Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Mais sete casos no Hospital de Beja. Madrid deve rever medidas

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Mais sete casos no Hospital de Beja. Madrid deve rever medidas

Portugal contabiliza um total acumulado de 72.939 casos confirmados e 1.944 óbitos, sendo que oito mortes e 884 novos casos foram reportados esta sábado.

Durante a conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, na sexta-feira, Marta Temido afirmou que Portugal se está "na terceira fase" da pandemia.

"Aquilo que se evidencia é que tivemos uma primeira subida, nunca atingimos a base e agora estamos num terceiro momento. Não sei se é tecnicamente correto chamar-lhe segunda, eu diria que é uma terceira fase", disse.

Com o número de casos em solo português a subir, o país foi esta semana colocado na 'lista negra' da Bélgica, Alemanha e Suíça.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

00h00 - Termina aqui o registo deste sábado. De manhã publicaremos um novo artigo no qual vai poder continuar a acompanhar os principais desenvolvimentos da pandemia em Portugal e no resto do mundo. E, não se esqueça: se sentir sintomas relacionados com o coronavírus ligue para a Linha SNS24 - 808 24 24 24.

23h01 - A Colômbia ultrapassou este sábado os 800 mil casos de Covid-19, desde o início da pandemia. De acordo com o The Guardian que cita o Ministério da Saúde colombiano, no total, há registo de 806.038 contágios e 25.296 mortos devido ao novo vírus. Neste momento, há ainda 78.956 casos ativos no país. 

22h31 - O Brasil registou nas últimas 24 horas mais 869 mortes e 28.378 casos de Covid-19, informou este sábado o ministério da Saúde brasileiro. De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, o número de óbitos chegou assim aos 141.406. Já o número de infetados ultrapassa os 4.717.991.

21h45 - O ministro espanhol da Saúde disse hoje que Madrid deve rever as medidas de combate à Covid-19, numa altura em que a capital volta a ser o epicentro da pandemia e os números no país continuam a aumentar. O ministro Salvador Illa mostrou-se "muito preocupado" com a situação na capital espanhola e alertou que se trata de um "risco sério" para os cidadãos de Madrid.

21h25 - Sobe para 23 número de infetados em surto no hospital de Beja. O número de profissionais de saúde infetados no surto de Covid-19 identificado no bloco operatório do hospital de Beja subiu de 16 para 23, anunciou hoje a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).

21h23 - O Instituto Marítimo e Portuário (IMP) de Cabo Verde voltou hoje a interditar a frequência às praias na capital do país, 19 dias após a reabertura, por causa do "elevado nível de transmissão" comunitária do novo coronavírus.

20h47 - Angola reportou mais quatro mortos e 82 infeções de covid-19, somando agora um total de 4.672 casos, anunciou hoje o secretário de Estado para a Saúde Públicas, Franco Mufinda.

20h33 - Cabo Verde registou 73 novos infetados pelo novo coronavírus, bem como uma morte associada à doença, nas últimas 24 horas, elevando o total acumulado a 5.701 casos desde 19 de março, divulgou hoje o Ministério da Saúde.

19h41 - A autoridade regional de saúde reportou hoje na Madeira três novos casos positivos de Covid-19, sendo dois importados e um de transmissão local, totalizando 54 situações ativas e quatro doentes recuperados neste arquipélago.

19h33 - França registou hoje mais 14.412 casos confirmados e 39 mortos devido à Covid-19. No total, o país passa, assim, a reportar 527.446 infetados e 31.700 óbitos desde o início da pandemia. Recorde-se que França atingiu o recorde de casos diários no país na semana passada, contabilizando 16.096 contágios em 24 horas. 

No boletim de hoje, a agência de saúde pública do Ministério da Saúde francês revelou ainda que a taxa de casos positivos face aos testes realizados continua a subir, tal como se tem verificado nos últimos dias.

19h21 - Pedro Proença vê "frustração" nos clubes devido à ausência de público. O regresso do público aos recintos ainda só foi viabilizado em jogos de competições não profissionais disputados nos Açores.

"Sinto que este sentimento começa a crescer. Os clubes sentem um desencanto de não haver uma abertura de espírito do Governo e da Direção-Geral da Saúde (DGS) para que o futebol não seja discriminado", frisou Pedro Proença, à margem da abertura da quinta edição da Pós-Graduação em Organização e Gestão no Futebol Profissional.

18h57 - Sabe como deve guardar a máscara quando não a está a utilizar? A Direção-Geral da Saúde relembrou esta tarde que a máscara deve ser sempre mantida "num invólucro fechado, respirável, limpo e seco". "Lembre-se que deve lavar as mãos antes de a colocar e antes de a remover. Cuide de si, cuide de todos!", acrescentou a autoridade de saúde. 

18h46 - O presidente de Londres,  Sadiq Khan, condenou os protestos realizados esta tarde no centro da capital de Inglaterra contra as medidas de restrição impostas devido à pandemia da Covid-19. 

"Isto é inadmissível. Peço a todos os manifestantes para dispersarem já. Os grandes ajuntamentos estão proibidos por alguma razão - estão a colocar a segurança da cidade em risco", declarou Khan, numa mensagem divulgada no Twitter. 

18h26 - A Itália registou nas últimas 24 horas mais 1.869 novas infeções de Covid-19 e 17 mortos, com o total a superar os 308 mil contágios e quase 36 mil mortes, divulgou hoje o Ministério da Saúde.

18h02 - Moçambique anunciou hoje um óbito pelo novo coronavírus, elevando o total de mortos para 54, registando ainda mais 168 infeções, passando a ter um total acumulado de 7.757 casos, anunciou o Ministério da Saúde.

17h55 - O Reino Unido identificou, nas últimas 24 horas, mais 6.042 casos e 34 mortes. Com esta atualização, segundo o Ministério da Saúde britânico, no total o Reino Unido conta agora com 429.277 infetados e 41.971 óbitos, desde o início da pandemia

17h31 - Milhares de pessoas manifestaram-se esta tarde no centro de Londres contra as medidas de restrição impostas pelo Governo britânico devido à Covid-19. De acordo com a Sky News, pelo menos quatro polícias e três manifestantes já foram assistidos por equipas médicas devidos a ferimentos e 10 pessoas já foram detidas. As autoridades estão a tentar dispersar a multidão, contudo, a tensão entre os agentes e os manifestantes escalou resultando em confrontos. 

Durante o protesto, viam-se cartazes que diziam 'Liberdade, ao invés do medo', 'Onde está a pandemia?', 'Os media são o vírus', 'Covid-1984' e 'Não consentimos'.

17h07 - Ainda em declarações prestadas na Assembleia Geral das Nações Unidas, Boris Johnson defendeu que o novo vírus rompeu com os laços entre as nações e apelou aos líderes mundiais para se unirem contra o "inimigo comum", a Covid-19. Para o primeiro-ministro britãnico, nove meses após a pandemia, "a própria noção de comunidade internacional parece esfarrapada".

"Nunca mais devemos travar 193 campanhas separadas contra o mesmo inimigo", defendeu ainda o governante.

16h22 - O diretor do Centro de Investigação Gamaleya, Alexander Ginzburg, informou hoje que os computadores da instituição que trabalha na primeira vacina russa contra a Covid-19, a Sputnik V, foram alvo de ataques informáticos. "Não sou um especialista em tecnologias de informação e não posso dizer se estavam relacionados com a vacina ou não (...), mas houve tentativas de entrar nos computadores dos nossos programadores", afirmou o dirigente.

15h34 - Boris Johnson, o primeiro-ministro britânico, disse, esta tarde, na Assembleia Geral das Nações Unidas, que a "humanidade foi apanhada a dormir" pelo novo coronavírus. O chefe do Governo britânico considerou também que os esforços para se encontrar uma vacina contra o novo vírus têm sido uma enorme corrida de obstáculos global". 

Boris Johnson alertou ainda que cortar nos fundos para investigações de desenvolvimento de vacinas pode custar milhões de vidas. "Nunca devemos escolher atalhos, cortar nos ensaios clínicos ou sacrificar a segurança para acelerar [o processo de encontrar uma vacina eficaz], porque seria uma absoluta tragédia", apontou. 

14h27 - Dados de Portugal. Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais oito mortes e 884 novos casos de infeção pela Covid-19. Os dados constam no mais recente boletim epidemiológico divulgado este sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Com esta atualização, o total acumulado de contágios sobe para 72.939 e o de vítimas mortais para 1.944.

14h21 - Açores com mais três infeções. Os Açores registaram hoje três novas infeções por Covid-19 e uma recuperação, na ilha de São Miguel, elevando o número total de casos ativos para 68, revelou a Autoridade de Saúde Regional.

14h15 - Inação de Madrid "coloca em risco habitantes e comunidades vizinhas". Depois de, na sexta-feira, o governo espanhol ter considerado insuficiente o alargamento decido pelo executivo regional de Madrid das medidas restritivas e defendido o confinamento a toda a cidade, algo que a responsável pelo governo madrileno não acatou, o ministro da Saúde espanhol voltou a fazer um apelo, reporta o El País.

Numa conferência de imprensa, este sábado, Salvador Illa apelou ao governo de Isabel Díaz Ayuso que adote novas medidas para travar a propagação do vírus. "Há um risco sério para os seus habitantes e os cidadãos das comunidades vizinhas", salientou.

13h52 - Dados mundiais. A pandemia de Covid-19 já causou a morte a mais de 990 mil pessoas e infetou mais de 32,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo o último balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

12h25 - Universidade em Manchester diz a 1.700 alunos para ficarem isolados. Mais de mil estudantes universitários em Manchester foram ordenados a ficar isolados nos quartos após 127 alunos terem testado positivo ao novo coronavírus, reporta a Sky News.

Cerca de 1.700 alunos do campus Birley e Cambridge Halls, da Universidade Metropolitana de Manchester foram instruídos a permanecer nos seus quartos durante 14 dias, mesmo que não apresentem sintomas.

12h11 - Taj Mahal reabre. O Taj Mahal, um dos marcos da Índia, reabriu na passada segunda-feira após ter estado encerrado durante seis meses devido à pandemia da Covid-19. Recorde-se que o número total de casos no país subiu hoje para mais de 5,9 milhões.

11h36 - Hospitalizações disparam na Bélgica. O número de casos de infeção de Covid-19 na Bélgica subiu para uma média de 1.540 infetados por dia na semana passada, mais 40% do que na anterior, enquanto as hospitalizações dispararam 56% para quase 65 por dia.

10h30 - Dados do continente africano. África registou, nas últimas 24 horas, mais 137 mortos e 7.246 casos de infeção por Covid-19, num total de 1.444.318 infetados, informou hoje o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

09h50 - Sabe os cuidados a ter na utilização da máscara comunitária? A Direção-Geral da Saúde (DGS ) ajuda a 'tratar' este equipamento de proteção individual e faz três recomendações fundamentais: 

09h37 - Dados da Alemanha. De acordo com o Instituto Robert Koch, o país registou 2.507 novos casos nas últimas 24 horas (um aumento face ao dia de ontem, em que foram 2.153). Com esta atualização, o total acumulado de contágios sobe para 282.730.

08h28 - Imprensa. Fique a par dos títulos que fazem as capas dos jornais deste sábado, 26 de setembro, nesta peça que preparámos para si.

07h30 - EUA ultrapassa os sete milhões de infetados. Os Estados Unidos ultrapassaram na sexta-feira os sete milhões de infetados por Covid-19 e as 203 mil mortes desde o início da pandemia, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

07h26 - Peru supera os 32 mil mortos. O Peru, país com a maior taxa de mortalidade do mundo por Covid-19, ultrapassou as 32 mil óbitos nesta sexta-feira, uma média de 98 mortes por 100 mil habitantes, segundo dados oficiais.

07h25 - China soma 41 dias sem contágios locais. O país anunciou hoje 15 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, todos importados, com o país a acumular 41 dias sem registar contágios locais.

07h23 - Argentina regista mais 443 mortos e quase 13 mil casos. O país registou 443 mortos e 12.969 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, anunciaram as autoridades na sexta-feira. Com este novo balanço, o país elevou o total de óbitos para 15.208 e de casos para 691.235, desde o início da pandemia.

07h20 - Mais 405 mortos e 5.401 casos no México. O país registou 405 mortos e 5.401 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 75.844 e de casos para 720.858. As autoridades de saúde mexicanas assinalaram na sexta-feira um aumento das infeções (0,74%) em relação ao dia anterior, enquanto as mortes cresceram 0,53%.

07h17 - Índia com mais de mil mortos em 24 horas. O país registou 1.089 mortos e 85.362 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, anunciaram hoje as autoridades. O número total de casos no país sobe assim para mais de 5,9 milhões e as mortes para 93.379 desde o início da pandemia.

Bom dia. Pode acompanhar aqui todas as incidências relacionadas com o novo coronavírus.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório