Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Principais cidades de Myanmar 'às escuras' após falha de energia

Uma falha de energia afetou hoje as principais cidades de Myanmar (antiga Birmânia), incluindo Rangum e a capital Naypyidaw, divulgaram as autoridades locais, que indicaram, entretanto, que o fornecimento de eletricidade foi restabelecido em algumas zonas daquele país asiático.

Principais cidades de Myanmar 'às escuras' após falha de energia
Notícias ao Minuto

12:58 - 24/09/21 por Lusa

Mundo Myanmar

A empresa de fornecimento de eletricidade de Rangum (a maior cidade do país) comunicou hoje, às 13:35 locais (08:05 em Lisboa), que aquela região estava a ser afetada por "uma falha temporária de energia".

Cerca de uma hora depois, o fornecimento de eletricidade seria restabelecido, segundo informou a empresa num comunicado, citado pela agência France-Presse (AFP).

A segunda maior cidade do país, Mandalay, e várias áreas remotas do território birmanês também foram afetadas por um "apagão", segundo testemunhos de residentes, também mencionados pela AFP.

Partes de Naypyidaw, a capital administrativa do país, também ficaram sem energia elétrica.

De acordo com os 'media' locais, um responsável pelo departamento de eletricidade de Naypyidaw confirmou que a rede nacional de fornecimento de energia tinha sofrido uma "falha no sistema", mas sem adiantar mais pormenores.

Em julho passado, a empresa de fornecimento de eletricidade de Rangum, apoiada pelo Estado birmanês, advertiu a população da região para a possibilidade de existir um corte da energia elétrica, caso os habitantes continuassem a recusar a pagar as contas de eletricidade, como forma de protesto contra a junta militar que assumiu o poder do país em fevereiro passado.

Myanmar vive num clima de crise desde o golpe de Estado militar de 01 de fevereiro deste ano, que derrubou o Governo liderado por Aung San Suu Kyi.

O exército de Myanmar justificou o golpe de Estado com supostas fraudes eleitorais durante as legislativas de novembro de 2020, cujo resultado deu a vitória à Liga Nacional para a Democracia, força política liderada por Aung San Suu Kyi.

Desde então, Myanmar encontra-se numa situação de caos, com a economia paralisada e palco de manifestações e distúrbios fortemente reprimidos pelas forças militares e pela polícia birmanesa.

Leia Também: ONU alerta para risco de uma escalada da guerra civil em Myanmar

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório