Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Bruxelas garante a Londres ainda estar disponível para negociar acordo

O negociador-chefe da União Europeia (UE) para as futuras relações com o Reino Unido, Michel Barnier, garantiu hoje ao seu homólogo britânico que o bloco comunitário está disponível para retomar as conversações "sobre todos os aspetos" do acordo.

Bruxelas garante a Londres ainda estar disponível para negociar acordo
Notícias ao Minuto

16:32 - 19/10/20 por Lusa

Mundo Brexit

"Acabei de falar com David Frost. Como indicado pela presidente [da Comissão Europeia], Ursula von der Leyen, na sexta-feira, confirmei que a UE continua disponível para intensificar as conversações em Londres esta semana, sobre todos os assuntos, e com base em textos legais", afirmou Michel Barnier numa publicação na rede social Twitter.

Agora "aguardamos agora a relação do Reino Unido", adiantou o negociador-chefe da UE.

A posição de Michel Barnier surgiu numa altura em que cabe aos negociadores discutirem o formato das próximas negociações sobre relação futura de Bruxelas e Londres, perante a proximidade do fim do prazo do período de transição.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou que o Reino Unido devia "preparar-se" para a perspetiva de sair do período de transição no final de dezembro sem um acordo de comércio com a UE.

Pouco depois, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, usou a rede social Twitter para afirmar que, "como planeado, a equipa [comunitária] de negociação" iria a Londres esta semana "para intensificar as negociações".

Também nesse dia, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, garantiu que UE permanece "disponível para continuar as negociações" com o Reino Unido sobre o futuro acordo comercial de Bruxelas e Londres, mostrando-se indiferente ao aviso britânico.

Os principais pontos de discórdia continuam a ser as condições de concorrência entre empresas, pescas e um mecanismo para se revolverem conflitos na aplicação do acordo que a UE exige para desbloquear um acordo que permita o acesso britânico ao mercado único europeu sem impor quotas nem taxas.

O Reino Unido saiu da UE em 31 de janeiro de 2020.

Em conformidade com o Acordo de Saída, é agora oficialmente um país terceiro, pelo que já não participa no processo de tomada de decisão da UE.

Por comum acordo, a UE e o Reino Unido decidiram, contudo, estabelecer um período de transição, que termina em 31 de dezembro de 2020.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório