Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Pelo menos nove mortos em ataques distintos no Afeganistão

Pelo menos nove pessoas, incluindo vários funcionários governamentais, morreram hoje numa série de ataques perpetrados no Afeganistão, em particular na capital do país, Cabul, informaram as autoridades locais.

Pelo menos nove mortos em ataques distintos no Afeganistão
Notícias ao Minuto

13:54 - 09/02/21 por Lusa

Mundo Ataque

Os ataques, que até ao momento não foram reivindicados, mataram cinco funcionários governamentais e quatro elementos das forças policiais, segundo precisaram as mesmas fontes.

Um dos ataques perpetrados em Cabul foi conduzido por vários homens armados que abriram fogo num bairro da capital afegã, identificado como Bagh-e Daud, e que mataram quatro funcionários do Ministério para o Desenvolvimento Rural, segundo relatou o porta-voz da polícia local, Ferdaws Faramarz.

Algumas horas depois do ataque, a Presidência afegã indicou, através de um comunicado, que o alvo da ação armada era Reyaz Ahmad Khalil, o diretor em funções para a área do desenvolvimento rural da província de Maidan Wardak (situada junto a Cabul).

Reyaz Ahmad Khalil está entre as vítimas mortais do atentado.

O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, já condenou de forma veemente o ataque, tendo acusado os talibãs de estarem a empatar as conversações de paz, iniciadas em 2020, com uma nova escalada de violência.

"Mostraram que não acreditam na paz", declarou Ashraf Ghani.

Em outra zona de Cabul, num outro ataque, uma bomba colocada num carro explodiu e matou um outro funcionário governamental, segundo informou o porta-voz da polícia da capital afegã.

Posteriormente, o Ministério dos Negócios Estrangeiros afegão precisou que o veículo que explodiu no bairro de Macrorayan era propriedade daquele ministério e que a vítima mortal era um motorista que trabalhava para aquela tutela.

Também hoje, num ataque ocorrido numa estrada do distrito de Zenda Jan, na província de Herat (oeste do Afeganistão), quatro polícias morreram e um outro ficou ferido quando o veículo em que viajavam foi atingido por um engenho explosivo, de acordo com o governador da província, Wahid Qatali, citado pelas agências internacionais.

Entretanto, o Ministério da Defesa afegão informou que pelo menos 21 talibãs, incluindo três importantes elementos do grupo insurgente, foram mortos numa operação especial conduzida pelas forças de segurança afegãs na província de Faryab (norte).

Na mesma nota informativa, o ministério acrescentou que outros 18 combatentes talibãs sofreram ferimentos na mesma operação.

Os talibãs não comentaram, até ao momento, as informações veiculadas pelo Ministério da Defesa afegão.

A violência no Afeganistão tem vindo a aumentar de forma significativa, num momento em que as conversações de paz entre os talibãs e os representantes do Governo afegão, iniciadas em setembro em Doha, no Qatar, estão paralisadas.

A porta-voz do Ministério para a Paz, Najia Anwari, indicou hoje, sem dar muitos pormenores, que vários membros da equipa afegã envolvida nas conversações de paz regressou temporariamente do Qatar devido a questões pessoais.

O autoproclamado Estado Islâmico (EI) também tem vindo a aumentar os ataques realizados em solo afegão, em especial em Cabul.

Recentemente, o grupo extremista reivindicou a autoria de um atentado bombista que visou a minoria religiosa sikh na capital afegã e que fez duas vítimas mortais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório