Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Principal conselheiro de Boris Johnson quebrou regras da quarentena

Dominic Cummings visitou os pais quando estava com sintomas do coronavírus. Oposição pede a sua demissão.

Principal conselheiro de Boris Johnson quebrou regras da quarentena

O principal conselheiro do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quebrou as regras de quarentena impostas pelo governo, adianta o The Guardian. Dominic Cummings visitou os seus pais, que vivem em Durham, a 425 quilómetros da sua casa em Londres, quando apresentava sintomas associados à Covid-19. A deslocação de Cummings e da sua esposa aconteceu no passado dia 31 de março, altura em que um dos conselhos do governo para quem apresentasse sintomas de coronavírus era que ficasse em isolamento em casa. 

Dominic Cummings foi cumprir o isolamento para a residência dos pais, num edifício separado. Uma fonte próxima do conselheiro de Boris Johnson afirmou à BBC que Cummings não violou as orientações do governo britânico, uma vez que ele e a sua mulher isolaram-se num edifício diferente daquele em que estavam os seus pais. 

De resto, Cummings foi abordado pela polícia de Durham, que teve conhecimento da sua viagem.

"No dia 31 de março, os nossos agentes foram informados de que um edifício viajou de Londres para Durham e que estava numa morada da cidade. Os agentes falaram com os proprietários da residência que confirmaram que o indivíduo em questão estava presente e em isolamento voluntário numa parte da casa", esclareceu a polícia de Durham.

Mas a oposição não está satisfeita com as explicações e pede a demissão de Dominic Cummings, o arquiteto da estratégia do Brexit de Boris Johnson. 

"Se estiver correto, o principal conselheiro do primeiro-ministro parece ter quebrado as regras da quarentena. As orientações do governo eram muito claras: fiquem em casa e nada de viagens não- essenciais. O povo britânico não espera que haja uma regra para si e outra para Dominic Cummings", sublinhou um porta-voz do Partido Trabalhista. 

O Partido Nacional Escocês (SNP) e o Partido Liberal-Democrata foram mais explícitos nos seus pedidos de demissão de Cummings, com Ian Blackford, do SNP, a considerar mesmo que este era um "teste chave à liderança" de Boris Johnson. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório