Meteorologia

  • 13 JULHO 2020
Tempo
37º
MIN 23º MÁX 37º

Edição

Jovem afro-americana é incendiada. Polícia trata caso como crime de ódio

A rapariga sobreviveu ao ataque, mas sofreu queimaduras na cara e pescoço.

Jovem afro-americana é incendiada. Polícia trata caso como crime de ódio

Uma jovem afro-americana, de 18 anos, foi atacada, na passada quarta-feira, em Wisconsin, nos Estados Unidos. Segundo reporta este sábado a CNN, a Madison Police em articulação com o FBI está a investigar o caso como um crime de ódio

A estudante, cuja identidade não foi revelada por motivos de segurança, foi ateada fogo dentro do seu carro após ter parado num sinal vermelho. De acordo com o relatório policial, no momento do ataque a jovem "ouviu alguém gritar uma expressão racial". 

Fontes familiares adiantaram apenas ao órgão de comunicação social norte-americano que a vítima está a estudar para trabalhar como técnica de emergência médica.

"Ela olhou e viu quatro homens brancos. Um deles usou um spray para a regar com um líquido na cara e pescoço e depois atirou um isqueiro aceso, fazendo com que o líquido entrasse em combustão. (...) De seguida, [a vítima] conseguiu apagar chamas e conduziu até casa. A sua mãe aconselhou a ir a um hospital", pode ler-se ainda no referido auto policial. 

A jovem acabou por ligar para 112 e foi, de seguida, para as emergências de uma unidade hospitalar local. Ainda que os ferimentos não tenham sido considerados graves pelos médicos, a rapariga acabou por sofrer queimaduras na cara e no pescoço. 

A polícia está, neste momento, a aguardar os relatórios médicos referente aos ferimentos da vítima e está a analisar imagens de câmaras de vigilância perto do local do ataque, na esperança de identificar os agressores. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório