Meteorologia

  • 25 MAIO 2020
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 30º

Edição

São Tomé e Príncipe com 13 novos testes positivos aumenta para 282 casos

O número de infeções pelo novo coronavírus em São Tomé e Príncipe subiu hoje para 282, com o registo de 13 novos casos positivos, com base nos testes rápidos realizados nas últimas 24 horas, indicou o Ministério da Saúde.

São Tomé e Príncipe com 13 novos testes positivos aumenta para 282 casos
Notícias ao Minuto

19:20 - 22/05/20 por Lusa

Mundo Covid-19

De acordo com a porta-voz do ministério, Isabel dos Santos, nas últimas 24 horas os serviços hospitalares realizaram 26 testes rápidos para a covid-19 e metade deu positivo.

A mesma fonte explicou que duplicou o número de internamentos no centro de isolamento por covid-19, passando de sete para 14 pacientes.

Outras sete pessoas encontram-se igualmente internadas no serviço sintomático respiratório.

Segundo a porta-voz do Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, das 282 pessoas com infeção pelo novo coronavírus, 253 encontram-se em isolamento domiciliar e outras 41 estão em quarentena na Região Autónoma do Príncipe.

Em África, há 3.105 mortos confirmados, em mais de 100 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné-Bissau lidera em número de infeções (1.114 casos e seis mortos), seguindo-se a Guiné Equatorial (719 casos e sete mortos), Cabo Verde (362 casos e três mortes), São Tomé e Príncipe (282 casos e 11 mortos), Moçambique (164 casos) e Angola (60 infetados e três mortos).

O país lusófono mais afetado pela pandemia é o Brasil, com mais de 20.000 mortes e mais de 310.500 infeções.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou quase 330 mil mortos e infetou mais de 5,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,9 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório