Meteorologia

  • 15 JANEIRO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Sérvia volta atrás na expulsão do embaixador de Montenegro

A Sérvia anunciou hoje que não expulsará o embaixador de Montenegro, numa tentativa de apaziguar a situação causada pelo anúncio feito na véspera por ambos os países de que os seus respetivos embaixadores tinham sido expulsos.

Sérvia volta atrás na expulsão do embaixador de Montenegro
Notícias ao Minuto

21:41 - 29/11/20 por Lusa

Mundo Sérvia

No sábado, Montenegro declarou o embaixador sérvio Vladimir Bozovic como "persona non grata" por "interferência nos [seus] assuntos internos", dando-lhe 72 horas para deixar o país. A Sérvia anunciou imediatamente uma medida recíproca contra o embaixador do Montenegro, Tarzan Milosevic.

"Decidimos que a partir desta noite a Sérvia irá inverter a sua decisão de expulsar o embaixador montenegrino", disse a primeira-ministra, Ana Brnabic, após uma reunião com o Presidente sérvio, Aleksandar Vucic.

Belgrado quer, "mais uma vez, estender a mão da cooperação e da amizade", acrescentou.

O conflito surgiu alguns dias antes da tomada de posse do novo governo pró-sérvio de Montenegro.

Em 22 de novembro, o primeiro-ministro designado do Montenegro, Zdravko Krivokapic, lamentou esta crise diplomática.

Tinha prometido, através de uma mensagem na rede social Twitter, que o seu Governo, que tomaria posse na quarta-feira, iria trabalhar para melhorar as relações entre os dois países.

"O governo cessante, até aos seus últimos dias, não hesita em polarizar a sociedade e aprofundar as divisões", acrescentou.

Mas o Partido Democrático dos Socialistas de Djukanovic aprovou a expulsão do embaixador sérvio, argumentando que ele "denegria constantemente o Montenegro".

O embaixador sérvio Vladimir Bozovic tinha descrito na sexta-feira como "libertação" a realização de uma assembleia em 1918 que tinha decidido que o Montenegro se juntaria à Sérvia e assim se tornaria parte do reino dos sérvios, croatas e eslovenos, perdendo a sua independência.

Num gesto simbólico, os legisladores montenegrinos adotaram uma resolução em 2018 que anulava as decisões da assembleia de 1918.

Montenegro declarou a independência da Sérvia em 2006, mas as tensões sobre a identidade nacional ainda assombram este pequeno país dos Balcãs.

De acordo com o censo de 2011, quase 30% dos 620.000 habitantes de Montenegro identificam-se como sérvios. Alguns deles foram contra o desejo do presidente de consolidar a identidade nacional de Montenegro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório