Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Nova Iorque acorda coberta de fumo dos incêndios. Veja as imagens

Foi emitido um alerta de qualidade do ar e os grupos de risco foram aconselhados a ficar em casa.

Nova Iorque acorda coberta de fumo dos incêndios. Veja as imagens - Foi emitido um alerta de qualidade do ar e os grupos de risco foram aconselhados a ficar em casa.

Nova Iorque e outras cidades da costa leste dos Estados Unidos acordaram esta terça-feira sob uma névoa cinzenta e um sol vermelho devido ao fumo dos incêndios que continuam a varrer a região oeste do país.

Os serviços de proteção ambiental do Estado de Nova Iorque emitiram um alerta de qualidade do ar, e o Serviço Meteorológico Nacional pediu que os grupos com doenças cardíacas ou pulmonares, bem como idosos e crianças, permanecessem em ambientes fechados.

São esperados níveis de concentração de partículas finas acima de 35 microgramas por metro cúbico.

Os especialistas explicam que não é incomum que a fumaça dos incêndios do oeste chegue a Nova Iorque, mas o que geralmente acontece é que ela permanece alta o suficiente na atmosfera para não afetar a qualidade do ar, o que não acontece desta vez.

Veja, acima, a galeria de imagens que mostram a cidade coberta por uma nuvem de fumo.

Vários incêndios de grandes dimensões devastaram o oeste dos Estados Unidos nos últimos dias - especialmente na Califórnia, Nevada e Oregon, onde um dos maiores fogos da história moderna daquele estado já queimou mais de 1.210 quilómetros quadrados, uma área equivalente à de toda a Los Angeles.

Há mais de 70 incêndios ativos e as chamas já consumiram quase 4.297 quilómetros quadrados nos EUA, disse o National Interagency Fire Center. 

Segundo o Serviço Florestal dos EUA, só no noroeste do Pacífico, estão ativos pelo menos 16 grandes incêndios.

Os meteorologistas preveem que o estado do tempo se mantenha extremamente propício a incêndios, avançando com a possibilidade de se registarem trovoadas secas na Califórnia e no sul do Oregon. 

Milhares de pessoas foram obrigados a abandonar as residências, incluindo cerca de 2.000 que vivem num terreno acidentado entre lagos e refúgios de vida selvagem, e o fogo queimou pelo menos 67 casas e 100 edifícios anexos, e ameaça destruir muitos mais. 

Leia Também: Incêndios varrem oeste dos EUA e empresa de energia é responsabilizada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório