Meteorologia

  • 04 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Pelo menos 565 mil mortos e mais de 12,7 milhões de infetados no mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 565.363 pessoas e infetou mais de 12,7 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

Pelo menos 565 mil mortos e mais de 12,7 milhões de infetados no mundo

De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa até às 11:00 de Lisboa, mais de 12.741.270 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, no final do ano passado na cidade chinesa de Wuhan, dos quais pelo menos 6.792.900 foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

A AFP adverte que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que alguns países estão a testar apenas casos graves, outros usam o teste como uma prioridade para rastreamento e muitos países pobres têm apenas capacidade limitada de rastreamento.

Os Estados Unidos, que registaram a primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado em termos de número de mortes (134.815) e casos (3.247.782). Pelo menos 995.576 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 71.469 mortes para 1.839.850 casos, Reino Unido com 44.798 mortes (288.953 casos), a Itália com 34.945 mortes (242.827 casos), e o México com 34.730 mortes (295.268 casos).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 83.594 casos (sete novos casos entre sábado e domingo), incluindo 4.634 mortes e 78.634 recuperações.

A Europa totalizou 202.399 mortos para 2.828.270 casos, Estados Unidos e Canadá 143.624 mortos (3.355.128 casos), América Latina e Caraíbas 143.176 mortos (3.324.405 casos), Ásia 42.852 mortes (1.734.122 casos), Médio Oriente 20.199 mortes (909.922 casos), África 12.976 mortes (578.055 casos), e Oceânia 137 mortes (11.371 casos).

A AFP dá nota de que esta avaliação foi realizada utilizando dados recolhidos junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório