Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Em homenagem a professor, França projeta caricaturas de Maomé em prédios

Caricaturas foram projetadas na fachada exterior da Câmara Municipal em Montpellier e Toulouse.

As caricaturas do profeta Maomé publicadas pelo jornal satírico Charlie Hebdo foram projetadas, na quarta-feira, em memória do professor Samuel Paty, que foi decapitado na passada sexta-feira num ataque com motivações religiosas.

As polémicas caricaturas foram projetadas na fachada exterior da Câmara Municipal de Montpellier e Toulouse, durante várias horas, após uma homenagem ao professor, que contou com a presença da família de Paty e do presidente Emmanuel Macron, em Paris.

Durante a exibição das caricaturas, o local esteve repleto de agentes da polícia armados.

O professor, que recebeu a título póstumo a Legião de Honra, a mais importante condecoração francesa, passou a encarnar, segundo o Presidente francês, "a cara da luta pela liberdade e razão", uma luta que Macron diz que continuará em seu nome "porque é mais necessária que nunca".

O ataque aconteceu na passada sexta-feira à tarde junto de um colégio nos subúrbios da capital francesa, onde Samuel Paty, de 47 anos, lecionava as disciplinas de História e de Geografia. O alegado autor do ataque, identificado como Abdullah Anzorov, um jovem de 18 anos de origem chechena, nascido na Rússia (Moscovo), foi abatido pela polícia.

Fonte da polícia, citada pela agência de notícias France-Press (AFP), explicou que a vítima terá exibido caricaturas do profeta Maomé durante uma aula sobre liberdade de expressão. Segundo fontes da investigação citadas pelo jornal francês Le Monde, um ou mais alunos terão fornecido a Abdullah Anzorov a identidade do professor em troca de algumas centenas de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório