Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Conselho da UE com bandeira a meia-haste em homenagem a diplomata morto

O Conselho da União Europeia (UE) colocou hoje a bandeira europeia a meia-haste para homenagear o embaixador italiano Luca Attanasio e o soldado Vittorio Iacovacci, ambos mortos num ataque armado contra um comboio humanitário na República Democrática do Congo.

Conselho da UE com bandeira a meia-haste em homenagem a diplomata morto

"Colocámos hoje a bandeira da UE a meia-haste para prestar homenagem ao embaixador italiano Luca Attanasio e ao soldado Vittorio Iacovacci, mortos ontem [segunda-feira] num ataque em Goma, República Democrática do Congo", escreveu o Conselho numa publicação nas redes sociais, após o ato simbólico.

Na mensagem, o Conselho da UE (estrutura onde estão representados os Estados-membros) apresenta as suas "mais sinceras condolências às suas famílias e amigos" das vítimas.

O embaixador italiano em Kinshasa, Luca Attanasio, foi morto a tiro num ataque armado a um comboio do Programa Alimentar Mundial, durante uma visita perto de Goma, no leste da República Democrática do Congo, segundo fontes diplomáticas.

Luca Attanasio, que desempenhava as funções de embaixador na República Democrática do Congo desde início de 2018, foi baleado no abdómen e transportado em estado crítico para um hospital em Goma.

O ataque ao comboio teve lugar a norte de Goma, a capital da província do Kivu Norte, que tem sido flagelada pela violência de grupos armados há mais de 25 anos.

Esta região, que acolhe o Parque Nacional da Virunga, uma joia natural, turística e em perigo de extinção, é também o cenário de conflito no Kivu Norte, onde dezenas de grupos armados lutam pelo controlo da riqueza do solo e subsolo.

Criado em 1925, o Parque Nacional de Virunga é Património Mundial da UNESCO. Estende-se por 7.769 km2, desde Goma até ao território de Beni, entre montanhas e florestas.

O parque é guardado por 689 guardas-florestais armados, dos quais pelo menos 200 foram mortos no cumprimento do seu dever, segundo os funcionários do parque.

Na segunda-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, condenou veementemente o ataque armado contra um comboio humanitário na República Democrática do Congo, em que morreu o embaixador italiano naquele país, qualificando-o como "um ataque cobarde".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório