Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 26º

Três companhias aéreas suspendem voos entre a Venezuela e o Panamá

Três companhias aéreas, a panamiana Copa Airlines e as venezuelanas Turpial e Laser, suspenderam, nas últimas 24 horas, os voos entre a Venezuela e o Panamá, rotas autorizadas recentemente pelo governo do Presidente Nicolás Maduro.

Três companhias aéreas suspendem voos entre a Venezuela e o Panamá
Notícias ao Minuto

23:50 - 12/12/20 por Lusa

Mundo Covid-19

A Laser Airlines foi a primeira a anunciar a decisão, precisando, em comunicado, que a suspensão tem lugar "devido à falta de autorizações por parte das autoridades aeronáuticas panamianas".

Por outro lado, a Copa Airlines, anunciou que a suspensão "de todos os voos" tem lugar a partir de 13 de dezembro e tem por base uma comunicação oficial do Instituto Nacional de Aeronáutica Civil da Venezuela (INAC).

A Turpial Airlines anunciou que "os voos ficam temporariamente suspensos até que as autoridades competentes 'habilitem' (ativem) novamente o espaço aéreo".

A suspensão tem lugar depois de as autoridades venezuelanas terem informado que foram detetados, sexta-feira, nove casos de pacientes com a covid-19.

Um agente de viagens explicou à Agência Lusa que uma vez que as autoridades venezuelanas decidiram manter as restrições aos voos internacionais, vários portugueses viam o Panamá como um sítio de escala para poder viajar para a Europa.

A 11 de novembro último, o INAC anunciou que "devido à prevenção da covid-19" os aeroportos venezuelanos "continuariam encerrados" para os voos internacionais "até 11 de fevereiro de 2021 exceto para as operações aéreas comerciais entre a República Bolivariana da Venezuela e os países irmãos da Turquia, República Dominicana, México, Irão e Panamá".

A 23 de novembro as autoridades venezuelanas decidiram permitir também os voos de e para a Bolívia.

O prolongar das restrições impediu a transportadora aérea portuguesa, a TAP, de realizar voos regulares para a Venezuela, previstos a partir de 15 de dezembro, estando, no entanto, previsto, segundo fontes diplomáticas, "um voo especial de Natal" para o próximo dia 19, que já foi autorizado pelas autoridades venezuelanas, para transportar os portugueses que já tinham comprado bilhetes.

A restrição às operações aéreas na Venezuela começou em 12 de março, primeiro com os voos provenientes da Europa e da Colômbia, e depois a nível global, com o propósito de travar a pandemia da covid-19 no país.

Na Venezuela estão confirmados 106.715 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, 944 mortes associadas à covid-19 e 101.823 pessoas recuperaram da doença.

A Venezuela está desde 13 de março em estado de alerta, o que permite ao executivo decretar "decisões drásticas" para combater a pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.595.276 mortos resultantes de mais de 71 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 5.461 pessoas dos 344.700 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório