Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Bolsonaro mergulhou de máscara para não "pegar Covid nos peixinhos"

Afirmação surge após mergulho polémico no início do ano.

Jair Bolsonaro continua a não seguir as regras de combate à pandemia do novo coronavírus e na sexta-feira, dia 1 de janeiro, decidiu nadar no mar e juntar-se a outras pessoas que estavam na água.

Após a polémica sobre a sua atitude, o presidente brasileiro tentou acalmar os ânimos recorrendo mais uma vez à ironia e desvalorizando o perigo do novo coronavírus.

No início desta semana, e em conversa com um grupo de apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro garantiu que usou máscara no mar, "para não pegar Covid nos peixinhos".

“Sabia que o tio estava na praia nadando de máscara? Mergulhei de máscara também, para não pegar Covid nos peixinhos”, afirmou.

O momento da polémica aconteceu na Praia Grande, no estado de São Paulo. O presidente do Brasil passeava de lancha quando decidiu mergulhar no mar e confraternizar com outros banhistas. A atitude não gerou consenso com muitos a considerar que o chefe de Estado mostrou mais uma vez que não cumpre as regras de segurança contra a Covid-19.

Várias têm sido, aliás, as provas de que Bolsonaro não acredita no perigo da pandemia. Além de se recusar, frequentemente, a usar máscara, e de ser visto a confraternizar com apoiantes sem qualquer distanciamento, o presidente viu-se envolto em polémica também após o início da vacinação contra a Covid-19 ao afirmar que não se responsabilizava caso quem tomasse a vacina da Pfizer ficasse com "cara de Jacaré".

Nessa mesma intervenção, o presidente do Brasil, onde mais de 197 mil pessoas já morreram vítimas da Covid-19, reiterou que não vai tomar o fármaco.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório