Meteorologia

  • 06 MAIO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Afroamericana de 16 anos alvejada fatalmente por polícia no Ohio

Incidente aconteceu minutos antes de Derek Chauvin ter sido considerado culpado do homicídio de George Floyd.

Afroamericana de 16 anos alvejada fatalmente por polícia no Ohio

A polícia de Columbus disparou fatalmente contra uma adolescente de 16 anos, que terá ameaçado duas pessoas com uma faca, esta terça-feira. O momento ficou registado em imagens de bodycam do agente que disparou os tiros. O incidente aconteceu poucos minutos antes da leitura do veredicto do homicídio de George Floyd.

Os agentes da Divisão de Polícia de Columbus divulgaram prontamente um segmento das filmagens, poucas horas após o tiroteio, que aconteceu num bairro de Ohio. A decisão de divulgar o vídeo está relacionada com o protocolo criado pelas autoridades, numa altura em que esta força enfrenta um grande escrutínio por parte do público, escreve a AFP.

A polícia terá sido chamada ao local por uma das vítimas que alertou as autoridades para o facto de estarem a ser ameaçadas. Os dez primeiros segundos do vídeo mostram o momento em que os agentes, após chegarem ao local, saem do carro. Os disparos são ouvidos quando se vê a jovem a aproximar de outra jovem e de uma mulher, com uma faca na mão.

As imagens foram transmitidas numa conferência de imprensa protagonizada pela polícia. Alertamos que o vídeo que pode ver, em seguida, poderá ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis.

Nas imagens pode ouvir-se um homem a dirigir-se ao agente dizendo que não era necessário alvejá-la, visto que se trata de uma criança. O polícia defende-se dizendo que esta estava armada.

A jovem, identificada pela comunidade local como Ma'khia Bryant, foi transportada para o hospital, onde o seu óbito acabou por ser declarado.

O incidente aconteceu cerca de 25 minutos antes de ter sido tornado público o veredicto final sobre a morte de George Floyd. Recorde-se que o agente Derek Chauvin foi considerado, de forma unânime, culpado pela morte do afroamericano, no ano passado.

Após o incidente, muitos saíram à rua para protestar contra a forma de atuação da polícia. Nas redes sociais, são já várias as publicações revelando a identidade do polícia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório