drueke garantiu que não matou soldados russos, ao contrário daquilo que afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

"Não disparei um único tiro", diz soldado norte-americano detido

Alexander Drueke foi preso pelos russos em Kharkiv e o Kremlin não descarta a pena de morte para o soldado voluntário.

Notícias ao Minuto | 22:19 - 29/06/2022

Kremenchuk? Putin diz que a Rússia "não atinge alvos civis"

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, referiu que a Rússia "não atinge alvos civis", na sequência dos ataques com mísseis que terão sido perpetrados pelas tropas do Kremlin sobre um centro comercial na cidade ucraniana de Kremenchuk, relata a agência noticiosa IFAX.

O chefe de Estado russo garantiu ainda que a Rússia responderá caso a NATO crie infraestruturas militares na Finlândia e na Suécia. Putin terá ainda dito que não podia descartar que venham a surgir "tensões" nas relações de Moscovo com Helsínquia e Estocolmo após a adesão dos dois países nórdicos à Aliança Atlântica.

Estas declarações surgem um dia após a Turquia ter levantado o veto sobre a candidatura destes dois países a uma adesão à NATO - depois das três nações terem oferecido garantias de segurança entre elas.

"Não há problema" para a Rússia se a Finlândia e a Suécia aderirem à NATO

Estas declarações surgem um dia após a Turquia ter levantado o veto sobre a candidatura destes dois países a uma adesão à NATO.

Ema Gil Pires | 22:11 - 29/06/2022

NATO: De Rússia "parceira" em Lisboa a "ameaça" em Madrid

Ema Gil Pires | há 1 mês

Com a guerra na Ucrânia como pano de fundo, os líderes da NATO declararam hoje como principal ameaça à segurança euro-atlântica a Rússia, que na cimeira de Lisboa, em 2010, havia sido considerada país parceiro. Saiba mais na seguinte hiperligação: 

Cimeira da NATO: De Rússia "parceira" em Lisboa a "ameaça" em Madrid

Com a guerra na Ucrânia como pano de fundo, os líderes da NATO declararam hoje como principal ameaça à segurança euro-atlântica a Rússia, que na cimeira de Lisboa, em 2010, havia sido considerada país parceiro.

Lusa | 21:04 - 29/06/2022

Canadá quer ajudar a Europa a enfrentar a crise energética

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Canadá encontra-se atualmente a discutir com os seus aliados europeus formas de "intensificar" e exportar petróleo e gás proveniente da sua costa oriental, para fornecer uma alternativa às importações de energia russa por parte da Europa, noticia a Sky News.

A ministra dos Negócios Estrangeiros do país, Melanie Joly, disse esta quarta-feira aos jornalistas que é "importante para o Canadá ser capaz de se chegar à frente e ajudar os amigos europeus, que estão a lidar com realidades energéticas muito difíceis".

"Precisamos de o fazer de forma a que também estejamos a ter em conta a questão das alterações climáticas. São exatamente estas as conversas que estamos a ter, particularmente com os alemães e também com os espanhóis", explicou ainda.

Putin ainda quer conquistar a maior parte da Ucrânia, dizem os EUA

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ainda tem como objetivo conquistar a maior parte do território ucraniano, adiantou na terça-feira uma alta funcionária dos serviços secretos norte-americanos, citada pela Reuters. Segundo a mesma fonte, o cenário para esta guerra permanece "bastante sombrio".

Putin ainda quer conquistar a maior parte da Ucrânia, dizem os EUA

"Em suma, o quadro continua a ser bastante sombrio", concluiu Avril Haines, diretora dos Serviços Secretos dos Estados Unidos da América.

Notícias ao Minuto | 20:02 - 29/06/2022

Kremenchuk. Prosseguem as buscas de 20 desaparecidos após ataque russo

Ema Gil Pires | há 1 mês

As equipas de resgate continuam à procura de 20 pessoas que continuam desaparecidas na sequência de um ataque com mísseis russos sobre um centro comercial localizado na cidade ucraniana de Kremenchuk, noticia a Sky News. Os trabalhos de busca prosseguiram hoje, após os bombardeamentos que mataram pelo menos 18 pessoas na segunda-feira. 

Svitlana Rybalko, relações públicas dos serviços de emergência estatais da Ucrânia, explicou que, juntamente com os corpos encontrados sem vida, foram ainda encontrados fragmentos de mais oito corpos. "A polícia não pode dizer ao certo quantas [vítimas] existem. Não estamos a encontrar os corpos, mas sim fragmentos de corpos", acrescentou ainda.

Presidente turco otimista com retoma das exportações de cereais

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, mostrou-se hoje otimista relativamente à possibilidade de serem abertos corredores humanitários que permitam a exportação dos cereais provenientes da Ucrânia, fundamentais para debelar a crise alimentar que se alastra.

"Estamos a tentar resolver o processo com uma política equilibrada; a nossa esperança é que esta política equilibrada leve a resultados e nos permita a possibilidade de transportar os cereais até aos países que enfrentam escassez, através de um corredor, o mais rápido possível", disse o presidente da Turquia durante um encontro com o seu homólogo norte-americano, à margem da Cimeira da NATO, que decorre em Madrid.

Saiba mais aqui.

Relação da NATO com a Rússia no "nível mais baixo" desde a Guerra Fria

Ema Gil Pires | há 1 mês

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, reconheceu hoje que a relação da Aliança Atlântica com a Rússia "está no seu nível mais baixo desde o final da Guerra Fria", responsabilizando Moscovo por essa deterioração.

"A NATO tentou estabelecer uma boa relação com a Rússia durante décadas: estabelecemos o Conselho NATO-Rússia, o Ato Fundador NATO-Rússia, convidámos a Rússia para participar em várias atividades e, no Conceito Estratégico aprovado em 2010, afirmámos que a Rússia era um 'parceiro estratégico'. Foi a Rússia que se afastou desta tentativa de estabelecer mais confiança, mais parcerias e de trabalhar em conjunto de maneira mais próxima", afirmou o secretário-geral da NATO.

Saiba mais aqui.

Britânicos aumentam número de tropas disponíveis para defesa da Estónia

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Reino Unido vai mobilizar mais 1.000 militares e dois novos porta-aviões para a defesa da Estónia, no âmbito das operações da NATO no leste da Europa, anunciou esta quarta-feira o secretário da Defesa do país.

Segundo o jornal The Guardian, citando o secretário da Defesa Ben Wallace, o Reino Unido já tem cerca de 1.700 soldados na região. 

Britânicos aumentam número de tropas disponíveis para defesa da Estónia

A aliança já tinha anunciado que ia aumentar o número de operacionais em alerta máximo para 300 mil.

Notícias ao Minuto | 19:07 - 29/06/2022

Rússia confirma troca de prisioneiros. Foram 144 de cada lado

Ema Gil Pires | há 1 mês

As milícias russófonas da região de Donetsk trocaram, esta quarta-feira, 144 prisioneiros de guerra ucranianos por um número semelhante de combatentes separatistas, na maior troca do género efetuada desde o início da campanha militar russa na Ucrânia.

"Hoje regressaram a casa 144 combatentes da República Popular de Donetsk e da Rússia, que foram feitos prisioneiros pelo inimigo", anunciou Denis Pushilin, o líder separatista da autoproclamada entidade, através da sua conta no Telegram.

A informação foi avançada já depois do Ministério da Defesa da Ucrânia ter confirmado que 144 soldados ucranianos, incluindo 95 militares que estiveram envolvidos na defesa da siderúrgica Azovstal, em Mariupol, tinham sido libertados na sequência de uma troca de prisioneiros com a Rússia. 

Adesão da Finlândia e da Suécia à NATO tornará a Aliança "mais forte"

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, elogiou esta quarta-feira o presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan, pelos esforços empenhados para retirar os cereais que têm ficado retidos em território ucraniano por causa da guerra, adiantou um porta-voz de Downing Street. A mesma fonte revelou ainda que foi feito um elogio quanto à retirada do veto, por parte do país, face á adesão da Suécia e da Finlândia à NATO.

Segundo a mesma fonte, citada pelo The Guardian, Boris Johnson "saudou o anúncio de que a Turquia, a Suécia e a Finlândia acordaram um memorando de acordo, abrindo caminho para a adesão da Finlândia e da Suécia à Aliança" Atlântica. Em causa está uma adesão que, na perspetiva do governo britânico, "tornará a Aliança mais forte à medida que olhamos em frente para uma década mais perigosa".

"O primeiro-ministro elogiou a liderança do presidente Erdogan sobre a retirada de cereais da Ucrânia. O primeiro-ministro salientou que o bloqueio levado a cabo pelo presidente [Vladimir] Putin aos portos da Ucrânia está a criar uma crise humanitária internacional, tanto na Ucrânia como em todo o mundo", afirmou ainda o porta-voz.

Zelensky no G20? Dependerá da guerra e da "composição" da cimeira

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, avisou esta quarta-feira o seu homólogo indonésio, Joko Widodo, em Kyiv, que a sua participação na cimeira do G20 em novembro dependerá da "situação de segurança na Ucrânia e da composição" da reunião.

Zelensky não mencionou diretamente o Presidente russo, Vladimir Putin, cuja participação na cimeira a realizar na ilha indonésia de Bali tem sido objeto de controvérsia.

Ao contrário da Rússia, a Ucrânia não é membro do G20, mas Widodo, cujo país preside ao grupo, deslocou-se a Kyiv para convidar Zelensky a participar na cimeira.

Saiba mais aqui.

NATO. Biden elogia posição da Turquia quanto à adesão de países nórdicos

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden. agradeceu esta quarta-feira o facto de o homólogo turco, Tayyip Erdogan, ter conseguido um acordo com a Finlândia e a Suécia capaz de possibilitar a aceitação, em breve, da candidatura dos dois países nórdicos à NATO.

"Quero agradecer-lhe em particular pelo que fez, juntando aqui a situação relativa à Finlândia e à Suécia, bem como todo o trabalho incrível para tentar retirar cereais da Ucrânia", apontou Joe Biden, em declarações proferidas durante uma cimeira da NATO, que está a decorrer em Madrid. "Está a fazer um excelente trabalho", elogiou ainda.

Aumento do preço dos cereais deixa milhões em risco de malnutrição

Ema Gil Pires | há 1 mês

As projeções conjuntas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na abreviatura em inglês) e da OCDE apontam para um cenário desastroso devido à guerra na Ucrânia, prevendo-se que milhões de pessoas fiquem em risco de malnutrição por causa da subida do preço dos cereais.

Segundo as organizações, estima-se que os preços dos cereais a nível global continuem a aumentar até 2023, devido à guerra que travou as exportações de cereais a partir da Ucrânia, que é um dos maiores produtores do mundo. 

Saiba mais aqui.

Agência europeia perde ligação à central nuclear de Zaporizhzhia

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) afirmou esta quarta-feira ter perdido novamente a ligação com os sistemas de vigilância que controlavam o material nuclear da central de Zaporizhzhia, atualmente na posse das tropas russas.

"O facto de a nossa transmissão de dados estar novamente em baixo - pela segunda vez no último mês - apenas aumenta a urgência de enviar esta missão [para Zaporizhzhia]", explicou a agência, numa declaração citada pela Sky News.

A ligação perdeu-se no sábado "devido a uma perturbação dos sistemas de comunicação da instalação", adiantou ainda a mesma fonte.

Acordo com Ucrânia e Moldova é início da globalização da mobilidade

Ema Gil Pires | há 1 mês

A comissária europeia para os transportes defendeu hoje, em França, que o acordo assinado com a Ucrânia e a Moldova constitui um "primeiro passo" na globalização da mobilidade.

"Lamento a situação perante a qual temos que assinar este acordo [...], mas no nosso mercado interno não devemos ter barreiras", afirmou Adina Valean, após a assinatura do acordo de cooperação com os dois países, que decorreu em Lyon, França. Para a comissária, que agradeceu o trabalho da sua equipa, este é assim o "primeiro passo" na globalização da mobilidade.

Acordo com Ucrânia e Moldova é início da globalização da mobilidade

A comissária europeia para os transportes defendeu hoje, em França, que o acordo assinado com a Ucrânia e a Moldova constitui um "primeiro passo" na globalização da mobilidade.

Lusa | 18:02 - 29/06/2022

Saída da Pepsi e Coca-Cola do mercado 'dá esperança' a fabricante russa

Ema Gil Pires | há 1 mês

Tendo a Coca-Cola e a Pepsi suspendido as vendas na Rússia, na sequência da invasão do país sobre a Ucrânia, a fabricante de refrigerantes Chernogolovka espera conseguir 'matar a sede' dos russos, nomeadamente através de colaborações com as grandes cadeias de fast-food norte-americanas que ainda operam no seu território.

A Chernogolovka, uma empresa produtora de refrigerantes fundada em 1998, contou à agência Reuters ter mais do que duplicado a sua presença em hotéis, restaurantes e cafés ao longo deste ano - estando também já a fornecer, desde abril, as suas bebidas a cadeias de fast-food como o KFC e o Burger King.

Saída da Pepsi e Coca-Cola do mercado 'dá esperança' a fabricante russa

A Chernogolovka, uma empresa produtora de refrigerantes fundada em 1998, mais do que duplicou a sua presença em hotéis, restaurantes e cafés ao longo deste ano.

Notícias ao Minuto | 18:26 - 29/06/2022

Ucrânia. Acordo com Bruxelas vai "aumentar exportações" agrícolas

Ema Gil Pires | há 1 mês

O ministro das Infraestruturas da Ucrânia, Oleksandr Kubrakov, afirmou hoje que o acordo assinado com Bruxelas, em matéria de mobilidade, vai permitir aumentar as exportações de bens agrícolas do país e salvar vidas. Em causa estão declarações proferidas depois da Comissão Europeia ter assinado acordos de cooperação com a Ucrânia e a Moldova, que permitirão aos operadores ter "livre acesso" ao território europeu, face ao impacto da invasão russa.

"Esta decisão vai ajudar-nos a aumentar a exportação de produtos agrícolas. Neste momento, milhões de pessoas estão a sofrer as consequências deste problema. Este acordo vai salvar a vida a muitas pessoas no mundo inteiro", afirmou Kubrakov, após a assinatura do documento, em Lyon, França.

Saiba mais aqui.

Indonésia quer ajudar a potenciar retoma das conversações de paz

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, "ofereceu-se para entregar uma mensagem" do seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, a Vladimir Putin, numa tentativa de reiniciar as conversações de paz entre Moscovo e Kyiv.

"Embora seja muito difícil de conseguir, expressei a importância de uma resolução de paz. Ofereci-me para entregar uma mensagem do presidente Zelensky ao presidente Putin, com quem me encontrarei em breve", explicou Joko Widodo, na sequência de um encontro com o chefe de Estado da Ucrânia.

As declarações foram proferidas no contexto da visita do presidente indonésio á Ucrânia. Joko Widodo deverá, de seguida, deslocar-se a Moscovo para reunir com o líder russo.

Comissão Europeia, Ucrânia e Moldova assinam acordo de mobilidade

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Comissão Europeia assinou esta quarta-feira acordos de cooperação com a Ucrânia e a Moldova, que permitirão aos operadores ter "livre acesso" ao território europeu, face ao impacto da invasão russa. Os detalhes do acordo permanecem confidenciais, mas Bruxelas já adiantou que este permite aos operadores da Ucrânia e da Moldova ter "livre acesso" ao território europeu.

Comissão Europeia, Ucrânia e Moldova assinam acordo de mobilidade

A Comissão Europeia assinou hoje acordos de cooperação com a Ucrânia e a Moldova, que permitirão aos operadores ter "livre acesso" ao território europeu, face ao impacto da invasão russa.

Lusa | 17:15 - 29/06/2022

NATO. Biden considera essencial cooperação com Japão e Coreia do Sul

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Presidente dos Estados Unidos considerou, esta quarta-feira, essencial a cooperação norte-americana com o Japão e a Coreia do Sul e manifestou ainda preocupação com a possibilidade de testes nucleares da Coreia do Norte. Joe Biden elogiou também o Japão e a Coreia do Sul pelos esforços na resposta à Rússia após a invasão russa da Ucrânia, que teve início a 24 de fevereiro.

Saiba mais aqui.

144 soldados ucranianos libertados em troca de prisioneiros com a Rússia

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Ministério da Defesa da Ucrânia disse esta quarta-feira que 144 soldados ucranianos, incluindo 95 militares que estiveram envolvidos na defesa da siderúrgica Azovstal, em Mariupol, foram libertados na sequência de uma troca de prisioneiros com a Rússia. 

Através do Telegram, o referido ministério confirmou aquela que designou como sendo a maior troca de prisioneiros desde o início da invasão russa sobre a Ucrânia. No entanto, não foram divulgados quaisquer detalhes acerca do local e da data em que ocorreu esta troca de prisioneiros, nem sobre quantos soldados russos foram, por sua vez, libertados.

Maior troca de prisioneiros. Voltam a casa 43 militares do Batalhão Azov

No total, 144 militares ucranianos foram repatriados. De acordo com o ministério da Defesa da Ucrânia, a maioria destes combatentes estão "gravemente feridos", incluindo com ferimentos de bala e amputações.

Teresa Banha | 18:24 - 29/06/2022

Defesa europeia deixou de ser "mal vista" e vive "momento histórico"

Ema Gil Pires | há 1 mês

A antiga diretora da Agência Europeia de Defesa, Claude-France Arnould, considera que este setor vive uma grande evolução na Europa e que aquela agência deve assumir um papel "mais importante" no seio das instituições europeias.

A guerra na Ucrânia, segundo esta diplomata, veio mostrar a importância do sector da Defesa da União Europeia, que conta com um fundo europeu de 7,9 mil milhões de euros para investimento e pesquisa na área.

Saiba mais aqui.

Tropas russas estão a espalhar minas por Lysychansk, acusa governador

Ema Gil Pires | há 1 mês

As forças russas que se encontram atualmente na cidade oriental ucraniana de Lysychansk estão a dispersar minas "em qualquer lugar", segundo a informação avançada pelo governador da região de Lugansk, Serhiy Haidai, em declarações à CNN Internacional.

A mesma fonte esclareceu que as minas em causa, apelidadas de "pétalas", são "extremamente perigosas" e que "qualquer criança ou civil que tenha saído para procurar ajuda humanitária pode pisá-las" e, imediatamente, "morrer ou perder um membro".

O governador de Lugansk explicou ainda que a cidade tem estado "constantemente" sob bombardeamento. Neste momento, cerca de 15.000 pessoas permanecem ainda na mesma.

Britânico condenado à morte por forças separatistas apresenta recurso

Ema Gil Pires | há 1 mês

Um dos dois britânicos condenados à morte pelas forças separatistas do leste da Ucrânia terá já apresentado um recurso formal contra tal veredito, reportou a agência noticiosa russa TASS.

Um porta-voz do tribunal da autoproclamada República Popular de Donetsk (DPR) responsável pelo caso veio confirmar, esta quarta-feira, ter recebido um recurso contra a sentença de Shaun Pinner, de 48 anos. O combatente vivia na Ucrânia quando a guerra eclodiu e foi detido em abril pelas forças russas enquanto defendia a cidade portuária de Mariupol - entretanto tomada pelas tropas do Kremlin.

Britânico condenado à morte por forças separatistas apresenta recurso

Em causa está o caso de Shaun Pinner, de 48 anos, que vivia já na Ucrânia quando a guerra eclodiu.

Notícias ao Minuto | 16:19 - 29/06/2022

NATO. Aliados reiteraram compromisso com meta de 2% do PIB para a Defesa

Ema Gil Pires | há 1 mês

Os Estados-membros da NATO reiteraram esta quarta-feira o seu compromisso para atingir a meta de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) reservados à Defesa e concordaram ainda em "aumentar o orçamento comum" da Aliança, segundo anunciado pelo secretário-geral da organização.

"Fazer mais vai custar mais. Hoje, os Aliados reiteraram o compromisso assumido em 2014: gastar, pelo menos, 2% do PIB em Defesa", anunciou Jens Stoltenberg, em conferência de imprensa.

Saiba mais aqui.

EUA apoiam a venda de caças à Turquia depois de acordo na NATO

Ema Gil Pires | há 1 mês

O governo norte-americano deu o seu apoio, esta quarta-feira, à potencial venda de caças F-16 à Turquia. Algo que acontece um dia depois de Ancara suspender o veto á adesão da Finlândia e da Suécia à NATO.

"Os Estados Unidos apoiam a modernização da frota de caças da Turquia porque isso é uma contribuição para a segurança da NATO e, portanto, para a segurança americana", explicou Celeste Wallander, secretária-adjunta de Defesa para os Assuntos de Segurança Internacional do Pentágono, em declarações aos jornalistas.

Saiba mais aqui.

Habitantes de Mariupol recorrem a poças para beber água

Ema Gil Pires | há 1 mês

Os residentes de Mariupol continuam a viver uma situação complicada, tanto no que diz respeito à ocupação das tropas russas na cidade, como ao acesso às condições de saneamento.

Uma das responsáveis ucranianas do Centro de Educação e Investigação Anticorrupção (Anti-Corruption Research and Education Centre, ACREC na sigla em inglês), Olena Halushka, partilhou, esta quarta-feira, um vídeo no qual é possível ver como estes civis têm acesso à água. Veja aqui o vídeo.

Turquia pede extradição de suspeitos "terroristas" da Finlândia e Suécia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Turquia pediu a extradição de 33 suspeitos "terroristas" da Finlândia e da Suécia, anunciou Ancara um dia após levantar o veto ao acesso dos Estados nórdicos à NATO. O ministro da Justiça turco, Bekir Bozdag, pediu à Finlândia e à Suécia que "cumprissem as suas promessas" sob o novo acordo, acrescentando: "Pediremos à Finlândia que extradite seis membros do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) e seis membros do FETO (Organização Terrorista Fethullahista) e à Suécia que extradite 10 membros do FETO e 11 do PKK", informa a BBC.

"Perdemos uma pessoa, a Rússia perde cinco", mas luta é "difícil"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que se "o mundo se cansar” da guerra, "a democracia também perderá” e reconheceu que, apesar da luta do povo ucraniano, "é difícil aguentar” os ataques das tropas russas. 

"Onde perdemos uma pessoa, a Rússia perde cinco. Onde perdemos um tanque, eles perdem cinco. Sim, estamos a lutar. Mas temos de ser justos e dizer que é realmente difícil para nós”, afirmou o chefe de Estado ucraniano, em entrevista à estação norte-americana NBC. 

"NATO provou que pode tomar decisões difíceis, mas essenciais"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, afirmou, esta quarta-feira, que a NATO ao dar início ao processo formal de adesão da Finlândia e da Suécia “provou que pode tomar decisões difíceis, mas essenciais”.

“Hoje, em Madrid, a NATO provou que pode tomar decisões difíceis, mas essenciais. Congratulamo-nos com uma posição clara sobre a Rússia, bem como com a adesão da Finlândia e da Suécia. Uma posição igualmente forte e ativa sobre a Ucrânia ajudará a proteger a segurança e estabilidade euro-atlântica”, considerou na rede social Twitter.

"Putin queria dividir-nos. Conseguiu uma UE e NATO mais próximas"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, saudou, esta quarta-feira, o início formal do processo de adesão da Finlândia e da Suécia à NATO e considerou que a aliança transatlântica está agora “maior e mais forte”, ao contrário do objetivo do presidente russo, Vladimir Putin.

“A adesão da Finlândia e da Suécia torna a NATO maior, mais forte e também mais europeia. Putin queria dividir-nos. O que ele conseguiu é uma UE e uma NATO mais próximas do que nunca. Este é um bom dia para a aliança transatlântica, a União Europeia, a Finlândia e a Suécia”, escreveu na rede social Twitter.

 

Rússia acusa Noruega de bloquear trânsito em direção a Svalbard

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Rússia acusou hoje a Noruega de bloquear o trânsito de mercadorias com destino aos russos instalados no arquipélago ártico norueguês de Svalbard e ameaçou Oslo de represálias. "Pedimos à parte norueguesa a resolução desta questão o mais rapidamente possível", indicou a diplomacia russa em comunicado, anunciando que o encarregado de negócios norueguês em Moscovo foi convocado ao Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Ucrânia pode contar com apoio da NATO "o tempo que for necessário"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, garantiu hoje que a Ucrânia pode contar com o apoio da NATO "o tempo que for necessário", acusando a Federação Russa de ter "destruído a paz na Europa". Falando em conferência de imprensa após a primeira sessão de trabalhos da cimeira dos chefes de Estado e de Governo da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês), Jens Stoltenberg mostrou-se "satisfeito" pelo facto de o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ter podido participar na reunião por videoconferência.

Síria reconhece Lugansk e Donetsk como repúblicas independentes 

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Síria reconheceu, esta quarta-feira, a independência e soberania das regiões separatistas pró-russas de Lugansk e Donetsk, no leste da Ucrânia. A informação é avançada pela agência de notícias síria SANA, que cita fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Já a agência Reuters recorda que a presidência síria já tinha revelado a sua intenção de construir relações com as duas repúblicas separatistas em fevereiro, na mesma altura em que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou um decreto que reconhecia Donetsk e Lugansk como regiões independente. 

Saiba mais aqui.

Sobe para quatro o número de mortos em ataque em Mykolaiv

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O número de vítimas mortais de um bombardeamento russo contra um prédio residencial subiu para quatro. O último balanço, atualizado pelas 9h de Portugal, dava conta de três vítimas. 

Segundo revelou o autarca de Mykolaiv, Oleksandr Sienkevych, “pelas 13h40 [11h40 em Lisboa], quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas”.  O míssil atingiu um prédio residencial e destruiu os apartamentos do 3.º, 4.º e 5.º andares.  

 

NATO: Nova estratégica coloca Rússia como principal ameaça e inclui China

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A NATO declarou hoje a Rússia como a principal ameaça à segurança euro-atlântica e incluiu as preocupações com a China no seu novo conceito estratégico, aprovado na cimeira de Madrid. "A Federação Russa é a ameaça mais significativa e direta à segurança dos Aliados e à paz e estabilidade na zona euro-atlântica", lê-se no conceito estratégico para a próxima década.

NATO convida Suécia e Finlândia a aderirem à aliança militar

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A NATO convidou formalmente, esta quarta-feira, a Suécia e a Finlândia a aderirem à aliança transatlântica. “Hoje, decidimos convidar a Finlândia e a Suécia a tornarem-se membros da NATO, e concordámos em assinar os Protocolos de Adesão”,  lê-se numa declaração, subscrita pelos 30 chefes de Estado e de governo da NATO.  

“A adesão da Finlândia e da Suécia irá torná-los mais seguros, a NATO mais forte, e a zona euroatlântica mais segura. A segurança da Finlândia e da Suécia é de importância direta para a Aliança, inclusive durante o processo de adesão”, acrescenta a declaração.

EUA e aliados congelam 330 mil milhões de dólares à Rússia desde março

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Os Estados Unidos e os seus aliados congelaram à Rússia mais de 330 mil milhões de dólares na sequência da aplicação de sanções impostas após a invasão da Ucrânia pelas forças de Moscovo.

Saiba mais aqui.

NATO: Cimeira de Madrid declara Rússia "maior e mais direta ameaça"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Os líderes da NATO declararam hoje a Rússia como a "maior e mais direta ameaça" à paz e segurança dos países Aliança Atlântica, no final da primeira sessão de trabalho da cimeira de Madrid. "Continuamos a enfrentar ameaças distintas, de todas as direções estratégicas. A Federação Russa é a maior e mais direta ameaça à segurança, paz e estabilidade dos aliados [na NATO] na região euro-atlântica", lê-se na Declaração da Cimeira de Madrid, um texto subscrito pelos 30 chefes de Estado e de Governo da Organização do tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês).

Reino Unido alarga sanções ao 2.º mais rico da Rússia e a prima de Putin

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Reino Unido decidiu, hoje, alargar as sanções impostas devido à invasão russa da Ucrânia a mais 13 pessoas. Entre estas, avança a SkyNews, encontra-se o oligarca Vladimir Potanin - o segundo homem mais rico da Rússia e apoiante do Kremlin -, assim como Anna Tsivileva, prima de Vladimir Putin. 

"Enquanto Putin continuar o seu ataque abominável à Ucrânia, usaremos as sanções para enfraquecer a máquina de guerra russa", disse um porta-voz do governo britânico, acrescentando que as sanções desta quarta-feira "mostram que nada nem ninguém está fora da mesa, incluindo o círculo íntimo de Putin."

Comissão quer flexibilizar ajuda a acolhimento de refugiados e verbas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Comissão Europeia quer flexibilizar a ajuda aos Estados-membros que acolhem refugiados da Ucrânia, propondo o pacote Fast-CARE que mobiliza mais 3,5 mil milhões de euros e oferece financiamento comunitário a 100% em determinados casos, foi hoje divulgado.

Crimeia terá ligação ao sul ucraniano por comboio e autocarro

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Linhas de comboio e de autocarro ligarão a partir de 01 de julho a Crimeia, anexada pela Rússia, às regiões do sul da Ucrânia recentemente conquistadas, anunciaram hoje as autoridades de ocupação pró-russas. Esta é a primeira ligação entre as duas zonas desde que Moscovo anexou a província ucraniana da Crimeia em 2014 e suspendeu os transportes entre as duas regiões. 

FAO alerta que mundo não eliminará a fome até 2030 se guerra continuar

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O desafio de alcançar a fome zero até 2030, um dos principais objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU, "não será alcançado se a situação atual continuar", alertou hoje a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

O relatório "Perspetivas Agrícolas 2022-2031", elaborado em conjunto com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e apresentado hoje revela que a meta de eliminar a fome nos próximos oito anos não será alcançada se a produtividade agrícola mundial não aumentar em 28%, "três vezes mais do que cresceu na última década".

Cimeira de Madrid consolida agressividade contra a Rússia, diz Moscovo

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Rússia acusou hoje a NATO de consolidar na cimeira de Madrid uma atitude de agressividade em relação a Moscovo e reafirmou que a esperada adesão da Finlândia e da Suécia constitui um fator "particularmente desestabilizador". "A cimeira de Madrid consolida o curso de contenção agressiva da Rússia pelo bloco atlântico", disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Serguei Riabkov aos meios de comunicação russos, segundo as agências AFP e EFE.

Kyiv negoceia com Moscovo libertação de combatentes estrangeiros

Marta Ferreira | há 1 mês

Kyiv estabeleceu conversações com Moscovo no sentido de conseguir a libertação de combatentes ucranianos e de voluntários estrangeiros presos pelas forças russas, confirmou hoje o chefe de Estado da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Moscovo mantém como prisioneiros "milhares" de ucranianos e "soldados de todo o mundo que se ofereceram como voluntários" para defender a Ucrânia, recordou Zelensky em declarações à estação norte-americana NBC. 

Bruxelas diz que aumento das exportações de Kyiv depende da solidariedade

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Direção-Geral da Mobilidade e dos Transportes (DG Move) da Comissão Europeia defendeu hoje, em França, que é necessário aumentar a exportação de produtos agrícolas da Ucrânia, o que disse estar dependente de solidariedade. "Penso que a solidariedade é muito importante não só para a Ucrânia, mas também para a Europa. Sem isso, não será possível aumentar as exportações de produtos agrícolas da Ucrânia, nomeadamente dos cereais", afirmou o diretor-geral da DG Move, Henrik Hololei, que falava num 'briefing' com os jornalistas, em Lyon, no âmbito do seminário 'Conecting Europe Days'.

"No ano que vem, a situação poderá ser pior não só na Ucrânia"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, alertou esta quarta-feira os Estados-membros da NATO que a Rússia poderá invadir outros países no próximo ano. “No ano que vem, a situação poderá ser pior não só na Ucrânia como também noutros países, provavelmente membros da NATO, que poderão ser atacados pela Rússia”, afirmou na sua intervenção online na cimeira da aliança transatlântica, em Madrid.

Ucrânia reforça pedido de armas e dinheiro para combater a invasão russa

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reafirmou hoje o seu pedido aos países da NATO, reunidos em cimeira em Madrid, para que forneçam artilharia moderna e apoio financeiro para a Ucrânia enfrentar a invasão russa.

Lusa | 13:51 - 29/06/2022

Putin tem "síndrome do homem pequeno" e "visão machista"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ministro da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, afirmou, esta quarta-feira, que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, tem “síndrome do homem pequeno” e uma “visão machista” do mundo. “Bem, penso certamente que a visão que o presidente Putin tem de si próprio e do mundo é uma síndrome do homem pequeno, uma visão de machista”, disse o governante à LBC Radio. 

Papa condena "ataque bárbaro" em centro comercial de Kremenchuk

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Papa Francisco descreveu, esta quarta-feira, o ataque russo a um centro comercial na cidade de Kremenchuk, no centro da Ucrânia, com o mais recente de uma série de “ataques bárbaros” contra o país, revelou a agência de notícias Reuters.

O exército russo bombardeou, na segunda-feira, um centro comercial numa altura em que estavam cerca de mil pessoas no seu interior. Há, segundo o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pelo menos 20 vítimas mortais e dezenas de feridos.

Papa Francisco lamenta "ataques bárbaros" russos sobre a Ucrânia

"Todos os dias trago no meu coração a querida e martirizada Ucrânia", garantiu o líder máximo da Igreja Católica.

Notícias ao Minuto | 15:59 - 29/06/2022

 

NATO: Acordo para entrada de Suécia e Finlândia recebe aplauso geral

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A satisfação pelo levantamento do veto da Turquia à entrada da Suécia e da Finlândia na NATO marcou hoje as declarações de vários líderes da Aliança à entrada para a cimeira de Madrid. A Turquia chegou a um entendimento com a Suécia e a Finlândia na terça-feira, já em Madrid, sobre a luta contra o terrorismo e a exportação de armas que permitiu ultrapassar a oposição turca à adesão dos dois países nórdicos.

Ucrânia. Maioria das infraestruturas atacadas pela Rússia, diz ministro

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ministro das Infraestruturas da Ucrânia indicou hoje, em Lyon, que a maioria das pontes, estradas, portos e aeroportos do país foram atacados pela Rússia, ressalvando que a Ucrânia está a tentar manter a conectividade.

"Cerca de metade das pontes rodoviárias foram atacadas. A maioria dos aeroportos já foram atacados várias vezes e o mesmo acontece nos portos. A situação é muito complicada", afirmou Oleksandr Kubrakov, que falava no seminário 'Conecting Europe Days', que decorre em Lyon, França.

NATO vai dotar-se dos meios "para enfrentar os novos desafios"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O secretário-geral da NATO afirmou hoje que as decisões que vão ser tomadas na cimeira de Madrid vão definir a segurança da Aliança "na próxima década" e dotá-la dos "meios necessários para enfrentar os novos desafios". "As decisões que vamos tomar vão definir a nossa segurança na próxima década e irão permitir que a Europa e a América do Norte mantenham a nossa Aliança forte, o nosso povo seguro e os nossos parceiros perto", declarou Jens Stoltenberg na abertura da reunião do Conselho do Atlântico Norte, no âmbito da cimeira dos chefes de Estado e de Governo da Organização do Tratado do Atlântico (NATO, na sigla em inglês), a decorrer em Madrid.

Presidente da Indonésia já chegou a Kyiv 

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, já se encontra em Kyiv, onde se reunirá com o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky. A visita ocorre após ‘Jokowi’, responsável por organizar a cimeira do G20 este ano, convidar Zelensky para participar na reunião de líderes de novembro, apesar de a Ucrânia não pertencer ao grupo.

Notícias ao MinutoO presidente e a primeira-dama da Indonésia, na chegada a Kyiv© Getty Images  

Hungria avisa que não apoia proposta de intervenção da NATO na Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O primeiro-ministro da Hungria avisou hoje que não apoiará nenhuma proposta que envolva a NATO na guerra na Ucrânia, alegando que se trata de um conflito apenas entre a Rússia e a Ucrânia, refere a agência estatal MTI. "Não apoiaremos nenhuma proposta que possa envolver a NATO e a Hungria neste conflito, já que esta é uma guerra russo-ucraniana e a NATO é uma aliança de defesa", afirmou o ultranacionalista Viktor Orbán, segundo o seu assessor de imprensa, Bertalan Hevesi depois de uma reunião do primeiro-ministro húngaro com o colombiano Andrés Pastrana, presidente da Internacional Democrata Centrista.

Polónia apoia revisão da doutrina da NATO sobre a Rússia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente polaco, Andrzej Duda, apoiou hoje a mudança estratégica na NATO para que a Rússia seja considerada como um país "não fiável". Ao chegar à cimeira da NATO em Madrid, Duda disse que a mudança no conceito estratégico da Aliança Atlântica era "há muito esperada", mas tornou-se mais urgente na sequência da invasão russa da Ucrânia, em 24 de fevereiro.

Biden anuncia reforços da presença militar norte-americana na Europa

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou hoje que vai reforçar a presença militar norte-americana em toda a Europa para que a NATO possa responder a ameaças "vindas de todas as direções e em todas as áreas".

Contributo de 100 milhões da Alemanha "significativa" para forças rápidas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O chanceler alemão, Olaf Scholz, assegurou hoje que os 100.000 milhões de euros que a Alemanha vai canalizar para modernizar as suas forças armadas serão uma "contribuição significativa" também para a NATO e as forças de resposta rápida. "Vamos dar uma contribuição significativa para a estabilidade e segurança que a NATO proporciona, para a paz, que tanto nos preocupa a todos", afirmou à chegada à cimeira da Aliança Atlântica, que decorre em Madrid.

"Não sei com que mais é que o país invasor nos pode chocar"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska, afirmou que o país “não consegue ver o fim do sofrimento” e que os últimos meses de guerra têm sido muito “difíceis de aguentar”. Em entrevista à CNN International, Olena - à semelhança do marido, Volodymyr Zelensky - descreveu o ataque russo ao centro comercial de Kremenchuk como um ato de “terrorismo” e disse ter ficado "chocada".

Putin estava errado e vai ter mais NATO à porta, diz Boris Johnson

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, reafirmou hoje que o presidente da Rússia vai ter "mais NATO à porta" com a esperada entrada da Suécia e da Finlândia, ao contrário do que pensava quando invadiu a Ucrânia. Vladimir Putin "esperava que houvesse menos NATO, mas estava completamente errado", disse Johnson numa breve declaração à entrada da cimeira da Aliança Atlântica, em Madrid.

Presidência francesa da UE marcada pela guerra e eleições internas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A presidência rotativa francesa do Conselho da União Europeia (UE) no primeiro semestre do ano ficou marcada pela guerra na Ucrânia, que ocupou boa parte das atenções dos 27 nos últimos meses, assim como pelas eleições internas em França.

Saiba mais aqui

República Checa assume presidência da UE focada na recuperação pós-guerra

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A República Checa assume, no segundo semestre de 2022, a presidência do Conselho da União Europeia (UE) com foco na reconstrução pós-guerra da Ucrânia, querendo ainda promover um consenso sobre a concessão do estatuto de candidato ao país. 

"Na sequência da agressão militar russa contra a Ucrânia, a presidência checa apoiará os esforços da UE para defender a soberania e integridade territorial da Ucrânia, utilizando todos os instrumentos e programas oferecidos pela UE, incluindo o reforço das sanções", indica Praga no programa que traçou para a sua liderança semestral, entre 01 de julho a 31 de dezembro, e que sucede à presidência francesa.

Reforço da NATO? Portugal participará "de forma adequada", garante Costa

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Após o anúncio de que as forças de reação rápida da NATO aumentarão de 40 mil para 300 mil soldados, o primeiro-ministro português, António Costa, apontou que o país aguarda “que o comando faça uma precisão da distribuição das capacidades que são necessárias”, assegurando, contudo, que Portugal participará “de forma adequada”.

Bruxelas aplaude estatuto de candidato da Ucrânia e Moldova à UE

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Comissária Europeia dos Transportes aplaudiu hoje, em Lyon, a aprovação da Ucrânia e da Moldova como países candidatos a membros da União Europeia. "Parabéns à Ucrânia e à Moldova pelo seu estatuto de candidato à União Europeia. Eles merecem o nosso aplauso", afirmou Adina Valean, que falava na cerimónia de abertura formal do seminário 'Conecting Europe Days', que decorre em Lyon, França.

Ataque russo a centro comercial de Kremenchuk pode ter sido acidental

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Ministério da Defesa britânico admitiu, esta quarta-feira, que o bombardeamento russo que atingiu, na segunda-feira, um centro comercial na cidade ucraniana de Kremenchuk poderá ter sido acidental

“Existe uma possibilidade realista de que o ataque de mísseis ao centro comercial de Kremenchuk, a 27 de junho de 2022, fosse destinado a atingir um alvo próximo em termos de infraestruturas”, afirmaram os serviços de informação britânicos no mais recente relatório sobre a invasão russa da Ucrânia.

NATO fornecerá armas à Ucrânia "durante o tempo que for necessário"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O chanceler alemão, Olaf Scholz, defendeu, esta quarta-feira, que a aliança transatlântica NATO irá continuar a fornecer armas à Ucrânia “durante o tempo que for necessário”.

“É bom que os países aqui reunidos, mas muitos outros também, dêem as suas contribuições para que a Ucrânia se possa defender - fornecendo meios financeiros, ajuda humanitária, mas também fornecendo as armas de que a Ucrânia necessita urgentemente”, disse Scholz, à chegada da cimeira da NATO, em Madrid.

“Continuaremos a fazê-lo - e a fazê-lo intensamente - enquanto for necessário para permitir à Ucrânia defender-se”, acrescentou, citado pelo jornal britânico The Guardian.

Kherson prepara referendo sobre integração na Rússia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As autoridades em Kherson dizem ter começado os preparativos para um referendo sobre a integração na Rússia, de acordo com a agência de notícias estatal russa TASS. A cidade de Kherson foi capturada pelas forças russas em março e agora é administrada por autoridades russas.

Boris Johnson sobre guerra na Ucrânia: "Se Putin fosse uma mulher..."

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

"Se Putin fosse uma mulher, o que obviamente não é, mas se fosse, eu realmente não acho que ele teria embarcado numa guerra maluca e machista ['macho war'] de invasão e violência da forma que fez". A afirmação é de Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, numa entrevista à ZDF, a emissora pública da Alemanha.

Rússia passou de "parceiro estratégico" a "principal ameaça" da NATO

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, afirmou, esta quarta-feira, que a Rússia “será considerada a principal ameaça” da aliança transatlântica NATO. 

Em entrevista à rádio espanhola Cadena Ser, numa altura em que decorre uma cimeira da NATO em Madrid, o governante referiu que “após a invasão russa da Ucrânia, foram implantadas forças na Lituânia, Estónia e o mesmo será feito na Bulgária” e que Espanha “participa em todas as missões da NATO”. 

“Agora as ameaças estão no flanco leste. Há alguns anos, a Rússia era um parceiro estratégico e hoje será considerada a principal ameaça”, afirmou.

 

Ataque russo em Mykolaiv provoca três vítimas mortais

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Pelo menos três pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas num bombardeamento russo em Mykolaiv, segundo adiantou o governador Vitaly Kim. “De manhã, a 29 de junho, os ocupantes russos atacaram Mykolaiv com mísseis. Um dos mísseis atingiu um prédio de apartamentos. Às 8h20 [6h20], cinco pessoas ficaram feridas e três morreram”, escreveu na rede social Telegram.

Reforço das forças de reação rápida "prontas até ao próximo ano"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As forças de reação rápida da NATO, que irão aumentar dos atuais 40 mil para 300 mil, estarão "prontas até ao próximo ano" e serão atribuídas a países do leste da Europa, anunciou hoje o secretário-geral da Aliança.

No que se refere às forças de reação rápida, acho que estarão prontas até ao próximo ano. Iremos tomar a decisão agora, e depois vamos começar a implementação, e depois vão estar disponíveis e prontas no próximo ano, esse é que é o plano", afirmou Jens Stoltenberg.

Vídeo mostra pânico em parque junto à explosão em Kremenchuk

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ataque russo em Krementchuk provocou cerca de 20 mortos e dezenas de feridos e desaparecidos. A Rússia nega ter alvejado uma instalação civil, alegando ter bombardeado um depósito de armas. Num vídeo que circula nas redes sociais, e que mostra a perspectiva de câmaras de vigilância num parque próximo ao centro, pode ver-se duas pessoas deitadas na relva até que, perante o ataque, correm desesperadamente. O homem salta mesmo a cerca do lago, mergulhando.

Veja o vídeo aqui.

"Putin tornou-se um terrorista", acusa o presidente ucraniano

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, descreveu o seu homólogo russo, Vladimir Putin, como um “terrorista” que está a liderar um “Estado terrorista”. Num discurso virtual dirigido ao Conselho de Segurança da ONU, o chefe de Estado ucraniano reiterou que é necessário “agir urgentemente de forma a fazer tudo para que a Rússia pare a matança” e evitar que “a atividade terrorista” se alastre a outros países.

“Putin tornou-se um terrorista. Atos terroristas diários, sem fins de semana. Todos os dias estão a trabalhar como terroristas”, afirmou, citado pela Sky News.

 

O mais rico oligarca russo põe superiate no Dubai a salvo de sanções

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O oligarca mais rico da Federação Russa, já fotografado a jogar hóquei no gelo com Vladimir Putin, entrou na lista dos que transferem - aliás, navegam - os seus ativos valiosos para o Dubai para fugirem às sanções. Vladimir Potanin, que dirige o maior refinador de níquel e produtor de paládio, à escala mundial, pode não ter sido ainda sancionado pelos EUA e pela Europa, uma vez que tais sanções poderiam afetar os mercados de metais e quebrar as cadeias de abastecimento, segundo analistas.

Estados Unidos anunciam sanções contra indústria militar russa

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O governo dos Estados Unidos anunciou hoje sanções económicas contra 70 empresas e 29 pessoas com ligações às Forças Armadas russas, tendo como objetivo reduzir o seu poder militar e os seus esforços na invasão da Ucrânia.

Boris Johnson pede aos aliados da NATO para aumentarem despesas militares

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson vai pedir hoje aos aliados da NATO, durante a cimeira de Madrid, para aumentarem as suas despesas militares em resposta à invasão russa à Ucrânia, revelou o seu gabinete de Downing Street.

Cimeira "transformadora" e "chave" de Madrid com intervenção de Zelensky

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A cimeira da NATO, que decorre em Madrid, com mais de quarenta chefes de Estado e de Governo e um programa condicionado pela guerra na Ucrânia, arrancará com uma intervenção do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Escultura de Jeff Koons angaria cerca de 11,7 milhões para Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A escultura Balloon Monkey (Magenta), do norte-americano Jeff Koons, foi vendida pela Christie's por mais de 10 milhões de libras, dinheiro que será aplicado em ajuda humanitária na Ucrânia, anunciou a leiloeira com sede em Londres.

Zelensky diz que Rússia já disparou mais de 2.800 mísseis contra o país

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, anunciou que o exército russo já disparou um total de 2.811 mísseis contra as cidades ucranianas, desde o início da guerra em 24 de fevereiro. "A partir desta noite, o número total de mísseis russos que atingiram as nossas cidades já é de 2.811. Temos todas as provas do que as tropas russas estão a fazer contra o nosso povo", escreveu o chefe de Estado no serviço de mensagens Telegram.

Para recordar...

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Bom dia!

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Damos início a um novo acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia. Poderá recordar tudo o que aconteceu na terça-feira, no link abaixo:

AO MINUTO: 20 mortos em Kremenchuk; Zelensky quer investigação a ataque

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:48 - 28/06/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório