Meteorologia

  • 05 JULHO 2020
Tempo
35º
MIN 18º MÁX 37º

Edição

Zonas com menor pobreza são as mais afetadas no México

As zonas no México onde a pobreza é inferior a 40% são as que apresentam o maior número de infeções por covid-19, segundo o Conselho Nacional de Avaliação da Política de Desenvolvimento Social (Coneval).

Zonas com menor pobreza são as mais afetadas no México
Notícias ao Minuto

23:36 - 02/06/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"Nas áreas urbanas e metropolitanas em foco tem havido o maior número de casos positivos", disse à Efe o secretário executivo da organização, José Nabor Cruz Marcelo.

Para chegar a esta conclusão, a Coneval desenvolveu o "Visor Geoespacial da Pobreza e a covid-19 nos municipios do México", uma ferramenta que procura fornecer uma visão geral da epidemia no país e também ver a ligação com as áreas de maior pobreza.

De acordo com os resultados do Conselho Nacional de Avaliação da Política de Desenvolvimento Social, a grande maioria dos casos positivos verifica-se em municípios onde entre 20% e menos de 40% da população é pobre, embora os primeiros tenham uma incidência e um número de mortes mais elevados.

O responsável do Coneval explicou que cidades como a Cidade do México e a sua área metropolitana, que englobam Tijuana, Mexicali, Ciudad Juárez, Culiacán, Puebla e Villahermosa, são as que registam o maior número de casos.

Cruz Marcelo explicou que, ao analisar os municípios mais pobres, verificou-se que a incidência de contágio é baixa naqueles em que 80% ou mais da população se encontra nessa situação.

Nesses locais, acrescentou, apenas nove em cada 100.000 habitantes deram positivo para a covid-19.

Cruz Marcelo referiu que era possível detetar que os chamados Municípios da Esperança, que tiveram luz verde para reiniciar as suas atividades em 18 de maio, por não terem casos do novo coronavírus, são os mais afastados das zonas urbanas, têm menos acesso às estradas pavimentadas e menos de 5.000 habitantes.

"O seu afastamento permitiu-lhes não apresentar um maior número de casos, mas quando há casos, o número de mortes é considerável", afirmou.

O secretário da Coneval destacou que, graças a esta ferramenta, foi possível detetar que, em cerca de 50% dos municípios livres do novo coronavírus a acessibilidade às estradas pavimentadas é baixa ou muito baixa para pelo menos metade da população.

A maioria destes casos situa-se nas zonas montanhosas dos estados de Oaxaca, Puebla e Veracruz.

Já nos municípios indígenas do país, onde a pobreza atinge 90% da população, em quatro de cada 10 municípios houve casos, em média 13.

Até à data o México registou 93.435 casos de infeção pelo novo coronavírus e 10.167 mortes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório