Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

AO MINUTO: Funcionário da OMS acusado de mentir. Rt acima de 1 há 8 dias

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO:  Funcionário da OMS acusado de mentir. Rt acima de 1 há 8 dias

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 694 casos de infeção pelo novo coronavírus e cinco mortes atribuídas à Covid-19, a par de um ligeiro aumento nos internamentos em cuidados intensivos. Contas feitas, Portugal totaliza agora, e desde o início da pandemia, 826.327 casos de Covid-19, 16.904 óbitos e 783.523 recuperados.

As autoridades de saúde portuguesas decidiram ontem, que a vacina da AstraZeneca só será administrada em Portugal a pessoas com mais de 60 anos. Esta decisão implica que o processo de inoculação dos professores sofra um atraso de uma semana. Esta quinta-feira ficou ainda marcada pelo primeiro caso de uma morte após a vacinação contra a Covid-19 em Portugal. Trata-se de uma mulher, de 61 anos, portadora de doença cardíaca, que morreu depois de ter sido vacinada contra a Covid-19, revelou a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), remetendo informações para após o resultado da autópsia.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Boa noite, chega ao fim este registo, mas pode continuar a acompanhar-nos na manhã de sábado. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

 SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h57 - Justiça italiana acusa alto funcionário da OMS de mentir sobre relatório. Procuradores italianos acusaram hoje um alto funcionário da Organização Mundial da Saúde (OMS) de prestar falsas declarações num interrogatório sobre um relatório daquele organismo que avaliou a resposta à pandemia de Covid-19 em Itália. Segundo os procuradores em Bérgamo, Itália, o antigo diretor-geral adjunto da OMS, Ranieri Guerra, está sob investigação por alegadamente ter proferido falsas declarações aos procuradores, após o próprio se ter voluntariado para interrogatório em novembro.

23h17 - Organizador de festival Dancefloor quer fazer "evento teste" em Braga. O organizador do festival de música eletrónica Dancefloor, Tiago Martins, considera que a edição de 2021 tem "tudo para arrancar", mas precisa de regras concretas por parte da Direção-Geral de Saúde e disponibiliza-se a ser "um evento teste". É um festival de música eletrónica que desde há dois anos se realiza em Braga, antes disso realizava-se em Leiria, e que reúne anualmente 20 mil pessoas. 

22h47 - Brasil com mais 93.317 casos e 3.693 mortes nas últimas 24 horas. Foram registados 348.718 óbitos e mais de 13,3 infeções desde o início da pandemia. A taxa de incidência da doença no país é agora de 166 mortes e 6.364 casos por 100 mil habitantes.

21h32 - França aproxima-se dos cinco milhões de casos positivos. França registou hoje 41.243 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando assim o número total de casos desde o início da pandemia para 4.980.501 segundo divulgaram as autoridades gaulesas. Desde quinta-feira morreram 330 pessoas devido ao vírus, perfazendo 98.367 óbitos no total. Cerca de 26 mil pessoas que morreram devido à covid-19 até agora em França viviam em lares para a terceira idade.

21h04 - África do Sul anuncia campanha de vacinação em massa. A África do Sul anunciou hoje o lançamento de uma campanha de vacinação em massa contra a covid-19, pretendendo inocular mais de 40 milhões de pessoas até fevereiro de 2022.

20h43 - Guiné-Bissau regista mais 11 novos casos. Segundo os dados, na quinta-feira, foram registados mais 11 casos para um total acumulado de 3.675. O Alto Comissariado para a Covid-19 indica também que mais sete pessoas foram dadas como recuperadas da doença para um total acumulado de 3.049 e que há 554 casos ativos no país. Nove pessoas estão internadas, segundo o boletim diário. A covid-19 já provocou 66 vítimas mortais no país.

20h34 - Angola com 134 novos casos nas últimas 24 horas. Angola registou 134 novos casos de infeção, 32 recuperações e nenhuma morte nas últimas 24 horas, números que elevam as estatísticas para 23.242 infeções, 549 óbitos e 21.589 recuperados, informou hoje o secretário de Estado para a Saúde Pública.

20h22 - Madeira reporta 14 novos casos e 41 doentes recuperados. A Madeira registou 14 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 e 41 doentes recuperados nas últimas 24 horas, no dia em que estão notificadas 310 situações ativas, revelou hoje a Direção Regional de Saúde (DRS). A autoridade regional de saúde acrescenta que, destes novos casos, 14 são transmissão local, na sua maioria associados a contactos de casos positivos.

20h12 - Quase 60 utentes sem sintomas com autoteste positivo numa semana. Quase 60 utentes sem sintomas de covid-19 comunicaram numa semana ao serviço SNS 24 o resultado de autoteste positivo, segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) avançados hoje à agência Lusa. Os testes rápidos de antigénio começaram a chegar às farmácias e parafarmácias no dia 02 de abril, permitindo à população fazer o autoteste à covid-19, na sequência de um regime excecional aprovado pelo Governo.

20h02 - Entrega de vacinas Johnson & Johnson nos EUA diminuirá drasticamente. As entregas nos EUA da vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson vão diminuir drasticamente na próxima semana, por dificuldades de produção, anunciaram hoje as autoridades de saúde norte-americanas. A agência de controlo de medicamentos norte-americana anunciou ainda que a capacidade de produção nos EUA desta vacina fica dependente de a empresa farmacêutica ser autorizada a operar numa fábrica que passou por grandes problemas de produção.

19h46 - Bruxelas escolhe farmacêutica para produzir 1,8 mil milhões de vacinas. A Comissão Europeia vai convidar uma farmacêutica com vacina de Covid-19 assente na tecnologia do ARN mensageiro para produzir 1,8 mil milhões de doses contra as novas variantes do vírus, disse hoje fonte oficial à agência Lusa. O objetivo é que "a UE esteja preparada para as novas etapas da pandemia", dado o surgimento de novas variantes do vírus (como as mutações detetadas no Reino Unido, no Brasil e na África do Sul), apontou a mesma fonte.

18h33 - AstraZeneca atrasa entrega de metade das vacinas na União Europeia. A farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca vai atrasar a entrega de metade das vacinas contra a covid-19 programadas para esta semana na União Europeia (UE), anunciou hoje um porta-voz do grupo. A vacina da AstraZeneca tem estado no centro de uma polémica, depois de ter sido conhecido um parecer da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que concluiu existir uma "possível relação" entre a administração do fármaco e a formação de "casos muito raros" de coágulos sanguíneos, mas que insistiu nos benefícios do fármaco.

18h07 - Mais de 290 mil testes a funcionários de lares evitaram 870 surtos. Mais de 290 mil testes à Covid-19 feitos a funcionários de lares de idosos terão evitado mais de 870 surtos da doença, disse hoje, em Vila Nova de Gaia, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

17h40 - Itália reporta 718 óbitos e mais de 18 mil casos. A Proteção Civil italiana notificou esta sexta-feira o registo de mais 18.938 novos casos de infeção por novo coronavírus, uma subida em relação ao dia anterior (17.221). As autoridades notificam ainda mais 460 óbitos referentes às últimas 24 horas, num total de 718 mortes reportadas hoje após recálculo de 258 óbitos anteriores atribuídos à Sicília. As autoridades esclarecem, ainda, que a taxa de positividade passou de 4,03% para 5,2%, ou seja, por cada 100 testes realizados, mais de cinco são positivos.

17h26 - Mulher que tossiu em cima de doente com cancro condenada a prisão nos EUA. A mulher foi condenada a uma pena de prisão de 30 dias. Juiz decidiu ainda, na quinta-feira, que Debra Hunter tem de pagar uma multa de 500 euros, seis meses de liberdade condicional, fazer uma avaliação psicológica e controlo de raiva. Foi também condenada a pagar os custos de testagem à Covid-19 da vítima.

17h18 - Espanha reporta 10.875 casos de Covid-19 e 149 óbitos nas últimas 24h. O Ministério da Saúde espanhol anuncia esta sexta-feira um acréscimo de 10.875 casos de contágio e de 149 óbitos ao balanço total, contabilizando agora 3.347.512 casos de pessoas com diagnóstico positivo e 76.328 mortes desde o início da pandemia no país. A autoridade de Saúde refere, ainda, que a incidência acumulada subiu 7,57 pontos para 182 casos por cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

17h14 - Reino Unido regista mais 60 mortes e mantém Rt em 0,9.  O Reino Unido registou 60 mortes e 3.150 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, divulgou hoje o Governo britânico, que manteve o índice de transmissibilidade efetivo (Rt) em 0,9. Segundo a atualização semanal após avaliação dos cientistas, o índice manteve-se no intervalo entre 0,8 e 1, o que significa que, em média, cada 10 pessoas infetadas vão infetar entre oito e 10 outras pessoas. No total, morreram no Reino Unido 127.040 pessoas entre 4.365.461 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia covid-19.

16h44 - Espanha dá passo atrás e retira obrigação do uso de máscara na praia. Mas há regras a cumprir, nomeadamente o cumprimento do distanciamento. A máscara mantém-se obrigatória, porém, durante caminhadas no areal. Depois de alguma polémica, as autoridades de saúde clarificaram as regras, explicando que os veraneantes poderão remover a máscara na praia, enquanto apanham sol. Porém, esta medida só é válida se a pessoa se mantiver a uma distância de 1,5 metros. 

16h31 - Alentejo é única região do país com Rt inferior a 1. Alentejo é a única região do país que apresenta um índice médio de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 abaixo de 1, o que sugere um aumento da incidência da covid-19, anunciou hoje o INSA. De acordo com os dados hoje divulgados, o Rt nacional encontra-se acima de 1 há oito dias, tendo variado entre 1,01 e 1,03.

16h12 - Moçambique com mais um óbito e 40 novos casos. Moçambique registou mais um óbito devido ao novo coronavírus e 40 novos casos positivos de infeção nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde. A vítima de 59 anos morreu hoje durante o seu internamento numa unidade de saúde, segundo o ministério num boletim de atualização de dados sobre a Covid-19.

16h10 - Ordem dos Médicos pede que se mantenha a confiança nas vacinas. A Ordem dos Médicos apelou hoje aos cidadãos para que mantenham "a confiança na eficácia e segurança das vacinas" contra a covid-19 e pediu que se clarifique "com rigor" a situação de quem aguarda a segunda dose. A entidade representativa da profissão sublinhou que adesão da população ao Plano Nacional de Vacinação "é essencial" para se conseguir vencer o vírus SARS-CoV-2.  

16h08 - Ministra diz que só na 5.ª-feira foram realizados mais de 72 mil testes. A ministra da Saúde afirmou hoje que a testagem à covid-19 está em "valores semelhantes" aos de janeiro, no pico da terceira vaga da pandemia, tendo-se realizado só na quinta-feira mais de 72 mil testes. Marta Temido frisou que conseguiram "num só dia" ultrapassar os 77 mil testes, recordando que o maior número de testes foi realizado no dia 22 de janeiro, quando Portugal estava "no pico da terceira vaga".

15h37 - OMS desaconselha acordos bilaterais para adquirir vacinas. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde desaconselhou hoje a realização de acordos bilaterais para aquisição de vacinas anti-covid-19, considerando que isso leva a desigualdade na distribuição e a um "nacionalismo das vacinas". A crítica foi secundada pelo presidente executivo da Aliança das Vacinas (Gavi), o epidemiologista Seth Berkley, também presente na conferência.

15h35 - OMS diz que falhou objetivo de iniciar vacinação a nível global até abril. O objetivo de iniciar a vacinação em todos os países do mundo nos primeiros 100 dias deste ano fracassou, já que 14 deles ainda não começaram a campanha, disse hoje o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) adiantou que a vacinação anti-Covid-19 já começou em 194 países, mais quatro do que o balanço feito na última conferência da entidade, em 06 de abril, e outros 12 vão começar a administrar as vacinas "em breve", assim que chegarem as doses de que precisam

15h34 - Bolsonaro critica juiz que ordenou investigação sobre gestão da pandemia. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, criticou hoje um juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) que deferiu um pedido liminar e ordenou a abertura de uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI) sobre as ações do Governo na pandemia de Covid-19. A decisão de abrir a investigação no Senado, câmara alta do Congresso brasileiro, foi proferida pelo juiz do STF Luís Roberto Barroso em resposta a um pedido feito por senadores que fazem oposição ao Governo.

15h33 - Só 0,18% de vacinados com AstraZeneca em Espanha com efeitos secundários. Um relatório da Agência Espanhola de Medicamentos indica que apenas 0,18% dos vacinados no país com o fármaco da AstraZeneca, 1.792 em 985.528 pessoas, referiram ter sofrido qualquer tipo de efeitos adversos, como febre, dores de cabeça e dores musculares.

15h28 - Governo quer testar trabalhadores em campanhas agrícolas pelo país. A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, disse hoje que o Governo pretende "replicar" a testagem massiva dos trabalhadores à covid-19, em curso em Odemira, "noutras regiões" do país nas diversas campanhas agrícolas, "incluindo a vindima".

15h27 - Conselho da UE aprova 121,5 milhões adicionais para medidas urgentes. O Conselho da União Europeia, atualmente sob presidência portuguesa, aprovou hoje um financiamento adicional de 121,5 milhões de euros, a partir do orçamento comunitário, para "fazer face a necessidades urgentes relacionadas com a pandemia da Covid-19". Os fundos, provenientes da Reserva para a Solidariedade e Ajuda de Emergência, financiarão ações como o trabalho preparatório em curso para a implementação dos "certificados verdes digitais", o reforço das capacidades dos Estados-membros para detetar e monitorizar novas variantes do vírus, incluindo em águas residuais, e o desenvolvimento da plataforma de intercâmbio de formulários de localização de passageiros.

15h11 - Fenprof adia "ação nacional de luta" devido à vacinação dos professores. A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou hoje o adiamento, para 24 de abril, da "ação nacional de luta" inicialmente prevista para dia 17, em Lisboa, devido à alteração do calendário de vacinação contra a Covid-19. No mesmo comunicado, a Fenprof acrescentou que durante a iniciativa serão anunciadas "outras ações futuras, caso não sejam abertos os processos negociais".

15h03 - Covid-19. UE já administrou mais de 81 milhões de doses de vacinas. Um total de 81,5 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 foram já administradas na União Europeia (UE), de um universo de mais de 108 milhões de doses distribuídas aos países, anunciou esta sexta-feira a Comissão Europeia.

15h00 - Boa tarde, iniciamos aqui um novo registo de acompanhamento da pandemia. Pode recordar o anterior aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Internamentos em UCI sobem; 2 milhões de vacinas administradas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório