Meteorologia

  • 07 MAIO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 24º

Edição

Imagem viral mostra a importância de uma paternidade igualitária

Fotografia deu azo a discussões sobre o assunto.

Imagem viral mostra a importância de uma paternidade igualitária

A imagem de um pai a dormir nas urgências pediátricas de um hospital no Missouri, nos EUA, tornou-se viral, e é um alerta para a importância do papel do pai na vida dos filhos.

A imagem foi inicialmente partilhada pela esposa do homem, Sara Duncan. A mulher conta que depois de o marido chegar a casa, avisou-o de que iria ao hospital com a filha, porque ela estava com pieira.

"Ele é o tipo de homem que quer estar sempre ao nosso lado", conta Sara, referindo que o homem se disponibilizou a acompanhá-la apesar de ter acabado de sair de um turno de 12 horas e de, em poucas horas, ter de regressar ao trabalho.

A família deslocou-se toda ao hospital e apesar de terem tido alta poucas horas depois, foi o tempo suficiente para Joe ter adormecido no chão. Uma imagem que Sara fez questão em partilhar.

"O casamento e paternidade não é 50/50. Há dias em que o é. Outros dias é 60/40, 70/30, ou mesmo 80/20. Temos que estar dispostos a dar o nosso melhor,  independentemente do quão o teu parceiro precisa de ti naquele dia. Isto é o amor. Isto é o que é ser marido. Isto é o que é ser pai", escreve.

“Ser pai é muito difícil. Não consigo imaginar fazê-lo sem ele. Sinto admiração pelas mães solteiras. Tenho um marido que cozinha, limpa, troca fraldas e dá banhos, e ainda assim sinto-me exausta", refere Sara, citada pelo The Independent, afirmando que é muito grata pelo marido que tem "e que não quereria assumir este papel [de mãe] sem ele".

A sua publicação foi comentada no programa Good Morning America, onde a psiquiatra Alexandra Sacks falou sobre a importância da divisão de tarefas e de tanto pai como mãe estarem envolvidos em todos os aspetos da vida dos seus filhos.

"Vejo frequentemente que as mães e os seus parceiros valorizam papéis e responsabilidades parentais partilhadas, mas muitas vezes as tarefas domésticas do dia-a-dia e o trabalho a que chamamos 'trabalho emocional', o trabalho invisível de cuidar, ainda cai desproporcionadamente sobre as mulheres", disse, considerando que "é importante que continuemos a falar sobre isto no local de trabalho e na vida doméstica caso queiramos que a nossa cultura continue a avançar".

Recorde-se que a Forbes indicou, em outubro, que o fosso entre os géneros aumentou durante a pandemia, e a mudança foi particularmente severa entre os pais. Concluiu-se, aliás, que os pais têm uma perceção bastante diferente da das mulheres no que diz respeito à forma como ajudam na educação dos filhos.

Publicações como a de Sara são importantes para que os homens percebam a importância que têm em ajudar e, essencialmente, que não tenham vergonha em assumir esse papel mais ativo na vida familiar e na forma como podem ajudar com as diversas atividades domésticas, ajudando a pôr fim à ideia de que as mulheres é que são responsáveis por estas questões.

Leia Também: DGS lança projeto para promover paternidade mais envolvida e cuidadora

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório