Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Brasil. Morreu com Covid senador que descrevia isolamento como "inútil"

Arolde de Oliveira, de 83 anos de idade, aliado de Jair Bolsonaro, morreu na quarta-feira, depois de duas semanas de internamento, após ter testado positivo para a Covid-19.

Brasil. Morreu com Covid senador que descrevia isolamento como "inútil"

Morreu na quarta-feira à noite o senador brasileiro Arolde de Oliveira, aos 83 anos de idade, depois de duas semanas internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a Globo, Arolde de Oliveira foi o primeiro senador em exercício a morrer por causa do novo coronavírus. O comunicado publicado no seu perfil oficial de Twitter escreve que o político sucumbiu a uma falência dos órgãos, por causa da Covid-19.

"Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori", pode ler-se.

O senador era um conhecido defensor do uso de hidroxicloroquina, um medicamento criado para combater a malária, chamava o novo coronavírus de "vírus chinês" e era contrário ao isolamento social generalizado. 

"Fico com a sugestão do uso do medicamento desde o início, como quer o Presidente Jair Bolsonaro além de isolamento social seletivo", escreveu Arolde de Oliveira a 10 de abril, no Twitter, segundo comprova a Globo. "Hoje é urgente salvar vidas, amanhã salvar empregos, renda e empresas", acrescentou.

Mais tarde, a 19 de abril, escreveu: "Os números do vírus chinês no mundo e no Brasil demonstram a inutilidade do isolamento social. Autoridades, alarmistas por conveniência, destruíram o setor produtivo e criaram milhões de desempregos. O Presidente Jair Bolsonaro, isolado pelo STF, estava certo desde o início".

Todas as suas publicações na rede social estão, agora, com visualização limitada.

Arolde de Oliveira foi eleito em 2019 para o seu primeiro mandato como senador, pelo Partido Social Democrático (PSD) do Rio de Janeiro, mas já tinha servido nove mandatos como deputado federal pelo mesmo estado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório