Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 25º

Edição

Médico que testa Covid-19 a sem-abrigo foi algemado à frente da família

Armen Henderson alega ter sido alvo de racismo por parte das autoridades.

Os Estados Unidos foram palco de um caso polémico que nos últimos dias. Um médico de Miami que tem estado a fazer testes de Covid-19 a sem-abrigo foi detido por alguns minutos.

Tudo aconteceu junto à casa de Armen Henderson. A polícia diz que o médico foi questionado pelas autoridades por causa do lixo que estava no meio da via pública, e que até já tinha sido alvo de queixas por parte dos vizinhos, mas o profissional de saúde alegou que tudo se tratou de um caso de racismo.

"Se eu fosse uma pessoa de pele mais clara ou branca, apenas a fazer a mesma coisa, não acredito que o polícia me tivesse abordado. A natureza da abordagem é que me preocupa", afirmou Armen Henderson, citado pela CNN.

Nas imagens pode ver-se que Armen Henderson estava a carregar uma carrinha com o que ele diz serem tendas que depois seriam distribuídas pelos sem-abrigo no centro de Miami.

Ao passar ao lado do veículo, um carro de patrulha depara-se com a situação e o médico é questionado sobre o porquê de ter lixo no quintal, algo que já tinha sido denunciado pelos vizinhos.

O agente acaba por sair do carro e pede a identificação ao profissional de saúde. Henderson diz não a ter consigo e o polícia algema-o. Uma situação presenciada pela mulher e os filhos do médico que estavam dentro de casa.

"De repente, o polícia colocou o dedo na minha cara, e começou a gritar comigo: 'Você chamar-me de senhor, chame-me de sargento'", disse Henderson. "Foi muito humilhante." Foi então que a mulher de Henderson mostrou a identificação ao polícia que acabou por libertar o médico.

Mas Henderson acabou por apresentar, ainda no mesmo dia, queixa contra o polícia, afirmando que o mesmo colocou em causa a sua saúde por não respeitar a distância social. "Ele colocou-me em perigo. Colocou o meu trabalho em risco, as pessoas que eu amo em risco e os meus pacientes também", sublinhou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório