Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Vídeo. Fortes chuvas deixaram rasto de destruição em Huelva

Foram registados, ao todo, mais de 750 incidentes, designadamente em escolas, creches, lojas e habitações.

A paisagem na província de Huelva, no sul de Espanha, junto à fronteira com Portugal, está pintada de castanho depois das fortes chuvas que ontem arrastaram carros, provocaram o corte de estradas e levaram a centenas de inundações em lojas, garagens, escritórios e habitações.

Mais de 630 militares participam na operação de reparação e limpeza dos estragos.

Foram registados, ao todo, mais de 750 incidentes, de acordo com o Serviço de Emergência da Andaluzia, designadamente em Cartaya, Gibraleón, Aljaraque, e Aroche, onde o muro de uma escola desabou. 

Na Isla Cristina, uma escola e um berçário ficaram inundados e em Lepe, duas creches pediram ajuda aos serviços de emergência para retirar a água das suas instalações. Muitos hotéis nas zonas costeiras relataram também problemas.

Ao final do dia de ontem, cinco estradas permaneciam cortadas.

A maior parte destes locais ativou os planos municipais de emergência por conta das fortes chuvas que atingiram toda a província, e Huelva ativou o nível 1 do Plano de Emergência para Riscos de Inundações.

De acordo com o último balanço do presidente da Andaluzia, não há vítimas a registar. 

A população atingida continua a tirar água e a limpar a lama que se infiltrou nas casas, mas também já se faz contas aos danos.

As imagens registadas às primeiras horas da manhã mostram o rasto de destruição deixado pelo temporal.

Leia Também: Vizinha Espanha também a braços com chuva intensa e inundações

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório