Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 6º MÁX 18º

Edição

Colômbia arranca processo de vacinação em 20 de fevereiro

O governo colombiano vai começar a vacinação contra a Covid-19 no próximo dia 20 de fevereiro com as mais de 300 mil vacinas que espera receber até meados deste mês, revelaram fontes oficiais.

Colômbia arranca processo de vacinação em 20 de fevereiro

As primeiras vacinas a serem administradas no país abrangem 117 mil doses do fármaco desenvolvido pela Pfizer-BioNtech e mais cerca de 200 mil do laboratório chinês Sinovac, adiantou o ministro da Saúde colombiano, Fernando Ruiz, numa entrevista conjunta com o Presidente da Colômbia, Ivan Duque, para apresentar os detalhes do "Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19".

O Governo aguarda que a Organização Mundial da Saúde (OMS) autorize a comercialização da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e Universidade de Oxford, para a começar a receber.

"Não nos teríamos comprometido com uma data se não tivéssemos a certeza da chegada das vacinas ao país", referiu Ivan Duque na entrevista, citada pela Efe, destacando que o dia 20 de fevereiro marcará início da vacinação em massa da população.

Antes dessa data começarão a chegar ao país as vacinas adquiridas através do mecanismo Covax e de negociações bilaterais com empresas farmacêuticas.

A meta do Governo colombiano é vacinar 35,2 milhões de pessoas durante o ano de 2021, o equivalente a 70% da população do país, procurando alcançar a imunidade de grupo.

Para tal, foram adquiridas 61,5 milhões de vacinas aos diversos laboratórios, das quais cerca de 20 milhões chegarão através do Covax.

A nível bilateral, o Governo negociou a compra de mais 10 milhões de vacinas com a Pfizer e igual número com a AstraZeneca e a Moderna -- que têm em comum o facto de todas necessitarem de duas doses.

A Colômbia adquiriu ainda outros nove milhões de vacina à Jansen (que exige uma única dose por pessoa) e 2,5 milhões à Sinovac.

Na entrevista, o ministro da Saúde deixou em aberto a possibilidade de aquisição de mais doses para fazer face a eventuais perdas provocadas por manuseamento incorreto, problemas de transporte ou de armazenamento, entre outros.

"Vamos continuar a fazer aquisições", referiu, adiantando haver também contactos com a Rússia para a compra da vacina Sputnik V.

O Presidente da Colômbia manifestou, por outro lado, a sua preocupação com o facto de muitos colombianos se recusarem a receber a vacina, o que atribuiu a campanhas de desinformação.

Até agora a Colômbia registou mais de 2,1 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus e 54.576 mortos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Task Force já tem novo coordenador; Há três novas estirpes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório