Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Scranton, a "cidade elétrica" de Joe Biden

 Joseph Robinette Biden, candidato à presidência dos Estados Unidos, nasceu em Scranton, em 1942, uma pequena cidade industrial da Pensilvânia estabelecida por colonos católicos e conhecida como "Electric City".

Scranton, a "cidade elétrica" de Joe Biden

"Ele (Joe Biden) é meu amigo e foi meu vizinho neste bairro", disse à Lusa Tom Owens, proprietário do bar "Hank's Hoagies" da WoodLawn St. no bairro católico de Greenwich, Scranton, não muito longe do centro da cidade.

Há dez anos que o dono do bar mantém um retrato de um sorridente Joe Biden, recortado em tamanho natural, junto à porta, além da imensa memorabilia política guardada em vitrinas e recortes de jornais de todas as campanhas passadas em que participou o ex-vice-presidente de Barack Obama e atual candidato à Casa Branca pelo Partido Democrata. 

"Ele viveu aqui quando era criança e quando vem à cidade vem sempre visitar-me. Costuma pedir uma 'sanduíche italiana'", acrescenta Owens sem tirar a máscara sanitária de proteção contra a pandemia.

"Espero que Joe (Biden) ganhe as eleições de terça-feira, mas temos de esperar", diz ainda o comerciante atrás de um fogão em que grelha carne e aquece pão.     

Joe Biden, o mais velho de quatro irmãos de uma família católica de origem irlandesa, viveu na cidade industrial da Pensilvânia situada a 190 quilómetros a oeste de Nova Iorque, até aos dez anos de idade, altura em que o pai foi obrigado a mudar-se para o Delawere por motivos económicos, tendo-se mais tarde tornado num bem-sucedido vendedor de automóveis.

No local onde cresceu Biden não faltam referências "aos elevados princípios" do Partido Democrata, afirma o amigo do candidato.

No centro da cidade, em local de destaque encontra-se estátua de homenagem a John Mitchell (1870-1919), um destacado líder das lutas operárias norte-americanas, membro da United States Labor e mais tarde dirigente da United Mine Workers of America, que chegou a ser constituído por 300 mil trabalhadores, no princípio do século XX. 

Mitchell organizou greves de mineiros em vários pontos dos Estados Unidos tendo obrigado o Presidente Theodore Roosevelt a sentar-se à mesa das negociações - que se realizaram em Stranton, em março de 1903 - conseguindo os sindicatos fazer aprovar pela primeira vez o horário de trabalho de oito horas diárias e o salário mínimo, a nível federal.

A escultura fica em frente ao edifício do Tribunal de Stranton, onde decorreram as históricas negociações laborais.

À volta da praça há duas igrejas católicas e uma igreja ortodoxa (russa) assim como um polo da Universidade de Scranton, uma instituição de ensino superior fundada por Jesuítas no interior da Pensilvânia.

"São pessoas diferentes: Biden é católico e conhece a história dos trabalhadores do interior. Trump é 'vagamente' evangélico e filho de um milionário do ramo imobiliário de Nova Iorque (...). Só aí começam as diferenças", diz James C. Penn, natural de Scranton e apoiante do Partido Democrata.

O último presidente da Câmara de Scranton era do Partido Republicano, rompendo a tradição de autarcas do Partido Democrata sendo que a autarquia é liderada desde janeiro por Paige Gebhardt Cognetti, uma independente que integrou a administração de Barack Obama no Departamento do Tesouro e depois como conselheira do subsecretário para os Assuntos Internacionais, sobretudo para as questões ligadas às relações com a República Popular da China.  

Uma sondagem publicada na cidade, sexta-feira, indica que Biden consegue 50,2% dos votos no estado da Pensilvânia e Donald Trump 45,1% mas os números são contrariados por outras pesquisas e alteram-se todos os dias obrigando os candidatos a deslocarem-se a vários pontos da região na reta final da campanha.

Previsivelmente, Donald Trump e Joe Biden têm ambos ações de campanha em vários pontos da Pensilvânia durante este fim de semana, precisamente por causa dos votos dos eleitores indecisos do estado. 

Numa das entradas de Scranton, "Electric City", onde nasceu o candidato do Partido Democrata à Casa Branca um enorme cartaz apela aos eleitores democratas a votarem presencialmente.

O voto antecipado em Scranton encerrou sendo que os eleitores podem ainda exercer o direito de voto na terça-feira, dia das eleições.

Há volta da cidade natal de Biden, rodeada ao longe por montanhas, há muitas fábricas e centrais elétricas abandonadas e uma linha férrea praticamente desmantelada.

A pandemia de covid-19 obriga a maior parte dos estabelecimentos comerciais a encerrarem mais cedo.

Enquanto as lojas vão fechando uma avioneta sobrevoa a cidade com um anúncio que apela à participação eleitoral na terça-feira numas presidenciais em que não há certezas sobre os resultados. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório