Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Declamação de jovem na posse de Biden foi dos momentos mais partilhados

Os Estados Unidos têm um novo presidente desde quarta-feira, mas também uma nova estrela literária, pois a intervenção da poetisa Amanda Gorman tornou-se um dos momentos mais comentados da tomada de posse ao evocar imagens terríveis e triunfantes.

Notícias ao Minuto

11:28 - 21/01/21 por Lusa

Mundo Amanda Gorman

Durante a tomada de posse de Joe Biden como presidente dos EUA, Amanda Gorman clamou ao mundo: 'mesmo enquanto sofríamos, nós crescemos'.

Gorman, de 22 anos, abordou um pouco de tudo, desde escrituras bíblicas, a 'Hamilton' (o musical sobre um dos fundadores dos EUA e primeiro secretário do Tesouro) e ainda a oratória de John F. Kennedy e de Martin Luther King Jr.

Com urgência e assertividade, a declamação começou com a pergunta: 'Onde podemos encontrar a luz/Nesta sombra sem fim?'.

A resposta foi dada com a sua própria poesia e história de vida, tal como sugeria o título do poema 'The Hill We Climb' [A montanha que transpomos].

A prestação extraordinária de Gorman, teve eco logo após ter terminado o seu poema, ajudando, por exemplo, a inspirar a nova vice-presidente Kamala Harris a criar a 'hashtag' na rede social Twitter '#BlackGirlMagic'.

A jovem poetisa recebeu também elogios do ex-presidente Barack Obama e da ex-primeira-dama Michelle Obama, entre outros.

Gorman é por larga margem a mais jovem poetisa a ler numa tomada de posse presidencial, desde que Kennedy convidou Robert Frost em 1961, tendo-se seguido Maya Angelou e Elizabeth Alexander.

Atenta ao passado, Gorman usava brincos e um anel de 'pássaro engaiolado', num tributo ao clássico livro de memórias de Angelou 'I Know Why the Caged Bird Sings' [Eu sei porque é que os pássaros em gaiolas cantam], que foi oferecida a ela por Oprah Winfrey, que era uma amiga próxima da escritora já falecida.

Oprah 'twittou': "Nunca estive tão orgulhosa de ver outra jovem erguer-se! Brava Brava! Maya Angelou está a torcer e eu também".

Gorman foi também elogiada pelo dramaturgo de 'Hamilton',  Lin-Manuel Miranda, que escreveu na mesma rede social: "SIM @TheAmandaGorman !!!".

Entre as inspirações em 'Hamilton' no seu poema, destacava-se: "A história tem seus olhos em nós", uma variação da canção 'Hamilton' "A história tem seus olhos em você".

A nascida e residente em Los Angeles, primeira poetisa agraciada com o 'National Youth Poet Laureate' tinha revelado à agência AP que tinha como objetivo combinar uma mensagem de esperança sem ignorar "a evidência da discórdia e divisão".

A carreira de Gorman está apenas no início. A editora Penguin Young Readers anunciou na quarta-feira que 'The Hill We Climb' será publicado numa edição especial esta primavera. Dois outros livros serão lançados em setembro, a ilustração 'Change Sings' e um volume do seu poema inaugural e outras obras.

Apesar de muitas vezes estes atos serem esquecidos rapidamente, o livro 'On the Pulse Of the Morning', de Angelou, lido na posse do presidente Clinton em 1993, vendeu mais de um milhão de cópias.

Ao final da tarde de quarta-feira, 'Change Sings' estava em primeiro lugar na lista de 'bestsellers' do portal Amazon.

Nas redes sociais, os 206 mil seguidores no Instagram e 121,3 mil no Twitter transformaram-se no final da tomada de posse em 1,3 milhões e 738 mil, respetivamente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório