Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Edição

Polícia alemã trava na fronteira vigilantes de extrema-direita armados

As autoridades apreenderam diversas armas. Os vigilantes queriam impedir a entrada de migrantes na Alemanha.

Polícia alemã trava na fronteira vigilantes de extrema-direita armados

A polícia alemã disse este domingo que travou mais de 50 vigilantes de extrema-direita armados que tentavam patrulhar a fronteira com a Polónia e impedir a entrada de migrantes no país, segundo a CNN.

Os vigilantes respondiam a um apelo do partido de extrema-direita Der Dritte Weg, suspeito de ter ligações a grupos neonazis, para que os seus membros impedissem a entrada ilegal de pessoas no país perto da cidade de Guben, localizada junto à fronteira com a Polónia.

A polícia alemã apreendeu as armas dos vigilantes – uma catana, bastões, uma baioneta e gás pimenta – e ordenou-lhes que abandonassem aquela zona no final de sábado e nas primeiras horas de domingo.

No sábado, dezenas de pessoas participaram numa vigília em Guben para demonstrarem a sua oposição às patrulhas na fronteira convocadas pela extrema-direita.

Este domingo, o ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, afirmou ao jornal Bild que o governo destacou mais 800 polícias para a fronteira com a Polónia para travar o fluxo de migrantes que tentam entrar na União Europeia a partir da Bielorrússia.

Seehofer revelou que este ano já foram registadas 6.162 entradas ilegais na Alemanha a partir da Bielorrússia e da Polónia.

Leia Também: Ministro alemão diz que "é legítimo" proteger fronteiras com muros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório