Meteorologia

  • 22 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Brasil. Jovem invade creche e mata três crianças e dois adultos

Jovem de 18 anos de idade entrou numa creche do estado de Santa Catarina munido com arma branca. Fez, pelo menos, cinco vítimas mortais.

Brasil. Jovem invade creche e mata três crianças e dois adultos

Pelo menos três crianças e dois adultos morreram, esta terça-feira, numa creche do município de Saudades, na zona oeste do estado brasileiro de Santa Catarina, depois de um jovem de 18 anos de idade ter invadido uma sala de aula munido de arma branca.

Segundo descreve o Estadão, o atacante, identificado como Fabiano Kipper Mai, matou três crianças com idades entre os 6 meses e os dois anos, uma professora e uma funcionária.

O ataque ocorreu por volta das 10h00, na creche Pró-Infância Aquarela. Fabiano Kipper Mai atacou uma professora, de 30 anos de idade, mas esta conseguiu fugir para uma sala onde estavam crianças e outra funcionária. 

Segundo as autoridades, foi nessa sala que o jovem causou morte imediata a duas meninas e à professora. Uma outra criança e a funcionária morreram mais tarde, no hospital.

O atacante desferiu golpes contra ele próprio, com a arma branca, e foi hospitalizado em estado crítico.

A professora já foi identificada como Keli Adriane Aniecevski, que trabalhava naquela escola, que recebe crianças dos 6 meses aos 2 anos de idade, há cerca de 10 anos.

As outras vítimas mortais ainda não foram identificadas.

A Polícia indicou que o jovem de 18 anos, que foi vítima de 'bullying', não tinha antecedentes criminais, nem frequentou a creche atacada.

"Qualquer informação agora é muito preliminar. Nós estamos a recolher todas as informações para tentar levantar qual foi a motivação do crime", afirmou à imprensa o delegado regional da Polícia Civil em Chapecó, Ricardo Casagrande, que acompanha as investigações.

Uma professora da escola, que não estava na unidade no momento do ataque, mas que vive perto, disse que ouviu os pedidos de socorro e chamou a polícia.

Segundo relatos, funcionárias da creche esconderam os bebés dentro do fraldário quando ouviram os gritos e viram o agressor a passar pelos corredores.

"Chegamos lá, uma cena de terror. Consegui entrar na escola. Tinha um 'cara' [homem] deitado no chão, mas ainda vivo, uma professora morta, uma criança morta também. A sala estava fechada, não deixaram a gente entrar", detalhou à imprensa a secretária municipal de Educação, Gisela Hermann.

A governadora em exercício do estado de Santa Catarina, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias devido ao ataque.

"Decreto luto oficial de três dias no estado após a tragédia em Saudades, onde morreram crianças e professoras de um centro de educação infantil. Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o governo dê todo o amparo necessário às famílias", escreveu a governadora na rede social Twitter.

Saudades é um pequeno município do extremo oeste de Santa Catarina, com cerca de 10 mil habitantes.

Leia Também: Um quarto dos boletins dos emigrantes devolvido por morada errada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório