Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
13º
MIN 4º MÁX 14º

Edição

EUA. Casamento realizado em segredo juntou mais de 7 mil pessoas

Governador de Nova Iorque apelidou evento de "desrespeito grosseiro".

Uma sinagoga com capacidade para 7 mil pessoas, em Brooklyn, encheu completamente no passado dia 8 de novembro para receber uma celebração de um casamento na tradição dos judeus ortodoxos, em completa violação das regras sanitárias impostas no estado de Nova Iorque.

A notícia foi avançada pelo New York Post, publicando as imagens acima, que mostram o templo Yetev Lev, no bairro de Williamsburg, completamente cheio de convidados, todos sem máscara.

Tratava-se do casamento hassídico (corrente judaica) de Yoel Teitelbaum, neto do rabino Aaron Teitelman, a quem já tinha sido proibida a realização de um casamento em outubro. Este segundo evento terá sido planeado em segredo.

A sinagoga deverá ser investigada, segundo indicou o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo. "Se aconteceu, foi desrespeito grosseiro da lei. É ilegal. É um desrespeito para com os cidadãos de Nova Iorque", afirmou.

"Se se confirma que por causa de termos cancelado um casamento a reação foi realizar um em segredo, seria realmente chocante e totalmente desonesto. É ilegal e a cidade deverá fazer uma investigação robusta", acrescentou Cuomo, citado pela AP.

Leia Também: AO MINUTO: Vacina de Oxford 70% eficaz. Uma morte por minuto nos EUA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório