Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Espanha disponibiliza 47 milhões para projetos em Moçambique

Espanha vai disponibilizar 47 milhões de euros para projetos de desenvolvimento em Moçambique no âmbito do novo acordo-quadro de cooperação entre os dois países até 2024, anunciou hoje a embaixada espanhola em Maputo.

Espanha disponibiliza 47 milhões para projetos em Moçambique
Notícias ao Minuto

16:16 - 18/10/21 por Lusa

Mundo Espanha

"Desses 47 milhões de euros, 15 milhões serão para Cabo Delgado, que se juntam aos 11 milhões de euros em projetos em curso na província", lê-se no comunicado.

Cabo Delgado será a principal província destinatária de projetos e de financiamento, que vão também chegar às restantes regiões do norte, Nampula e Niassa. 

A cooperação espanhola continuará a trabalhar "prioritariamente nas regiões norte e sul do país, áreas históricas de ação, e onde atualmente é implementado 70% do financiamento espanhol, com uma elevada presença de ONG [organizações não-governamentais] e da cooperação bilateral", acrescenta a nota.

Outra parte importante do apoio espanhol, no valor de 11 milhões de euros, será entregues à União Europeia (UE) no âmbito da cooperação delegada pelo reino espanhol na organização.

No âmbito da UE, Espanha apoiará projetos de combate à corrupção e de adaptação às alterações climáticas

Espanha continua a apontar o Centro de Investigação em Saúde da Manhiça (CISM) como um "projeto emblemático", que visa procurar soluções para "as principais doenças transmissíveis que afetam Moçambique e os países em desenvolvimento". 

O novo quadro de associação entre países foi assinado na quinta-feira na sede da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), em Madrid, pela secretária de Estado da Cooperação Internacional de Espanha, Pilar Cancela, e pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Manuel Gonçalves.

A assinatura decorreu a par da sétima reunião da Comissão Mista Hispano-Moçambicana de Cooperação. 

"A ação humanitária da Cooperação Espanhola dará uma importância fundamental ao respeito pelos princípios humanitários e à proteção dos direitos das pessoas afetadas por catástrofes como ciclones e secas", conclui.

A província de Cabo Delgado é rica em gás natural, mas aterrorizada desde 2017 por rebeldes armados, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

O conflito já provocou mais de 3.100 mortes, segundo o projeto de registo de conflitos ACLED, e mais de 817 mil deslocados, segundo as autoridades moçambicanas.

Desde julho, uma ofensiva das tropas governamentais com o apoio do Ruanda a que se juntou depois a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) permitiu aumentar a segurança, recuperando várias zonas onde havia presença de rebeldes, nomeadamente a vila de Mocímboa da Praia, que estava ocupada desde agosto de 2020.

Leia Também: Espanha bate Portugal e é campeã europeia de hóquei em patins feminino

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório