Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Donald Trump anuncia distribuição de 150 milhões de testes rápidos

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na segunda-feira um plano de distribuição de 150 milhões de testes rápidos da covid-19 no país, onde há mais de sete milhões de casos e de 200 mil mortes devido à pandemia.

Donald Trump anuncia distribuição de 150 milhões de testes rápidos
Notícias ao Minuto

06:25 - 29/09/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"Estamos a anunciar um plano para distribuir 150 milhões de testes rápidos Abbott para pontos de atendimento nas próximas semanas, muito, muito em breve", disse o Presidente num discurso na Casa Branca.

Trump garantiu que o plano duplicará o número de exames realizados até agora.

"Com o nosso plano, 50 milhões de testes irão para proteger as comunidades mais vulneráveis, o que sempre prometemos, incluindo 18 milhões para asilos, 15 milhões para lares de deficientes, 10 milhões para hospícios e cerca de um milhão para as faculdades e universidades históricas negras, que também são faculdades das nações tribais", afirmou Donald Trump.

Paralelamente, "100 milhões de testes rápidos da Abbott no local de atendimento serão entregues aos estados e territórios, para apoiar os esforços para reabrir economias e escolas imediatamente e o mais rápido possível", disse o Presidente norte-americano.

Trump indicou que os resultados dos testes serão conhecidos em 15 minutos e que não é necessária máquina para os processar.

O secretário adjunto do Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS, em inglês), Brett Giroir, detalhou, por sua vez, que o Governo adjudicou ao grupo farmacêutico Abbott um contrato no valor de 760 milhões de dólares para a entrega de 150 milhões destes testes rápidos.

No final de agosto, a Casa Branca anunciou a aquisição de 150 milhões de unidades de testes rápidos de deteção do novo coronavírus ao grupo farmacêutico Abbott, com o propósito de apoiar a recuperação económica do país.

A pandemia do novo coronavírus já causou mais de um milhão de mortos em todo o mundo desde que a doença foi conhecida em dezembro na China, indica um balanço da AFP.

Mais de 33.162.930 casos de infeção foram registados no mesmo período e pelo menos 22.752.300 pessoas foram consideradas curadas.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela covid-19, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 204.762 mortos entre 7.116.456 casos, segundo o balanço da universidade Johns Hopkins. Pelo menos 2.766.280 pessoas foram declaradas curadas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório